domingo, 13 de junho de 2010

Registro de 7 graus negativos no estado do Rio de Janeiro


Imagem capturada na Internet (Fonte: Wikipedia)

Conforme mencionei às turmas e retomando até uma matéria postada neste espaço (25/05/2010), na 3ª feira passada (08/06), a temperatura registrada no pico das Agulhas Negras, no Parque Nacional der Itatiaia, no sul do estado do Rio de Janeiro, chegou a 7 graus negativos por volta das 6h30min. Até então, a temperatura mais baixa registrada em todo o estado, neste ano.
 
Segundo os órgãos meteorológicos, neste final de semana, as temperaturas iriam cair mais ainda.

Na manhã do dia o8 de junho, não chegou a nevar no Pico das Agulhas Negras, pois as condições atmosféricas não eram propícias para a precipitação nival (neves). A temperatura abaixo de zero grau Celsius associado à ausência de nuvens e a baixa umidade do ar só favoreceram a formação de geada, isto é, camada de cristais de gelo na superfície.

Se houvessem nuvens e alta umidade, com certeza, o ramo hoteleiro local e os turistas iriam adorar, pois haveria precipitação de neve. Nesta época, a torcida é grande para a ocorrência destas condições atmosféricas.
 
Só para se ter uma ideia das baixas temperaturas e de seus efeitos na superfície, segundo o Abrigo Rebouças, localizado próximo ao cume de montanha, os visitantes (turistas) “dispensam os isopores para conservar geladas suas latinhas de cerveja ou de refrigerantes. Eles as colocam em riachos rasos que cortam o abrigo” (Diário do Vale).

Como já expliquei na postagem anterior sobre esta temática, o Pico das Agulhas Negras, com 2.792 metros de altitude, consiste no ponto culminante de nosso estado (Rio de Janeiro), localizado na Serra da Mantiqueira, na divisa entre este e o estado de Minas Gerais.
 
 
Fonte:

Nenhum comentário: