quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Informativo: Infarto




Imagem capturada na Internet (Google)


Tal como mencionei, anteriormente, a razão da minha ausência no Blog decorreu do fato da minha mãe ter sofrido um infarto no dia 23 de janeiro passado. Seu estado foi considerado grave, mesmo ela estando lúcida e com enorme vontade de sair da UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).


Segunda feira, dia 01 de fevereiro, ela foi para um quarto ao lado da UTI, pois o seu quadro ainda inspirava cuidados.


Tive medo de perdê-la, pois o cansaço e a falta de ar que ela demonstrava nos dava uma sensação horrível. Mas, graças a Deus, às orações e à força dela, dos familiares, amigos e conhecidos, o seu quadro evoluiu positivamente e, no domingo passado, ela teve alta do hospital.


Contudo, no dia seguinte, ela sentiu dor no peito e, novamente, a levamos ao hospital. Depois de cerca de 15 horas em observação e realizando exames, a equipe médica descartou a possibilidade de um novo infarto.


E foi por esta questão, eu não tido “cabeça” suficiente para produzir textos e postar. Mas, pela situação que estamos vivendo e pela fala constante dos diversos médicos que trataram da minha mãe, resolvi pesquisar sobre o infarto e fazer uso deste espaço para compartilhar com todos.

Ainda mais que as palavras de um médico me fez pensar muito a respeito disso e da vida que levamos. Ele falou - mais ou menos - isso.... “É preferível evitar ter um infarto do que esperar a recuperação de um, pois a vida nunca volta a ser igual”.


Traduzindo o que de fato o médico quis dizer é que devemos pensar em prevenção, evitando assim todas as possíveis complicações e procedimentos pós-infarto.


Com certeza, a pessoa poderá levar a sua vida normalmente depois de recuperada, porém esta nunca mais vai ser a mesma.


Por uma questão de sobrevivência, vai ser preciso que ela mude os seus antigos hábitos e adquira outros, mais saudáveis. Além do mais, a atenção sobre qualquer sinal anormal na pessoa que já sofreu um infarto deve ser redobrada, pois, infelizmente, ela apresenta grandes riscos de ser acometida por um novo infarto. Daí ser preferível evitá-lo.


Para mais esclarecimentos, vou postar - por partes - os tópicos acerca do coração e do infarto...


2 comentários:

Tamiris Neves *--* disse...

Professora, que bom que sua mãe ficou bem. Essa semana a minha passou mal no trabalho, estava desidratada :\ Mas tá bem melhor agora:D

Marli Vieira de Oliveira disse...

Tamiris,

Realmente, pensei em perdê-la, mas graças a Deus, ela se recuperou.

Ela não está totalmente bem, pois alega muito cansaço e anda muito triste.

Mas, tenho fé que esta fase vai passar, embora saiba dos seus reais riscos daqui para frente.

Neste calor é preciso se hidratar bastante. Não tem quem aguente!

Beijos e dê um abraço e sua mãe (que ela se recupere também!).