domingo, 22 de agosto de 2010

Experiência nova: Colégio Estadual Prof. José de Souza Marques


Imagem capturada na Internet (Fonte: Google)



Sexta-feira passada, dia 20 de agosto, eu comecei a dar aula no Colégio Estadual Prof. José de Souza Marques (1º ano do Ensino Médio).

Como muitos sabem, uma turma da E.E.E.S. Clóvis Beviláqua foi dissolvida e os alunos foram agrupados em outra do mesmo ano (8º ano). Em decorrência disso, os professores tiveram que procurar outra escola para complementar a carga horária.

Quando eu recebi a notícia do meu diretor, vi o meu mundo desmoronar... Afinal, a minha vida é toda esquematizada em função de duas escolas, minha casa, os cuidados com a minha mãe (inclusive, com horários à noite até o dia seguinte na casa dela), o meu Blog e outros.

Pensei até em pedir exoneração da rede, pois o meu horário na casa da minha mãe - durante a semana - já é fixo e não há como mudar. Eu permaneço no Clóvis Beviláqua com as outras cinco turmas, a complementação é para apenas uma turma (dois tempos de aula).

Graças a Deus, quando fui escolher a escola no dia 13 de agosto (sexta feira) havia uma turma no Colégio Estadual Prof. José de Souza Marques, em Brás de Pina, próximo do meu bairro. E o horário não foi tão ruim, pois não prejudica em nada com os meus tempos na outra escola (noturna) e nem da tarde (a mesma da manhã), assim como não cai no horário noturno nos dias da casa da minha mãe.

É a primeira vez que vou trabalhar com Ensino Médio, mas só faltava este nível para completar o meu currículo. A sala estava um pouco vazia, pois a turma havia ido a um passeio. Por isso, não tive como poder avaliá-la como um todo.

Eu gostei dos alunos presentes. Vamos ver como vai ser nesta semana, quando a turma deverá estar com mais completa (turma 1008).

No início, a adaptação ao professor é sempre mais difícil. Vamos esperar para ver!

2 comentários:

Tamiris Neves disse...

Boa sorte professora! :D

Marli Vieira de Oliveira disse...

Obrigada, Tamiris! Você realmente é um amor de pessoa!

Beijos