terça-feira, 27 de outubro de 2009

27 de Outubro: Dia Mundial de Oração pela Paz

Imagem capturada na Internet



Hoje se comemora o Dia Mundial de Oração pela Paz e, mais do que nunca, deveria ser um dia de grande reflexão, principalmente, para a região metropolitana do Rio de Janeiro.

Não me restrinjo ao município do Rio de Janeiro, apenas, visto que a violência não tem fronteiras geográficas, apesar de sua maior incidência se dar nesta região metropolitana.

No final da semana retrasada e nesta última, a indignação tomou conta da população carioca devido aos incidentes, mortes e terror espalhados pela cidade em função de conflitos entre traficantes e policiais.

Realmente, precisamos reverter o quadro. Ninguém mais aguenta tanta insegurança fora e dentro de sua residência, balas perdidas, mortes de inocentes, famílias desestruturadas em função da perda de um ente querido, órfãos, entre outros casos.

A exposição dos trabalhos das E.E. Assis Chateaubriand e E.M. Dilermando Cruz, que eu planejei para hoje, deverá ser organizada na quinta e sexta feira.




É HORA DE PAZ
Autor Desconhecido (texto modificado)


E fez-se então, a hora da PAZ.
Os povos calaram-se simultaneamente
E ouviram a voz das águas,
Das montanhas, da natureza
Dos animais e nada mais.


O ar soprou forte
Fazendo folhas rodopiarem
Ninguém agiu nem falou
Ninguém se moveu.
E então,
A humanidade entrou
Na imensidão do silêncio
E vivenciou
A mais perfeita PAZ.


Naquela hora
Nenhuma arma foi acionada
Nenhuma máquina foi ligada
Nenhuma agressão foi cometida
Nenhuma sirene soou
Nenhum alarme disparou.
Apenas funcionava
O que da vida cuidava
E, pela primeira vez
A humanidade conheceu a PAZ


Minutos antes de terminar
Todos estavam armados
Com uma pequena semente
Que ao soar o sinal programado
Foram lançadas à terra


Em todo o mundo
A PAZ foi semeada na Terra
E no coração de cada um.
O sábio que profetizou
A hora da PAZ


Proclamou à humanidade:
E uma nova linguagem há de vir
Há de vir para ficar
Que traduz união
Justiça, igualdade
É a linguagem da PAZ


Somos todos irmãos
Somos todos iguais
Somos filhos da Terra
do Sol, da Água, do Ar
Somos todos peregrinos
Por esta Terra a viajar.
Estando no novo milênio
Com a mais intensa missão
A missão de promover a PAZ


Uma nova linguagem há de vir
Há de vir para pacificar
Que traduz a Fé
A esperança, o amor
É a linguagem da PAZ


Que será falada, sentida, cantada
De norte a sul, de leste a oeste
Em todo planeta terrestre
Ecoará pelos confins da alma
E se expandirá pelo imenso universo
É a linguagem da PAZ
Que todos conhecerão
Que virá de dentro de cada ser
Para promover a união


Até que um só povo
Um povo multicor
De mãos dadas dançará
Entoando a mais bela canção
Todos a uma só voz,
Unidos
Em nome da PAZ.


Nenhum comentário: