sábado, 12 de julho de 2008

Últimas Notícias do Caso FARC e o Resgate da ex-senadora Ingrid Betacourt

FARC ACUSAM DE TRAIÇÃO OS GUERRILHEIROS
QUE CUIDAVAM DE INGRID BETANCOURT

Agência Brasil
11/07 20:25h
 

Brasília - As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) acusaram de traição os guerrilheiros que cuidavam da ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt e de mais 14 reféns, resgatados pelo Exército da Colômbia na semana passada.
Disseram também que na verdade não houve resgate, e sim uma fuga. As informações são da BBC Brasil e da Agência Telam.A fuga dos “prisioneiros de guerra” foi conseqüência da “depreciável conduta de César e Enrique”, afirma um comunicado assinado pelo Secretariado das Farc. Gerardo Antonio Aguilar, conhecido como "César", e Alexander Farfán, apelidado de "Gafas” ou "Enrique", vigiavam o cativeiro dos reféns e foram presos pelo Exército.
Apesar de falar em traição, a carta não menciona um possível pagamento de recompensa de US$ 20 milhões (cerca de R$ 32 milhões), conforme uma rádio suíça divulgou. O governo colombiano negou.
Na primeira comunicação desde o resgate, as Farc afirmam que o governo colombiano terá de assumir "as conseqüências" se insistir com os resgates.
Hoje, os presidentes da Colômbia, Álvaro Uribe, e da Venezuela, Hugo Chávez, se reuniram na Venezuela para uma reaproximação. A relação entre eles se desgastou na época em Chávez realizou mediações com a guerrilha e se agravou quando o Exército colombiano invadiu território equatoriano para atacar um acampamento das Farc, atitude rechaçada duramente pelo venezuelano.
A mediação de Chávez resultou na libertação das ex-parlamentares Clara Rojas e Consuelo González.



Leia a entrevista de Clara Rojas
(Imagem capturada na rede)