domingo, 29 de março de 2009

Sucesso da Campanha A Hora do Planeta








Com certeza, cada um fez a sua parte na divulgação e participando, ontem, da Campanha A Hora do Planeta.

Fiquei muito feliz em saber que muitos alunos aderiram a idéia da ONG WWF -Brasil e, mais especificamente da WWF, em se manifestar sobre os efeitos das mudanças climáticas causadas pelo Aquecimento Global.

Muitos alunos queriam saber se teriam que pagar alguma taxa para se cadastrar, outros, se poderiam participar sem fazer o cadastro.

Os responsáveis acabaram, também, participando, uma vez que os alunos se tornaram multiplicadores e, no caso do cadastro, o número do CPF era necessário.

Gostaria até de relatar que alguns alunos, sem PC doméstico, foram com o responsável em Lan House para efetuar o cadastro na ONG. Outros divulgaram no Orkut, site de relacionamento social e diretamente. Achei ótimo!

Acredito muito que a conscientização às questões ambientais passa pela Educação, desde os primeiros anos do Ensino Fundamental. O universo de estudantes transformado em multiplicadores é fundamental para iniciarmos mudanças nas atitudes de muitos jovens e adultos que, ainda, adotam uma postura de total despreocupação com o meio ambiente e, consequentemente, com a qualidade de vida e da própria sobrevivência humana.

A Campanha foi um sucesso! Quem acompanhou os noticiários soube que foram quase 4 mil cidades de 88 países que participaram da Hora do Planeta.

Estou aguardando o levantamento oficial (e atualizado) de todos os países e cidades do Brasil que aderiram à Campanha. A relação que eu postei anteriormente, não estava atualizada, conforme informação da própria WWF-Brasil.

O que eu posso adiantar é que, entre as capitais brasileiras, tivemos a do Distrito Federal (Brasília) e a dos estados de São Paulo (São Paulo), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Minas Gerais (Belo Horizonte), Espírito Santo (Vitória), Rio Grande do Sul (Porto Alegre), Paraná (Curitiba), Pará (Belém), Amazonas (Manaus) e Acre (Rio Branco), além dos diversos municípios espalhados por estes estados.

No município do Rio de Janeiro foram apagadas as luzes do Cristo Redentor, os refletores da praia de Copacabana, do Parque do Flamengo e do Pão de Açúcar. O Maracanã não pode ser incluído devido ao jogo entre o Fluminense e o Botafogo, que teve início às 20:30h.

Por sua vez, o Jóquei Clube, que havia sido relacionado na lista das adesões à Campanha, eu não percebi na tela da TV que suas luzes foram apagadas no momento em que as lâmpadas do Cristo foram desligadas.

As imagens dos refletores sendo desligados, de diferentes monumentos históricos e/ou turísticos no mundo todo, não devem ser traduzidos como meros efeitos de um movimento "ecologista romântico".

A seriedade da Campanha é algo que extrapola este discurso, que muitos ainda insistem em utilizar para fazer desacreditar qualquer movimento social que priorize às questões ambientais e a urgência que se faz necessária à mudança de comportamento.

Estou disponibilizando a reportagem do Jornal Nacional (Globo) sobre a Hora do Planeta.




quinta-feira, 26 de março de 2009

Está chegando o dia!

Imagem capturada da Internet

Sábado, dia 28 de março, muitas cidades - espalhadas no mundo todo - estarão dando o seu apoio às questões ambientais associadas ao problema do Aquecimento Global.

O ato simbólico da Campanha é bastante simples, basta apagar as lâmpadas da sala, no período de 20h:30 às 21h:30, enquanto que - por parte da poder político - a participação vai ser verificada através do apagar das luzes de monumentos e outros pontos turísticos das cidades.

O envolvimento de cada setor da sociedade é de fundamental importância no que diz respeito às mudanças climáticas, pelas quais o planeta está passando em razão dos altos índices de emissão dos gases de efeito estufa e de suas consequências.

Mudanças climáticas estas, agravadas pelas ações antrópicas, isto é, pelas atitudes irresponsáveis do homem.

Talvez, o quadro seja irreversível, mas há a necessidade de tentarmos - pelo menos - minizar os seus efeitos, impedir que as atitudes irresponsáveis sejam mantidas e que possamos assegur um mínimo de qualidade de vida às gerações futuras.

Ao demonstrar o nosso apoio, também, estaremos fazendo - deste - um veículo de pressão aos líderes políticos e autoridades competentes que precisam reduzir as emissões de CO2 e outros gases poluentes que agravam o efeito estufa.

Divulgem!

A cidade do Rio de Janeiro foi a primeira cidade do país a aderir à Campanha A Hora do Planeta. Outras cidades já aderiram, demonstrando a importância deste Ato Simbólico, da participação de cada um e que a conscientização com relação aos problemas do Aquecimento Global vem ganhando, cada vez mais, espaço em todos os setores da sociedade.

Lista das CIDADES brasileiras que já aderiram à Campanha (as mais recentes adesões, ainda, não estão incluídas):

Alta Floresta D'Oeste - RO
Americana - SP
Arceburgo - MG
Belém - PA
Brasília - DF
Cametá - PA
Campo Florido - MG
Canela - RS
Canoas - RS
Capela do Alto - SP
Castro Alves - BA
Corupá - SC
Curitiba - PR
Dois Irmãos - RS
Florianópolis - SC
Itajaí - SC
Itapira - SP
Itaruma - GO
Juazeiro do Norte - CE
Jumirim - SP
Lorena - SP
Manaus - AM
Mauá - SP
Nova Iguaçu - RJ
Osasco - SP
Ouro Preto - MG
Paraguaçu Paulista - SP
Pedro Osório - RS
Penápolis - SP
Peruibe- SP
Petrópolis - RJ
Porto Alegre - RS
Posse - GO
Quirinópolis - GO
Rancharia - SP
Reserva do Cabaçal - MT
Rio Bonito - RJ
Rio Branco - AC
Rio das Ostras - RJ
Rio de Janeiro - RJ
Rio Verde - GO
Sala Verde de Açailândia - MA
Salgueiro - PE
São Carlos - SP
São Geraldo do Araguaia - PA
São Gonçalo - RJ
São José dos Campos - SP
São Paulo - SP
Taquara - RS
Tarumã - SP
Taubaté - SP
Ubá - MG
Vila Velha - ES
Vitória - ES
Votorantim -SP

EMPRESAS

ABC EXPURGO SERVIÇOS ESPECIALIZADOS LTDA
ABREU ADVOCACIA
Academia BioRitmo
Academia Cia Athlética
Academia da Praia
ACCOR Hospitality
Acesso Comunicação
Aclame
Advocacia Jardelino Ramos
Aeon Produções Audiovisuais
Agencia Press
ALVO CONSULTORIA E ASSESSORIA EMPRESARIAL
Ambiental Group Engenharia Ltda
Anand Technology
Ancar Ivanhoe Shopping Centers
Anexa It
AnyHelp Brasil
AP&L Geotecnia, Fundações e Construçoes
AR - SOLUÇÕES CONTÁBEIS E TRIBUTÁRIAS LTDA
Araraúna Turismo e Negócios
Arcos Dourados Comercio de Alimentos Ltda.
Ariane Maria Roehe & Cia Ltda
Armazem do Porto
ART COR CONFECÇÕES E ESTAMPARIA LTDA
ASSOALHOS SÃO BERNARDO
Ativa Saúde Ocupacional
Atos Origin
ATZ Advogados Associados S/C
Aueto Informática
Avatar Marketing Esportivo
AZ7 PUBLICIDADE E PROPAGANDA
B7 Produções Artísticas e Editora LTDA
Balarini & Balarini Advogados Associados
Banco Citibank S/A
Banco do Brasil S.A
BANCO NOSSA CAIXA S.A.
Banda Batom na Cueca
Bela Santa Catarina
Belila Brasil
Bem na Net
Bendita Hora - Pizza & Arte
bioMérieux Brasil S.A
Biosfera comércio e Serviços Ambientais Ltda
bks dublagens do brasil ltda.
BL Móveis
Blumar Turismo
Boa Diversão Promoção e Entretenimento LTDA-me
Brasil Verde Agroindústrias Ltda
Brazilarts Brindes Ecológicos
Brazilusa Operadora de Turismo Ltda.
Cadmius Ambiental
Cafe da Rua 8
Campestrini Gestão de Projetos Ltda
campos & padron
Cargill
Caxinguele Esportes de Aventura
CDC Brasil Distribuidora Ltda
CENTRO EMPRESARIAL NAÇÕES UNIDAS - CENU
CERMOFUL
Cerrado Sustentável Agroecologia
CEVIU Vagas e Prestação de Serviços LTDA
Cia. de Festa
Cibernetic Lan House
Clifford Chance São Paulo
Clínica Saint-Sophie
CMC CENTRAL DE MARKETING DE COMUNICAÇÃO
Coca-Cola Brasil
Communicare Idiomas
condominio carmel park
Condomínio do Conjunto Residencial Ouro Verde
Conectia
Consciência Assessoria Ambiental
Consite S/C Ltda
Consultoria ambiental
CONSULTORIA INDUSTRIAL MARINGA LTDA
Contato Visual
CooK-Alquimia do Sabor
corridasderua.com
Crepe House
CRIA UFMG Jr.
cta
Cumelen Bed & Windsurf
D.RICARTES-Engenharia E Comércio Ltda.
Daniela Sabino
Detail Produções e Eventos Ltda
DG Projetos de Edificações LTDA
DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA SA
Dibianchi Autopeças Expressas Ltda
DJ HOTELARIA S/A - VERDEGREEN HOTEL
DOM GAMBINI PARQUE HOTEL
Drogarias Nazare
Dulce Helena Perez Xavier Informática ME
DuPont America Latina
EASY OFFICE POA
Eco Turismo Cultural
ECOBRICKS INDUSTRIA E COMERCIO LTDA
EcoGNight.com
ECOLEO
ECONVIX - Vitória Engenharia e Consultoria Ltda.
Ecotech Consultoria em Serviços de TI
Ecovila Caminho de Abrolhos
Eko Ambientes
Elevadores Atlas Schindler
Elo Agência e Monitore
eMeAsOfT Sistemas Inteligentes Ltda
Empresa Júnior PUC-Rio
ENGETERMICA
EPUB - Editora de Publicações Biomédicas Ltda
Ercec Esquadrias Indústria e Comércio Ltda
ESPAÇO PLENO MARCENARIA LTDA
Estação Embratel Convention Center
Estratec - Soluções Interativas
Fabio Alexandro Ferrari
Fábrica de Eventos
FALA Informática
Farmabase Saude Animal LTDA
Farmácia Confiança
FARMACIA SANTO ANTONIO
Fashion Yuppies
Fatec Equipamentos
Fátima Presentes
Fazenda Recanto Fortaleza
Felipo Comunicação Visual
FlashMasters
Florestal Soluções Ambientais Ltda.
FloripaNews Publicidade & Jornalismo Virtual
Folie comunicação LTDA
Ford Slaviero
FORMULA P COMUNICAÇÃO LTDA
Four Points
Four Propaganda
Fralda Bonita
Frango Itabom
Franzini Consultoria e Assessoria Empresarial
Frechal Construções
Frileste
Galvanoplastia Utinga Ltda
Garcia HespanholPlanejamento Contabil
GBN
GEE Soluções em Informática Ltda
GH TOUR AGENCIA DE TURISMO LTDA
Gitanes Digital
Grupo CAIXA SEGUROS
GUIA DE ITUPEVA
GX HIGH EDUCATION - Intercâmbio com Responsabilidade
HAK - FAB. DE FUSOS E PASSAMANARIA LTDA.
HARD ADVENTURE
HDR Consultores e Estudos Avançados Ltda
HOTEIS MARINA
Hotel Centro Oeste
Hotel Four Points by Sheraton Curitiba
Hotel Pousada Toque Toque Pequeno
Humaniza Brasil
HYPERBOY EXPRESS
Ibiza Gráfica e Editora Ltda.
Ideia IT
In Totum SP Produções Gráficas Ltda
InCartaz Filmes e Eventos
Insideway Desenvolvimento Humano
Interage - Agência Experimental de Comunicação UniBrasil
Intervalo Filmes
Jequiti
JET PLACAS
JJ Cabeleireiros
Jorge Zahar Editor
Junior Achievement Rio de Janeiro
Junior Achievement São Paulo
Kamg Interactive Media
Karpet Brasil Industria Ltda
Kinomaxx Propaganda LTDA
Kraft Foods
KPMG Auditores Independentes
LA JIHAD LINGERIE
Laboratório de Sustentabilidade
LC Telecomunicações & Comércio LTDA
LEMES ENGENHARIA LTDA
Leokellylanchonete
ligcell celulares
Lilly
LISTO COMUNICAÇÃO
LISTO MARKETING LTDA ME
Loc-Lan DVD's e Lan-house
LOST BEST
M1station TV
Mandala
Mandi terraplanagens e transportes ltda
Marcati Assessoria Empresarial LTDA
Mc Donald's (Arcos Dourados)
Mercado São Francsico
Mercearia Guahyba
Merck Sharp & Dohme
Merlin video
Meta Sports Marketing
Metalização Aeroporto Ltda
Metalplac Metalurgica Indusria e Comercio Ltda
Metalví Com. de Areia
MF VIP PRODUÇÕES
Microlins - Unidade Quirinópolis-GO
Mídia Interativa
mirako.org
Mistral Consultoria Ltda
MIX FILMES E RESTAURANTE
MKR TRANSPORTES E SERVICOS LTDA
MOINHOS SHOPPING
Moringa Comunicação
Mosermar
Motos Mato Grosso Ltda
Mr. Sun Shine
Musashi Artigos Orientais
MVL Eletricidade e Serviços Ltda
Mythos Comunicação
najule design de interiores ltda
Natal Shopping Center
NAU - Núcleo de Arte da Urca
Negresco Administração e Participações
Nermark Knight Frank
NET.COM TELECOMUNICAÇÕES
Nightmare Tattoo&Piercing
Nova Osasco Coletora de Resíduos Industriais Ltda
Núcleo Corretora de Seguros
Obá restaurante
Ofc Consultoria e Projetos LTDA
On3W produtora Web
OpusMúltipla Comunicação Integrada S/A
OSRAM
Padaria do Mario
Padaria Princesa Isabel Pelotas RS
Paes e massas Finas Santa Clara
Papa Pizza
Password Interativa Sistemas Ltda
PATEO MOINHOS DE VENTO ADM E PART LTDA - SHERATON PORTO ALEGRE HOTEL
Patuá Comunicação responsável
Pense Eco - consultoria, Eficiência Energética e Processos Ecossustentáveis
Pestana Curitiba Hotel
PHCC Assessoria em Comunicação
PHDEXPRESS TRANSPORTES
Phelps Podge International Brasil
Philips
PixelDesign Com. Mkt. Ltda.
PolaroidMag
Postos Chafariz
Pousada Buieié
Pousada Côté Sud ltda
PricewaterhouseCoopers
Profissionais TI
Projetu Qualificação Profissional e Consultoria
PSS Industria e Comercio Ltda
Puas Forum
PWI - Password Interativa Sistemas Ltda
PyleMusic
Qualidade Rasil
Quantax Editorial
R2tech Informática Ltda
RA TECNOLOGIA
RB Mudanças
Reazo Construções Ltda
Recliclar
Recycle Bags sacolas ecológicas
Renan Melo
Residência Maria Imaculada
Restaurante Daitan Ltda.
Restaurante e Churrascaria Holz e Maria LTDA
RESTAURANTE YOI LTDA
REUNIDAS S.A
Rib Tec Terminal de embalagem e conteinerização de cargas para transporte
Ricardo Aguiar Jóias
Rio Fácil Serviços Ltda
RL Higiene
ROCHAVERÁ CORPORATE TOWERS
Royal Palm Hotels & Resorts
RUNNING Technology Group
Ruraltec Planejamento e Projetos Agropecuários Ltda
RVS Informática
Sansão Materiais de Construção Ltda
São Paulo Convention & Visitors Bureau
Sarachú Escapes Esportivos
sascar
SAUNA SPA ORIENTE
SBA Associados
SBF-EStruturas e Serviços
SCS Saneamento e Tecnologia
SeaQuest P&P Ambiental Ltda.
Semalo
Sementeira
Sens8 Mídia Interativa Ltda
SETRI CONSULTORIA EM SUSTENTABILIDADE
Sheraton Rio Hotel & Resort
Shoping Conjunto Nacional - DF
Shopping Cidade
Shopping Cidade Belo Horizonte
Shopping Estação
Shopping Nova América
Simbio
simples camisetas
Site Ocioso
Sleep Walkers Entretenimento
soares mendonça do gopiuva
Sodexho do Brasil Ltda.
Sofitel Salvador
Sol Meliá
Sono Shop Com.de Colchões Ltda
Sorocaba Refrescos - Coca-Cola
SOS Florestas Captação de Recursos Ltda
Stampa News Comunicação
Sterdi Preparações
Stone Age tech
Subway Link
Sueca Rolamentos e Retentores Ltda
Suikah Comércio de Alimentos Ltda ME
SULIANI & TÓPOR Advocacia Criminal
Synergia Consultoria e Assessoria para o Terceiro Setor Ltda.
Taguatinga Shopping
TARCÍSIO DELGADO ADVOGADOS ASSOCIADOS
Tech Coach Tecnologia Desportiva
Technos da Amazonia Ind e com SA
TecnEl
Telefônica (Telecomunicações de São Paulo S.A. - Telesp)
ThyssenKrupp Bilstein Brasil
TISHMAN SPEYER
TNT Express Brasil Ltda
TNT Mercúrio Cargas Expressas S/A
Tondéia Serviço de Recuperação Industrial LTDA
Torchetti
Transportadora Rápido Lumar
Triboo ! Montanhismo
Trilha Natural
Trilhas do Brasil Produções
TSG Engenharia e Projetos S/C
Unicom Representações Ltda.
Urbanias
Usiluz
Usina São Martinho S.A.
VAHALI Seguros SC Ltda.
VENTURA CORPORATE TOWERS
VIGORSPORTS
Vikam.com
Visarplan Planejamento de Comunicação & Marketing
Vivo
W Jose Campi Me
W4 Editora
Wal-Mart Brasil
Wärtsilä Brasil Ltda.
Whirlpool /SA.Eletrodomesticos
Wizard Escola de Idiomas
Wraps
http://www.vivasemstress.com.br/




ORGANIZAÇÕES

16º/SP - Grupo Escoteiro do Ar Major Brigadeiro Newton Braga""
5o. semestre de Administração da Faculdade Cesur Anhanguera
62/SC Grupo Escoteiro do Mar Capitão Comandante Hassel
63º GRUPO ESCOTEIRO CAIO VIANA MARTINS
69º/SC GRUPO ESCOTEIRO HELIODORO MUNIZ
7º Grupo Escoteiro Mons. José Maria de Vasconcelos
83° Grupo Escoteiro Cabo Frio
8º Distrito Escoteiro-Porto Alegre/RS
AABB-QUIRINOPOLIS
ABRAFAC - Associação Brasileira de Facilities
Adbarao
AIESEC Belo Horizonte
AIESEC Brasil
AIESEC Rio de Janeiro
Alternative HyperZone
AMAHU-Associação de Moradores e Amigos do Humaitá
AMBRAVA (Associação Ecologica Ambiental Praia Brava )
AMCHAM Brasil - American Chamber of Commerce
Amigos da Rua Gonçalo de Carvalho
ANDI - Agência de Notícias dos Direitos da Infância
APAE- Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais
APAE Cubatão
apaverde-ass.paraense de preservação do verde
APP
Aracati Agencia de Mobilizacao Social
ASDERT - Associação dos Servidores da Superintendecia Regional do Trabalho do Rio Grande do Sul
ASPAA - Associação de Proteção Animal e Ambiental
Associação Água Marinha
Associação Amigos da Península - ASSAPE
Associação Atletica Banco do Brasil
Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar
Associação Brasileira de Facilities - ABRAFAC
Associação de Bares e Restaurantes de BH
Associação de Windsurf e Kitesurf de Ibiraquera
Associação dos Boêmios de Juazeiro do Norte
Associação dos Moradores do Jardim Arantes
Associação Galeatus
Associação Junior Achievement Paraná
Associação NoOlhar
Associação Paulista Viva
Associação R3 Animal
associação tao-in
ASSOCIAÇÃO VIVA O CENTRO
Balão Mania
BIOLOGIA PUCCAMP
BIOSFERA
BRASIL ECO PLANETARIO
C. E. Frei Tomás
C.E. Khalil Zaher
Câmara dos Deputados
Câmara Municipal de Niterói
Canto Ecológico
CASA (Centro Acadêmico de Saneamento Ambiental)
CEBDS-Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável
CEFET Campos UNED Guarus
CEJESC - Conselho Estadual do Jovem Empreendedor de Santa Catarina
CEMEM-Cooperativa Ecológica das Mulheres Extrativistas do Marajó
Centro acadêmico de ciências biológicas
Centro Acadêmico de Saneamento Ambiental - CASA
centro de assessoria a adolescencia
Centro de Educação Ambiental e Assessoria
Centro de Ensino Faria Brito
Centro Educacional Moura Santos
Centro Universitário do Distrito Federal - UDF
Centro Universitário UNA
Chácara Estância Nazaré
CIEP 075 - Jardim Cabuçu
CIEP Brizolão 349 Mestre Marçal
Ciep Octavio César Borghi
Clube das Gurias
Clube de desbravadores Brilho Celeste BH- MG
Clube de Regatas do Flamengo
Clube do Meio Ambiente
Clubinho Amigos da Natureza
Colégio Academia
Colégio Adventista de Bragança Paulista
Colégio Adventista Taubaté - Tremembé
COLÉGIO AGRÍCOLA DOM AGOSTINHO IKAS - CODAI
Colégio Alicerce - Itápolis/São Paulo/Brasil
Colégio Antoine Saint Exupéy
Colégio Autêntico
Colegio Carolinna Russo
Colégio Classe
COLÉGIO COC NOVOMUNDO
Colégio Cônsul Carlos Renaux
Colégio e Curso Intellectus
colégio emílio ribas
Colégio Estadual Dr. Onério Pereira Vieira
Colégio Ipê Ltda
Colégio Jedan
COLÉGIO JÚLIO MESQUITA
Colégio Madre Cecília
Colégio Pentágono
COLÉGIO PONTUAL CENTRO EDUCACIONAL S/A
colegio rafael spínola neto
Colégio Sinodal
Colégio Técnico Opção
coletivo jovem de meio ambiente -amapá
Collégio Fênix
Condominio Continental Square Faria Lima
CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE
Cooperativa Educacional de Eunápolis - COOEDUC
Creche Escola Bebês e Babás
Curso Phera
Defesa Civil
Diretório Acadêmico do Curso de Direito UCS-CARVI Bento Gonçalves-RS
Diretório Acadêmico Roberto Cívita - ESPM
Diretório Central dos Estudantes da Feevale
E.E.Condessa Filomena Matarazzo
E.E.M.Dona Antonia Lindalva de Morais
E.M.Alzir David Pereira
E.M.Dep. Armindo M. Doutel de Andrade
E.M.JOVENIL BASTOS DA SILVA
EDUCA Mata Atlântica - Instituto de Educação e Comunicação Ambiental da Mata Atlântica
EEB Deonubem Baldissera
Elo Apoio Social e Ambiental
EMEF Domingos Martins""
EMEF João da Silva Silveira
Equipe de Robótica Terradróide
ESC.EST. ROGÉRIO BONIFÁCIO
Escola Arte de Educar
Escola Biosfera
Escola de Educação Infantil Tick & Titos S/S Ltda
Escola Dínamis
Escola Emanuel Kant - EMAK
Escola Estadual Alcinda Pinheiro Costa
Escola Internacional de Aldeia
Escola Internacional de Goiânia
Escola Municipal de Ensino Supletivo
Escola Municipal Princesa Isabel
Escola Professora Alice
ESCOLA RIVIERA
Escola Santa Maria Goretti
Escola Superior de Propaganda e Marketing
Escola Vera Cruz
Espaço Poliana Santana Wellness
ETEC Alberto Santos Dumont
Faculdade - ESPM Escola Superior de Propaganda e Marketing
Faculdade Anhembi Morumbi - SP
FACULDADES INTEGRADAS DE JACAREPAGUÁ
Faculdades Integradas de Três Lagoas - AEMS
Falange Grená
FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS DO ESTADO DO PARANA
Federação de Badminton do Estado do Rio de Janeiro
Festival de Curitiba
Fórum Municipal de Entidades
FUNATURA - Fundação Pró-Natureza
Fundação Banco do Brasil
FUNDAÇÃO BRASILEIRA DE CONTABILIDADE
Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola
Fundação Dom Cabral
Fundação Natureza
Fundação O Boticário de Proteção à Natureza
Fundação Oswaldo Cruz
Fundação Roberto Marinho
GEAN-GRUPO ECOLÓGICO AMANTES DA NATUREZA
GEMA-Grupo de Educação p/ o Meio Ambiente
GEMar D. Pedro II
Gestão Ambiental
Gorsedd dos Bardos de Caer Piratininga
GRUPO AUDITTAR
Grupo Escoteiro Bororos 125/SP
Grupo Escoteiro Ita'y
Grupo Escoteiro Laranja Doce - 021 MS
Grupo Escoteiro Lis do Lago - 15 DF
Grupo Escoteiro Melvin Jones
Grupo Escoteiro Pindorama
Grupo Escoteiro Santos Dumont - 20PR
Grupo Escoteiro São Francisco de Assis
Grupo Escoteiro Taubaté - 143ºSP
Grupo Fauna
IASB
IESB
IFET - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecologia Goiano
Igreja Batista de Laranjeiras
Igreja Batista do Coração
Instituto Akatu
Instituto Araguaia de Educação e Cultura Popular
Instituto Butantan
Instituto Comunitario de Integraçao Social - ComutaRio
Instituto da Biodiversidade
INSTITUTO DE CONSERVAÇÃO MARINHA DO BRASIL
Instituto de Desenvolvimento Agroambiental da Amazônia
Instituto de Meio Ambiente de Caucaia
Instituto Defensores do Futuro
Instituto Federal Goiano - Campus Rio Verde/GO
Instituto GEA
Instituto Homem Pantaneiro
Instituto Mãos e Vozes
Instituto Mukharajj Brasilan
Instituto Oksigeno
INSTITUTO SELVINO CARAMORI
INSTITUTO SOS RIOS DO BRASIL
Instituto Superior de Educação de Floresta - ISEF
IPETRANS
Irradiando Luz
Jardim Interior - Alchimia do Ser
JCI São Paulo
Lar do Idoso Bela Vista
M3F Comunicação
MaisBlog
Mão Verde - Desenvolvimento Sustentável
Mater Natura - Instituto de Estudos Ambientais
Microcamp Ribeirão Preto
Mineral do Brasil - RS
MotivAção
Museu do Trabalho
O Aventureiro
Observatório de Pesquisas Astronômicas Capela
ONG Águas do Serrote
ONG Bicho do Mato
ONG Cuidar
ONG FOLHA VERDE
Ong PratiquEcologia
ONG Vale Verde - Associação de Defesa do Meio Ambiente
ONG. UNIÃO PRÓ-JAÚ
Ordem DeMolay
Organização Educacional Farias Brito
Organização Socioambiental Miraterra
Orientavida
Peca
pedroosorio.net
pinheiro Guimaraes
PMDB Socioambiental - RJ
Ponto Terra
Portal Expert
Praias do Paraná
Prana Prana Ashram e Clínica Holística
Programa Saúde e Lazer
PROJEPAM
PROJETO GUADALAJARA
Projeto Tamar Ubatuba
Projeto Universos
Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar
Rede Nacional de Juventude
RedeTuris - ACRJ/SEBRAE-RJ
REINA - Igreja do Futuro
Reparte
República Eunápolis
RIO COMO VAMOS
Rotaract Club Governador Valadares
SANANDA, pop-rock consciente!
São Paulo Futebol Clube
SENAC Santo Amaro
Senac São Paulo - Unidade Lapa Faustolo
Senado Federal
SESC - RJ
shivapointyoga
SINDICATO DOS URBANITARIOS DO PIAUI
SOL Internet
tayline balthazar pessanha
test
The Word Of Tomorrow
UCDB
UMAPAZ - UNIVERSIDADE ABERTA DO MEIO AMBIENTE E CULTURA DE PAZ
UNESCO
Uni BH - Centro Universitário de Belo Horizonte
União dos Escoteiros - RJ
União dos Escoteiros do Brasil
União dos Escoteiros do Brasil - PR
União dos Escoteiros do Brasil - Região do Distrito Federal
Unicamp
Unidade de Educação Infantil
UNIMONTE - Centro Universitário Monte Serrat
Universidade Anhembi Morumbi
Úniversidade de Franca - Unifran
Universidade do Estado do Para
Universidade Estadual de Goiás - Unidade Universitária de Quirinópolis
Upgrade Pessoal
Viola de Bolso
WGB Produções
Xulinhos do Bem

MÍDIA

Blog Cyberatividade
Blog da ÁGUA
Blog do Tophe
Blog Mix Total
Blog Sanssouci
Canal Verde
canaldanight
Grupo RBS
Jornal Amanhã
Jornal Centro Sul Ltda
jornal e revista ecoturismo
Jornal Eletrônico Novo Milênio
Jornal Metropole S/A - Alphaville SP
Mais Blog
MTV
New Ad - Midia Indoor
Planeta Sustentável da Editora Abril
RA! Revista Aldeia da Serra
radio alvorada de quirinopolis
Rádio Boa Nova FM 96,3MHz
RÁDIO CÔCOS FM - 104,9 MHZ.
Rádio Eldorado FM SP - Rádio Oficial da Hora do Planeta
Radio Estância de Jacutinga
Rádio Jovem Vida
Radio Lagar FM
Rádio Melodia
Rádio VibeZone.com
Revista 100 Fronteiras
Revista Horizonte - Leitura Holística
Site Envolverdem
TV ABCD
Ubatuba em Revista
http://www.canalverde.tv.br/

Mensagem: Paciência e Prodígio

Imagem capturada da Internet



PACIÊNCIA E PRODÍGIO

O Homem perguntou ao Trabalho:

- Qual o elemento mais resistente que encontraste, observando a natureza ?

- A pedra, respondeu o Trabalho.

A água que corria brandamente em derredor, escutou o que se dizia e, em silêncio, descobriu um
meio de pingar sobre a pedra e, com algum tempo, abriu-lhe grande brecha, através da qual a
água passava de um lado para outro.



O homem anotou o acontecido e indagou da água sobre o instrumento que ela usara para realizar

aquele prodígio.


A água humilde respondeu simplesmente:

- Foi a paciência!

terça-feira, 24 de março de 2009

Atividade Dirigida: Dia Mundial da Água

A atividade abaixo é destinada aos alunos do 8° Ano (ambas as escolas). Estes deverão seguir as seguintes orientações:

1. Copiar e imprimir a Atividade Dirigida;

2. Responder, com caneta preta ou azul, no VERSO DA FOLHA IMPRESSA, as questões de acordo com a letra da música "Planeta Água", trabalhada em sala de aula;

3. Fazer uso do dicionário para obter o significado das palavras destacadas;

4. Entregar o trabalho no dia 01 de abril (4ª feira).

ATIVIDADE DIRIGIDA - 8° Ano

Disciplina: Geografia – Profª. Marli Vieira

Aluno(a): ___________________________________ N°:____ Turma: _____

1. Com base na letra da música “Planeta Água” de Guilherme Arantes retire trechos que citam:

a) Os efeitos positivos e negativos das águas pluviais;

b) A ação destruidora da água causando erosão;

c) A infiltração da água no subsolo, alimentando o lençol freático.

2. Considerando o trecho abaixo da música relacione o processo:

"Águas escuras dos rios

Que levam a fertilidade ao sertão"



(a) poluição

(b) evaporação

(c) inundações

(d) lixiviação

(e) infiltração

3. E qual o processo, causado pelas águas pluviais, que estaria envolvido nesta situação?

4. Justifique a razão do título da música.

5. Dê o significado de:

a) Riacho:

b) Ribeirão:

c) Igarapés:

d) Lagos:

e) Lagoas:

6. Qual a diferença entre águas pluviais e fluviais?

7. Podemos concluir que a música “Planeta Água” faz menção sobre:

(a) a vida na Terra

(b) o ciclo da água

(c) a importância da água subterrânea

(d) a questão da poluição das águas

(e) a quantidade de água no planeta

8. Justifique a sua resposta acima.

Mensagem: Carta Escrita no ano 2070

Imagem capturada da Internet e modificada


Ainda sobre à temática do Dia Mundial da Água, estou disponibilizando o texto sobre a Carta Escrita em 2070, publicado na Revista "Crónicas de los Tiempos" (abril de 2002).



CARTA ESCRITA EM 2070
John Vask



Ano 2070.

Acabo de completar 50 anos,

mas a minha aparência é de alguém com 85.

Tenho sérios problemas renais

porque bebo muito pouca água.



Creio que me resta pouco tempo.

Hoje sou uma das pessoas

mais idosas nesta sociedade.


Recordo quando tinha cinco anos.

Tudo era muito diferente.

Havia muitas árvores nos parques,

as casas tinham bonitos jardins e eu podia desfrutar

de um banho de chuveiro.. .

Agora usamos toalhas de azeite mineral

para limpar a pele.


Antes, todas as mulheres mostravam

as suas formosas cabeleiras.

Agora, devemos raspar a cabeça para a manter limpa sem água.


Antes, o meu pai lavava o carro com a água

que saía de uma mangueira.

Hoje, os meninos não acreditam

que a água era utilizada dessa forma.


Recordo que havia muitos anúncios

que diziam para CUIDAR DA ÁGUA,

só que ninguém lhes dava atenção.

Pensávamos que a água jamais podia acabar.


Agora, todos os rios, barragens, lagoas e mantos aqüíferos estão,

irreversivelmente, contaminados ou esgotados.

Antes, a quantidade de água indicada como ideal para beber

eram oito copos por dia por pessoa adulta.

Hoje só posso beber meio copo.


A roupa é descartável,

o que aumenta grandemente demais a quantidade de lixo.

Voltamos a usar os poços sépticos (fossas),

como no século passado,

já que as redes de esgotos não se usam por falta de água.

A aparência da população é horrível;

corpos desfalecidos, enrugados pela desidratação, cheios de chagas na pele

provocadas pelos raios ultravioletas que já não tem a capa de ozônio

que os filtrava na atmosfera.


Imensos desertos são a paisagem que nos rodeia por todos os lados.

Infecções gastrintestinais, pólipos no intestino,

enfermidades da pele e das vias urinárias

são as principais causas de morte.

O volume de biópsias fez crescer o número de laboratórios.

A indústria parou e o desemprego é dramático.

As fábricas de dessalinização são a principal fonte de emprego

e pagam-me com água potável ao invés de salário.

Assaltos por um bidão de água são comuns nas ruas desertas.

A comida é 80% sintética.

Ressequida,

a pele de uma jovem de 20 anos está como se tivesse 40.

Os cientistas investigam,

mas não há solução possível.

Não se pode fabricar água, o oxigênio também está degradado,

faltam árvores, o que diminuiu o coeficiente intelectual das novas gerações.

Alterou-se a morfologia dos espermatozóides de muitos indivíduos,

há muitos meninos com insuficiências, mutações e deformações.

O governo até nos cobra pelo ar que respiramos:

137 m3 por dia por habitante adulto.

Os acionistas de empresas que tratam água ficaram ricos

e têm preferência no fornecimento.

Pessoas que não podem pagar são retiradas das "zonas ventiladas",

dotadas de gigantescos pulmões mecânicos

que funcionam com energia solar;

mesmo não sendo de boa qualidade ainda podemos respirar;

a idade média é de 35 anos.

Em alguns países ficaram manchas de vegetação com o seu respectivo rio,

que é fortemente vigiado pelo exercito;

a água tornou-se um tesouro muito cobiçado,

mais que ouro ou diamante.


Aqui, em troca, não há árvores porque quase nunca chove e,

chega a registrar-se, a precipitação é de chuva ácida;

as estações do ano têm sido severamente transformadas

provas atômicas e pela indústria contaminadora do século XX.



Quando minha neta me pede que lhe fale de quando era jovem,

descrevo o bonito que eram os bosques,

lhe falo da chuva, das flores,

do agradável que era tomar banho e poder pescar nos rios e barragens,

beber toda a água que quisesse,

o saudável que era a gente.

Ela pergunta-me: Vovô! Por quê a água se acabou?

Então, sinto um nó na garganta; não posso deixar de sentir-me culpado,

porque pertenço à geração que terminou destruindo o meio ambiente,

ou, simplesmente, não tomamos em conta tantos avisos.

Agora os nossos filhos pagam alto preço e, sinceramente,

creio que a vida na Terra em breve já não será possível,

porque a destruição do meio ambiente chegou a um ponto irreversível.

Como gostaria voltar atrás e fazer com que toda a humanidade compreendesse isto,

quando ainda podíamos fazer algo para salvar o nosso planeta Terra!


Imagem capturada na Internet (Usina das Letras)

domingo, 22 de março de 2009

Atriz com Síndrome de Down em novela da rede Globo


Imagem capturada da Internet


Para atender alguns alunos, estou disponibilizando algumas imagens da atriz mirim Joana Mocarzel, portadora da Síndrome de Down, que interpretou a Clarinha na novela "Páginas da Vida". Novela de autoria de Manoel Carlos, tendo a colaboração de Fausto Galvão e outros, e a direção de núcleo de Jayme Monjardim.

A novela foi ao ar em julho de 2006 e terminou em março de 2007. Além de outros temas de cunho social, que se destacaram na história, enfatizo a questão das pessoas com síndrome de Down, tratada muito bem na novela enfocando a rejeição da família, o amor, a potencialidade dos potadores da síndrome de Down e a importância de não se cometer a discriminação.









Imagens capturadas da Internet

Músicas: Dia Mundial da Água

As músicas abaixo serão trabalhadas nas turmas e, em breve, postarei a Atividade Dirigida.
Muitos já conhecem de outros anos ou de ouvir na mídia, mas a atenção deve ser sobre o Planeta Água (Guilherme Arantes) e Sobradinho (Sá e Guarabira), pois volta e meia caem em concursos.

A música Filhos da Terra consta no CD do Coral da LBV. Como eu ganhei, não sei se este se encontra à venda. Eu não consegui nenhum vídeo dele, mas - em geral - os alunos adoram esta música. Sua letra é simples, mas a melodia é super agradável.

Acrescentei mais duas músicas, Asa Branca e Águas de Março. A primeira fala da seca no sertão nordestino, enquanto a última fala das chuvas do verão, águas de março que encerram a referida estação do ano, no fim do mês, dando início ao outono.

A riqueza da letra das respectivas músicas abre um leque de tópicos a serem trabalhados.

PLANETA ÁGUA

Guilherme Arantes


Água que nasce na fonte serena do mundo
E que abre o profundo grotão
Água que faz inocente riacho e deságua
Na corrente do ribeirão
Águas escuras dos rios
Que levam a fertilidade ao sertão
Águas que banham aldeias
E matam a sede da população

Águas que caem das pedras
No véu das cascatas ronco de trovão
E depois dormem tranqüilas
No leito dos lagos, no leito dos lagos

Água dos igarapés, onde Iara mãe d’água
É misteriosa canção
Água que o Sol evapora
Pro céu vai embora
Virar nuvens de algodão
Gotas de água da chuva
Alegre arco - íris sobre a plantação
Gotas de água da chuva
Tão tristes são lágrimas na inundação

Águas que movem moinhos
São as mesmas águas
Que encharcam o chão
E sempre voltam humildes
Pro fundo da terra

Terra, Planeta Água ...
Terra, Planeta Água
Terra, Planeta Água.



SOBRADINHO
Sá e Guarabira

O homem chega e já desfaz a natureza
Tira gente põe represa, diz que tudo vai mudar

O São Francisco lá prá cima da Bahia
Diz que dia menos dia,vai subir bem devagar

E passo a passo vai cumprindo a profecia
Do beato que dizia que o sertão ia alagar

O sertão vai virar mar...
Dá no coração
O medo que algum dia
o mar também vire sertão

Vai virar mar,
Dá no coração
O medo que algum dia
O mar também vire sertão

Adeus Remanso, Casa - Nova, Santo-Sé
Adeus Pilão Arcado, vem o rio te engolir

Debaixo d'água lá se vai a vida inteira
Por cima da cachoeira o Gaiola vai subir

Vai ter barragem no salto do Sobradinho
E o povo vai se embora com medo de se afogar

O sertão vai virar mar...
Dá no coração
O medo que algum dia
O mar também vire sertão

Vai virar mar,
Dá no coração
O medo que algum dia
O mar também vire sertão

Remanso,Casa-Nova,Santo-sé,Pilão Arcado
Sobradinho
Adeus, adeus!






FILHOS DA TERRA

Michael Sullivan e Paulo Massadas


Somos nós
Do Planeta Azul
Onde a vida pede prá nascer sem parar

Somos nós
Do Planeta Azul
E podemos juntos tanta coisa mudar

Nosso mundo é de tanta beleza
Paraíso que Deus fez com as mãos
Fez o homem e a natureza
Um não vive sem o outro não

Vamos mudar,
Mãe Natureza.
E procurar aprender a lição.

Vamos mudar,
Mãe Natureza,
Seu filho, o homem, te pede perdão.

ASA BRANCA

Luiz Gonzaga


Quando olhei a terra ardendo

Qual fogueira de São João

Eu perguntei a Deus do céu, ai

Por que tamanha judiação

Que braseiro, que fornalha

Nem um pé de plantação

Por falta d'água perdi meu gado

Morreu de sede meu alazão

Até mesmo a asa branca

Bateu asas do sertão

Então eu disse adeus Rosinha

Guarda contigo meu coração

Quando o verde dos teus olhos

Se espalhar na plantação

Eu te asseguro não chores não, viu

Que eu voltarei, viu

Meu coração

Hoje longe muitas léguas

Numa triste solidão

Espero a chuva cair de novo

Para eu voltar pro meu sertão



ÁGUAS DE MARÇO
Tom Jobim

É pau, é pedra, é o fim do caminho

É um resto de toco, é um pouco sozinho

É um caco de vidro, é a vida, é o sol

É a noite, é a morte, é um laço, é o anzol


É peroba no campo, é o nó da madeira

Caingá candeia, é o matita-pereira


É madeira de vento, tombo da ribanceira

É o mistério profundo, é o queira ou não queira


É o vento ventando, é o fim da ladeira

É a viga, é o vão, festa da cumeeira


É a chuva chovendo, é conversa ribeira

Das águas de março, é o fim da canseira


É o pé, é o chão, é a marcha estradeira

Passarinho na mão, pedra de atiradeira


Uma ave no céu, uma ave no chão

É um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão


É o fundo do poço, é o fim do caminho

No rosto desgosto, é um pouco sozinho

É um estepe, é um prego, é uma conta, é um conto

É um pingo pingando, é uma conta, é um ponto


É um peixe, é um gesto, é uma prata brilhando

É a luz da manhã, é o tijolo chegando


É a lenha, é o dia, é o fim da picada

É a garrafa de cana, o estilhaço na estrada


É o projeto da casa, é o corpo na cama

É o carro enguiçado, é a lama, é a lama


É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã

É um resto de mato na luz da manhã

São as águas de março fechando o verão

É a promessa de vida no teu coração


É uma cobra, é um pau, é João, é José

É um espinho na mão, é um corte no pé

São as águas de março fechando o verão

É a promessa de vida no teu coração


É pau, é pedra, é o fim do caminho

É um resto de toco, é um pouco sozinho

É um passo, é uma ponte, é um sapo, é uma rã

É um belo horizonte, é uma febre terçã


São as águas de março fechando o verão

É a promessa de vida no teu coração

Atividade Dirigida: Dia Mundial da Água

A atividade abaixo é destinada aos alunos do 8° Ano (ambas as escolas). Estes deverão seguir as seguintes orientações:

1. Copiar e imprimir a Atividade Dirigida;

2. Responder, com caneta preta ou azul, no VERSO DA FOLHA IMPRESSA, as questões de acordo com a letra da música "Planeta Água", trabalhada em sala de aula;

3. Fazer uso do dicionário para obter o significado das palavras destacadas;

4. Entregar o trabalho no dia 01 de abril (4ª feira).

ATIVIDADE DIRIGIDA - 8° Ano

Disciplina: Geografia – Profª. Marli Vieira


Aluno(a): ___________________________________ N°:____ Turma: _____

1. Com base na letra da música “Planeta Água” de Guilherme Arantes retire trechos que citam:

a) Os efeitos positivos e negativos das águas pluviais;

b) A ação destruidora da água causando erosão;

c) A infiltração da água no subsolo, alimentando o lençol freático.


2. Explique, com suas palavras, o quê o compositor quis dizer no seguinte trecho da música “Águas escuras dos rios que levam a fertilidade ao sertão”?

3. E qual o processo, causado pelas águas pluviais, que estaria envolvido nesta situação?

4. Justifique a razão do título da música.

5. Dê o significado de:

a) Riacho:

b) Ribeirão:

c) Igarapés:

d) Lagos:

e) Lagoas:

6. Qual a diferença entre águas pluviais e fluviais?

7. Podemos concluir que a música “Planeta Água” faz menção sobre:

(a) a vida na Terra

(b) o ciclo da água

(c) a importância da água subterrânea

(d) a questão da poluição das águas

(e) a quantidade de água no planeta

8. Justifique a sua resposta acima.

Notícia: Fórum Mundial da Água termina sem acordo

Transcrita na íntegra

ISTAMBUL (AFP) - O V Fórum Mundial da Água, que reuniu mais de 25.000 pessoas durante uma semana em Istambul, terminou neste domingo com um pedido de mais de 100 países a favor da luta por água limpa e saneamento para bilhões de pessoas, mas sem acordo a respeito da noção de "direito ao acesso à água".

Muitos países criticaram a declaração final e vários ativistas afirmaram que o evento não passou de um "show de negócios".

A declaração, divulgada por ocasião do Dia Mundial da Água, foi publicada ao fim de três dias de um encontro ministerial, que encerrou a maior conferência da história sobre a crise da água.

A declaração enumera um determinado número de compromissos para uma resposta mais efetiva à demanda de água, para favorecer o acesso ao saneamento, que não chega a 2,5 bilhões de pessoas.

"A declaração ministerial é um documento importante que servirá de referência a nível governamental", declarou o ministro turco do Meio Ambiente, Veysel Eroglu.

"O mundo está enfrentando mudanças globais rápidas e sem precedentes, incluindo o aumento da população, a migração, urbanização, mudança do clima, desertificação, seca, uso e degradação da terra, mudanças econômicas e alimentares", afirma a declaração final.

O documento estabelece uma série de recomendações, não obrigatórias, incluindo uma cooperação maior para acabar com as disputas sobre a água, medidas para evitar inundações e a escassez de água, uma administração melhor dos recursos e impedir a poluição de rios, lagos e lençois freáticos.

Alguns países tentaram incluir na declaração o reconhecimento ao acesso à água potável e ao saneamento como um "direito humano básico", ao invés de uma "necessidade humana básica", como está escrito no texto final.

A mudança foi bloqueada por representantes do Brasil, Egito e Estados Unidos, afirmaram vários delegados.

Vinte países dissidentes assinaram uma declaração em separado para manifestar sua posição. Entre eles Espanha, Suíça, África do Sul e Bangladesh.

A diferença textual, que tem ramificações políticas e legais, está sendo debatida sob a Convenção da ONU de Direitos Humanos. Muitos países, a maioria da América Latina, já incluíram o acesso à água como um direito constitucional.

O Fórum Mundial da Água acontece a cada três anos e ganhou mais importância como âmbito para o debate dos cada vez maiores problemas relacionados à água.

Pelo menos 25.000 representantes oficiais, especialistas e ativistas participaram na edição deste ano, o que representa um recorde.

Os defensores das zonas rurais pobres, do meio ambiente e os representantes sindicais criticaram o fórum como um promotor da privatização da água e pediram que o evento seja organizado pela ONU.

"Pedimos que a atribuição da água seja decidida em um fórum aberto, transparente e democrático, e não em uma feira comercial para as maiores empresas do mundo", disse Maude Barlow, alto assessor do presidente da Assembleia Geral dla ONU.

O Fórum Mundial da Água é organizado pelo Conselho Mundial da Água, uma organização com sede na França e que tem como fonte principal de financiamento a indústria da água. Antes de Istambul, aconteceu em Marrakech, Haia, Kyoto e Cidade do México.

O evento tem como meta oficial a busca de respostas para atual crise dos recursos hídricos, provocada principalmente pelo vertiginoso aumento da demanda.

Dos 6,5 bilhões de habitantes do planeta, a população mundial deve ultrapassar nove bilhões em 2050. Com este ritmo, a demanda de água aumentaria a 64 bilhões de metros cúbicos ao ano, de acordo com a ONU.

A situação aprofundará a concorrência entre os diferentes usos da água, com a agricultura à frente (70%), seguida pela indústria (20%) e as necessidades domésticas (10%).

Fonte: Yahoo! Notícias

22 de março: Dia Mundial da Água


Imagem capturada da Internet



A criação do Dia Mundial da Água foi cogitada durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CNUMAD), realizada na cidade do Rio de Janeiro, em junho de 1992.

Este evento ficou mais conhecido como ECO-92, Rio-92, Cúpula da Terra ou Cimeira da Terra e as premissas básicas da criação da data comemorativa seguia as recomendações estabelecidas, neste, junto ao Capítulo dos Recursos Hídricos (Cap. 18) da Agenda 21 (programa de ação que visa promover um novo padrão de desenvolvimento, conciliando métodos de proteção ambiental, justiça social e eficiência econômica).

No ano seguinte, a data foi instituída pela Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) através da Resolução A/RES/47/193 de 22 de fevereiro de 1993, ficando determinado que o dia 22 de março será comemorado o Dia Mundial da Água.

Infelizmente, a postura do homem - perante a este valiosíssimo recurso natural - pouco ou nada mudou, nestes últimos 16 anos, desde a criação da referida data pela ONU.

E ignorar a importância da água significa o mesmo que negar a vida, pois a sobrevivência humana e de todos os demais seres vivos (vegetais e animais) dependem da sua disponibilidade, acesso e conservação.

Embora cerca de 71% da suerfície terrestre seja constituída de água, sabemos que a maior parte desta é imprópria para o consumo humano, pois 97,5% correspondem às águas salgadas (oceanos e mares), restando - apenas - cerca de 2,5% de água doce.

E deste total de água doce, as geleiras e as águas subterrâneas representam cerca de 2% e 0,5%, respectivamente, enquanto os rios e lagos, que são as principais fontes naturais de abastecimento de água, pronta para consumo, correspondem aproximadamente 0,01%.

Além disso, a sua distribuição no planeta é bastante irregular, havendo regiões onde há escassez de água e outras com maior abundância. Verificando, ainda, a existência de água imprópria para o consumo devido a poluição dos grandes centros urbanos ou por agrotóxicos e outros, nas áreas rurais.

Dai a importância do uso racional da água, pois a sua escassez em determinadas regiões do planeta associado a outros fatores, como por exemplo, o crescimento demográfico, o mau uso e a contaminação dos recursos hídricos já são fatos e podem agravar - mais ainda - a disponibilidade de água potável se mantivermos a mesma postura.

A previsão da Organização das Nações Unidas (ONU) é que a população mundial, que hoje é superior a 6,5 bilhões de habitantes, chegue a 9 bilhões de pessoas em 2050, acarretando um aumento significativo no consumo da água.

Hoje é o último dia do 5° Fórum Mundial da Água, que começou na última segunda feira, dia 16/03, em Istambul, capital da Turquia.

As temáticas propostas para este evento, que acontece a cada três anos, voltaram-se para discussões acerca dos problemas da escassez de água, dos riscos de conflito por enfrentamentos entre países por rios e lagos e a melhor maneira de proporcionar água limpa a milhões de pessoas.


Os resultados ainda serão divulgados, mas uma coisa é certa: nós, enquanto cidadãos comuns precisamos deste recurso natural - a água - e, por isso devemos tomar certas atitudes em relação ao seu uso a fim de se evitar o seu desperdício e a sua contaminação (poluição).

Se cada um fizer a sua parte, a diferença será sentida por cada um de nós e pelas gerações futuras.

Nas próximas postagens irei disponibilizar alguns textos que as turmas, principalmente do oitavo ano irão trabalhar.



Planeta Terra - Planeta Água

Imagem capturada da Internet



PLANETA TERRA:

. Área Total : 510 milhões de Km²

. Terras Emersas: 149 milhões de Km² (29%)

. Água: 361 milhões de Km² (71%)



IMPORTÂNCIA DA ÁGUA

Ciclo da Água

Vida animal e Vegetal

Consumo Humano

Fonte de Recursos e Alimentos

População Ribeirinha

Lazer e Balneabilidade

Produção de Energia Elétrica



DISTRIBUIÇÃO DA ÁGUA:

. Água Salgada – 97,5 %

. Água Doce – 2,5 %



ONDE ENCONTRAMOS ÁGUA:

Oceanos

Mares

Geleiras

Rios

Lagos

Lagoas

Água Subterrânea (Aquífero e Mananciais)

Atmosfera


Obs.: Os seres vivos (vegetais e animais, inclusive, o homem), também, retém água no organismo.


DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA SALGADA:

- Oceanos e Mares (96,6%)

Obs. Alguns depósitos de água subterrânea (0,9) e lagos (0,006) apresentam grande concentração de cloreto de sódio (sal).


DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA DOCE

- Água subterrânea (0,514 %)

- Rios e lagos (0,006 %)

- Geleiras (1,979 %)

- Atmosfera (0,001 %)



CONSUMO DE ÁGUA SUPERFICIAL

- doméstico (10%)

- industrial (21%)

- agricultura (69%)


FONTES NATURAIS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA:

- Água da chuva

- Águas superficiais (rios, arroios, lagos)

- Águas subterrâneas (aquíferos, mananciais)

sábado, 21 de março de 2009

Trabalho Escolar: Dia Mundial da Água


Imagem capturada da Internet


Em resposta à aluna Juliana Pereira da turma 1801, eu já estou preparando o texto para postar sobre o Dia Mundial da Água, bem como selecionando alguns, os quais iremos trabalhar em sala de aula.

Com relação a esta temática - Água - os alunos já se encontram organizados em grupos para a realização de pesquisa e confecção de cartazes (cartolina). Os trabalhos serão apresentados pelos alunos de ambas as escolas (E. E. Assis Chateaubriand e E. M. Dilermando Cruz).

Os temas sorteados, nas turmas 1801 e 1803, foram:

- Ciclo da Água;

- Distribuição e Uso da Água;

- Tipos de Água (salgada, doce, salobra e mineral);

- Litoral Brasileiro;

- Bacias Hidrográficas do Brasil (subdividido em vários grupos);

- Usinas Hidrelétricas do Brasil (produção de energia);

- Aquecimento Global;

- Poluição das águas;

- Eutrofização das lagoas;

- Desertificação;

- Chuva Ácida;

- El Niño;

- Aquífero Guarani;

- Mar Aral;

- Hidrelétrica Três Gargantas;

- Marés;

- Tipos de Precipitações;

- Tsunamis.

21 de março: Dia Internacional da Síndrome de Down




Imagem capturada na Internet

Hoje se comemora o Dia Internacional da Síndrome de Down. Esta data foi escolhida pela Associação Down Syndrome International, em alusão aos três cromossomos no par de número 21 (21/3) que as pessoas com síndrome de Down possuem.
 
Falar acerca das pessoas e, em especial, das crianças com síndrome de Down vai além da divulgação da data comemorativa ou da conscientização acerca da importância da inclusão destas na sociedade e no mercado de trabalho, é uma lembrança do meu primeiro emprego como professora.
 
Em 1982, enquanto aguardava ser convocada para a posse na rede estadual de ensino do Rio de Janeiro, após aprovação no concurso para Professor II (antigo primário), eu fui chamada para trabalhar na Associação de Solidariedade à Criança Excepcional (ASCE), que hoje é denominada de FRASCE, localizada na Rua Uarumã, nº 80, Higienópolis, Rio de Janeiro (RJ).
 
Apesar de ter entregue o meu currículo pessoalmente, lembro-me que fiquei nervosa após receber a notícia que o mesmo havia sido aprovado e a Instituição aguardava a minha apresentação.
 
Meu primeiro emprego e uma responsabilidade enorme. Trabalhei nos dois turnos, sendo um com crianças com síndrome de Down, no outro com crianças portadoras de paralisia cerebral.
 
Não vou negar que, por diversas vezes, fiquei de baixo astral, principalmente, pelas histórias de vida que ouvia e pelas limitações dos alunos com paralisia cerebral.
 
Mas, apesar de tudo, foi uma experiência enriquecedora e aprendi muito, sobretudo, com os alunos de síndrome de Down, pois eu mesma - antes de ter contato direto com eles - os julgava agressivos e, por medo, evitava ficar perto.
 
Depois que comecei a trabalhar como professora na Instituição, pude perceber o quanto eles tinham de potencial para aprenderem e para se socializarem. E isso foi há, mais ou menos, 27 anos.
 
Eu não era tão novinha assim, tinha 21 anos e já estava cursando a faculdade de Geografia (Licenciatura e Bacharelado na Universidade Federal Fluminnse/UFF).
 
Na época, as crianças com síndrome de Down eram chamadas de "mongolóides" (se referindo às semelhanças com os mongóis) e eu percebia que muitos responsáveis mantinham uma atitude de distanciamento da criança quando estavam em público. Até mesmo em alguns recintos, como na igreja, eu passei a observar as atitudes dos pais perante a presença dos filhos e pude constatar a mesma situação.
 
Pode ser que a minha avaliação, na época, pudesse ter sido precipitada, mas foi realmente o que constatei, assim como - também - soube pelos meus contatos com as mães dos meus e de outros alunos que, em muitas situações ali ocorrentes, o pai abandonou a família em razão do nascimento da criança, colocando a culpa, inclusive, na mãe.
 
Graças a Deus e do maior aprofundamento nas pesquisas e na importância do exercício da cidadania, a situação mudou e, hoje, a política de inclusão é que vigora, buscando incessantemente formas de inserção das pessoas com síndrome de Down, assim como outros casos de deficiências, nas escolas regulares, na sociedade e no mercado de trabalho.
 
Eu tenho, até hoje, as fotos dos meus alunos, mas infelizmente não posso postar, pois não tenho autorização das famílias.
 
Um fato interessante é que eu tinha um aluno negro e, apesar da mesma ocorrer em todas as raças, é difícil encontrar uma pessoa negra com síndrome de Down. Quando o meu aluno falou uma pequena frase: "Já vou!" (em resposta aos meus pedidos para iniciar a atividade de subir e descer alguns degraus), eu vibrei e contei a mãe dele, que até chorou de alegria. Ele quase não falava, tanto na Instituição quanto em casa. Foi uma experiência e tanto!
 
Por diversas razões, eu pedi demissão do emprego, mas a experiência e a lembrança dos meus alunos ficarão para sempre... Fernando, Aline, Cláudio, Ramiro e outros.
 
Há vinte sete anos atrás quem iria pensar em Educação Inclusiva, com o direito assegurado dos portadores de deficiência física e/ou mental ao acesso e matrícula em escolas regulares? Com certeza, isso não era cogitado na época!
 
E, por falar nisso, há muito ainda a melhorar, pois tal como prevê a legislação atual, o processo de Educação Inclusiva requer - quando necessárias - reformas estruturais nos prédios (rampa, alargamento da abertura das portas etc.), adaptações curriculares, a participação coletiva e tomada de decisões que venham subsidiar o desenvolvimento das potencialidades e possibilidades do aluno deficiente.
 
Isso se faz necessário a fim de que não corremos os riscos de não integrá-lo socialmente, transformando-o em um mero telespectador do processo educativo.
 
Para falar deste dia, eu pesquisei na Internet vários sites interessantes, inclusive, vou transcrever alguns tópicos importantes:
 
A Síndrome de Down não é considerada uma doença. Na verdade, ela é uma ocorrência genética natural, com registro em todas as raças e que em nosso país acontece na proporção 1 a cada 700 nascimentos.
O número de cromossomos presente nas células de uma pessoa é 46 (23 do pai e 23 da mãe), dispondo em pares, somando 23 pares. No caso da Síndrome de Down, durante a gestação, ocorre um erro na distribuição e, ao invés de 46 cromossomos, as células do embrião são formadas com 47 cromossomos. Este cromossomo a mais se liga ao par 21. Daí, o termo "Trissomia do 21".


Imagem capturada da Internet
Este material genético em excesso (localizado no par de número 21) altera o desenvolvimento regular da criança, sendo mais lento e que, apesar de variar de indivíduo para indivíduo, faz com que os mesmos apresentem características semelhantes, a saber:
 
- os olhos puxados (semelhantes aos orientais);

- o bebê é mais molinho;

- mãos e pés pequenos;

- a parte posterior da cabeça é levemente achatada (dá uma aparência de arredondada);

- rosto com contorno achatado (os ossos faciais são pouco desenvolvidos);

- nariz e boca pequenos;

- orelhas pequenas;

- algumas crianças mantêm a boca aberta e a língua projetada - um pouco - para fora;

- pescoço de aparência larga e grossa;

- os meninos são estéries e as meninas ovulam, embora de forma irregular;

- abdômen costuma ser saliente (barriga) etc.
 
 
A primeira pessoa a observar pessoas com este perfil foi o Dr. John Langdon Down, em 1866. Sua observação se ateve às nítidas semelhanças fisionômicas em determinadas crianças com atraso mental. Foi ele que empregou o termo “mongolismo” para descrever a sua aparência (para o médico, os mongóis eram seres inferiores).
 
Contudo foi apenas, em 1958, que o geneticista Jérôme Lejeune verificou que o erro na distribuição de cromossomos (47 ao invés de 46 cromossomos) é que respondia pela atual Síndrome de Down. Foi nesta época que surgiu o termo "Trissomia do 21".
 
O Dr. Jérôme Lejeune batizou a anomalia com o nome de "Síndrome de Down" a fim de homenagear o Dr. John Langdon Down.
 
Para tirar mais dúvidas e, inclusive, se informar sobre as causas mais comuns de sua ocorrência (suspeitas), acessem as Fontes de Pesquisa e outros:
 

terça-feira, 17 de março de 2009

Mensagem: Valor aos Humildes

Imagem capturada da Internet


VALOR AOS HUMILDES

Autor desconhecido


Durante meu primeiro ano da faculdade, nosso professor nos deu um questionário.

Eu era bom aluno e respondi rápido todas as questões até chegar a última:

"Qual o primeiro nome da mulher que faz a limpeza da escola?".

Sinceramente, isso parecia uma piada. Eu já tinha visto a tal mulher várias vezes.

Ela era alta, cabelo escuro, lá pelos seus 50 anos, mas como eu ia saber o primeiro nome dela?

Eu entreguei meu teste deixando essa questão em branco e um pouco antes da aula terminar, um aluno perguntou se a última pergunta do teste ia contar na nota.

"É claro!", respondeu o professor. "Na sua carreira, você encontrará muitas pessoas.

Todas têm seu grau de importância. Elas merecem sua atenção mesmo que seja com um simples sorriso ou um simples "alô".

Eu nunca mais esqueci essa lição e também acabei aprendendo que o primeiro nome dela era Dorothy.

Diagnóstico do Ensino da Rede Municipal do Rio de Janeiro

Neste mês de março, conforme anunciou a Secretária Municipal de Educação do Rio de Janeiro, Claudia Costin, deu-se início à aplicação dos instrumentos de avaliação do processo de qualificação do ensino da rede pública municipal de ensino, previsto no início de seu mandato e sob aprovação do atual prefeito Eduardo Paes.

De acordo com a referida Secretária, esta fase de diagnóstico antecede e serve de embasamento para a devida “enturmação” de alunos nos Programas de Correção de Fluxo, em parceria com o Instituto Ayrton Senna.

A primeira prova, aplicada no último dia 10, constituiu-se em um teste diagnóstico de Alfabetização, que foi aplicado nas turmas do 4º, 5º e 6º anos do Ensino Fundamental.

O objetivo, neste primeiro momento, foi diagnosticar os níveis de alfabetização do alunado nestes três anos subseqüentes de acordo com as seguintes categorias: alunos alfabetizados (com uma distorção idade-série, mínima, de dois anos) e os não-alfabetizados.

Os primeiros serão encaminhados ás turmas do Programa Acelera Brasil, enquanto os segundo serão dirigidos às turmas do Programa Se Liga.

Ao corrigir e analisar as provas (Testes Diagnósticos de Alfabetização) dos alunos de uma determinada turma do 6° ano, da minha escola, deparei-me com o duro resultado da política educacional, implantada no governo passado, baseada na promoção auto-mática sob o discurso de ser a solução para o problema do fracasso escolar (repetên-cia e evasão escolar) na rede pública municipal de ensino.

Ressalto aqui que não sou contrária ao Sistema de Ciclos de Formação, mas sou contrária, sim, às condições pelas quais estes foram implantados e mantidos.

Não se verificou nenhuma iniciativa ou programa de melhorias em termos de recursos humanos e de suporte estrutural e técnico. As salas continuaram com um número elevado de alunos e as aulas de reforço, que deveriam ser dadas no contra-turno, não foram consideradas no planejamento.

Os alunos que habitualmente não levavam a sério a Educação apoiaram a Resolução, na certeza que mesmo sem empenho nenhum por parte deles, a sua promoção para o ano subsequente estaria assegurada.

Em contrapartida, uma outra parte dos alunos - compromissados e responsáveis - manteve a sua atitude perante a importância do seu papel na construção do conheci-mento, enquanto outra da mesma parte se sentiu desestimulada.

Por mais que a categoria docente tenha demonstrado sua insatisfação acerca da mesma através de manifestações públicas e de paralisações por 24 horas, nada foi feito. Tivemos apoio de muitos responsáveis, os quais também não aprovaram tais medidas.

A mesma opinião sigo com relação aos instrumentos avaliativos. Eu não sou contra provas e testes, apenas não os considero como únicos mecanismos avaliativos.

E esta é outra questão bastante controvérsia no âmbito escolar, gerando – inclusive – muitas contestações entre os docentes de um mesmo estabelecimento de ensino.

A avaliação pode ser abarcada sob diferentes enfoque quer seja a nível de sua função (classificatória ou processual; pontual ou contínua) quer seja quanto ao emprego de diferentes instrumentos (prova, teste, observação, trabalhos, seminários, entre outros), assim como, ainda, em termos de forma de registro do desempenho escolar (nota ou conceito) e sobre os seus efeitos (aprovação ou reprovação; inclusão ou exclusão).

Hoje, a política educacional enfatiza a importância da avaliação sob um conceito global, inclusive, a permear o trabalho do docente, visando a necessidade ou não de seu replanejamento no sentido de promover os devidos avanços no processo ensino-aprendizagem.

Sendo assim, o conceito avaliativo não só aplica-se no segmento aluno, mas também no corpo docente, afinal este enquanto agente mediador do processo de construção do conhecimento do discente tem uma importância ímpar, capaz de dar bases para o desenvolvimento da autonomia deste último.

Uma vez eu li a afirmação de um autor, não me lembro o seu nome e a fonte, que “O Brasil é o país das provas”. Mas, utilizando de suas palavras justifico a minha concepção, pois enquanto o país continuar a ser um país de provas, não há o porquê da extinção da mesma como mecanismo de avaliação, principalmente, na rede pública de Ensino, a qual abriga a maior parte da população.

A maioria das escolas da rede privada, mesmo inovando, mantém como instrumento as provas, inclusive, em concordância com os responsáveis, dos quais muitos são os mesmos que lutam por incorporar a abolição da prova na rede pública. E por que as mudanças não são gerais?

Bom, o resultado desta política embasada na promoção automática estará expressa nos resultados desta primeira e das demais avaliações, que serão realizadas no dia 19 de março (quinta feira) para todos os alunos.
E, logo de antemão, posso dizer que lamentei ter que constatar – através da correção das provas de uma determinada turma do 6° ano - que alguns alunos em situação de defasagem idade-série são, ainda, analfabetos ou analfabetos funcionais.

Lamento como profissional da rede, como mãe de uma aluna da mesma rede de ensi-no e por ter a certeza que a Educação não precisa tomar este rumo. Na verdade, o rumo para as mudanças passa pela Educação.

O texto de Celso Antunes, “Analfabetismo Funcional”, menciona três segmentos da Comunidade Escolar, isto é, o pai, o aluno e o professor, mas coloca em evidência a importância maior do último, como agente responsável pela formação ampla do edu-cando.

Não resta dúvida que ao professor cabe uma importância singular no processo educa-tivo, mas não devemos ignorar que este é muito mais abrangente não só em termos de agentes, como também no que tange à infra-estrutura, a proposta pedagógica, a metodologia de ensino e à política educacional.

Há vários aspectos interligados e inter-relacionados tanto no contexto escolar quanto social do aluno, os quais indubitavelmente contribuem para o sucesso e/ou fracasso do seu processo educativo.

Em razão da situação sócio-econômica do país ou da ocorrência de estruturas familia-res desfeitas ou, ainda, por uma questão de emancipação e conquista feminina no mercado de trabalho, a mulher também passou a trabalhar fora. E, ainda, diante do índice elevado de desemprego, percebe-se que, muitas vezes, fica atribuído a esta, o papel de chefe da casa.

Com isso, a assistência familiar bastante expressa, antigamente, acabou ficando com-prometida, pois muitos devido ao trabalho empregatício e a alegação de falta de tempo acabaram relegando importância secundária, em suas preocupações, ao acompa-nhamento do desenvolvimento escolar de seus filhos. Diminuindo consideravelmente a participação dos responsáveis com o decorrer dos anos e, principalmente, com o in-gresso do filho nas antigas séries do 2º segmento do Ensino Fundamental (5ª a 8ª série).

No entanto, tais circunstâncias não significam que a eles fora destituído o dever de educar e, principalmente, de cumprir as suas responsabilidades.

Toda a Comunidade Escolar tem um papel importantíssimo e o princípio ético da res-ponsabilidade de cada um é uma questão que deve ser bem discutida e avaliada por todos, pois não cabe só à escola o dever de educar.

Presenciamos, muitas das vezes, pais e/ou responsáveis em situação de total falta de compromisso com a Educação de seus filhos.

Associados ou não a esta situação têm-se, ainda, os diversos problemas familiares que, indiscutivelmente, agravaram com o passar dos anos e influenciam direta e/ou indiretamente no processo educativo do discente e no bom desenvolvimento da esco-la. Problemas estes que variam desde a violência doméstica, o aumento de adoles-centes usuários de drogas, dificuldades financeiras, alcoolismo, gravidez precoce, ca-rência de valores humanos elevados, a baixa auto-estima do aluno, entre outros.

Neste aspecto, não podemos esquecer que é na escola que se manifesta, em menor escala, uma parcela dos problemas sócio-econômicos e culturais da comunidade. Em termos de padrões de comportamentos, o aluno ao atingir a idade escolar traz uma bagagem familiar ou social, muitas vezes, com seqüelas difíceis de serem revertidas. Ele sofre uma forte influência do meio do qual vem.

Para piorar, em conseqüência da procura por número de vagas nas escolas públicas, bem como os baixos investimentos em obras para construção e/ou reformas das esco-las já pré-existentes, a maior parte das salas de aula se encontra superlotada, apre-sentando um número excessivo de alunos que acaba inviabilizando uma prática do-cente adequada, comprometendo um processo ensino-aprendizagem satisfatório.

Outro aspecto relevante e pertinente a isso é resgatar a importância do papel da famí-lia no processo educacional. O envolvimento dos responsáveis acaba contribuindo para a segurança do aluno e para a elevação de sua auto-estima, os quais acabam refletindo no desempenho e no rendimento do mesmo, assim como também contribui no fortalecimento dos laços afetivos e da unidade familiar, que irão refletir para a vida toda.

Igualmente, cabe aos demais segmentos da Comunidade Escolar a responsabilidade de contribuir e se fazer cumprir os liames da prática pedagógica com os princípios éticos.

Tanto o corpo docente, o discente, a direção, o pessoal administrativo e de apoio de-vem participar como co-responsáveis, como co-autores e como co-participantes de todo o processo educativo. A participação conjunta irá, indubitavelmente, contribuir para a sua plena realização da proposta pedagógica e de seus resultados positivos.