sábado, 11 de setembro de 2010

11 de Setembro: Nove anos de perplexidade face aos ataques terroristas




Imagem capturada na Internet (Fonte: G1.Globo.com)



11 de setembro… Cheguei a pouco tempo da casa da minha mãe, onde estive desde as 9 horas. Acordei às 6 h, tomei café, acessei a Internet (como é de práxis), arrumei a casa, tomei banho, me arrumei e fui para a casa de minha mãe. Hoje, o meu horário na casa dela era na parte da manhã e da tarde (faço rodízio com as minhas duas irmãs mais novas).

A minha pretensão era postar algo sobre a data de hoje, mas a minha ideia passava distante da mesmice – anual - sobre os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, pois isso eu já havia feito no ano passado.

Queria algo diferente, inclusive, sob o eixo central do discurso do atual presidente dos EUA, Barack Obama, que disse "Não foi a religião que nos atacou naquele dia de setembro. Foi a Al Qaeda", se referindo ao terrorismo que representa a maior ameaça que o mundo sofre nos dias de hoje.

A Guerra Fria acabou e, assim, o embate entre o socialismo versus capitalismo. Mas, outras formas de ameaça e de violência - a nível mundial - surgiram ao longo do tempo e, sob diversas motivações.

Fazendo uso de atos violentos ou de ameaças, o terrorismo se encontra espalhado em diversas partes do mundo, afetando direta e/ou indiretamente qualquer indivíduo, podendo ser este o alvo principal ou, por um simples azar da vida, ser a vítima que estava na hora e local errado.

Terror! Esta é a sensação e o efeito que os seus algozes têm como pretensão causar. É uma estratégica minuciosamente planejada para atingir um fim quer seja político, ideológico e, por mais absurdo que possa parecer, religioso.

Não quis tratar do embate EUA versus Al-Qaeda, mais uma vez, mesmo sabendo que esta relação traduz o maior ataque terrorista de todos os tempos.

Encontrei na Internet, este algo diferente... Uma crônica sobre “TERROR” e, justamente, sob um enfoque mais abrangente (e hilariante) de organizações terroristas, pois este era o ponto que eu queria tratar, tomando por base, o dia dos ataques terroristas às Torres gêmeas do World Trade Center.

Inclusive, recentemente, postei sobre a Organização separatista basca ETA (Euzkadi Ta Askatasuna), na Espanha, mas houve e há tantos outros... Sendero Luminoso, Brigadas Vermelhas, Exército Vermelho, IRA, Hamas etc.

Pois bem, a minha “derrota” por não postar antes de sair de casa foi o fato de constar – no rodapé do site - que todos os direitos eram reservados, devendo ter a autorização prévia da autora para copiar.

Diante de tais circunstâncias, mandei um e-mail à autora da referida obra e fui embora para a casa da minha mãe.

Ao retornar às 20 h, acessei o meu correio eletrônico e, para a minha surpresa, a autora me respondeu (não esperava tamanha rapidez). Ela autorizou-me a postar no Blog, mas eis que veio outra derrota... Cadê que eu consegui copiar?!

Não sei se foi burrice mesmo, de minha parte, ou se a alternativa era transcrever palavra por palavra da crônica...

Por isso, caros leitores e, em especial, a minha aluna Priscila Ribeiro (Turma 1902), que me cobrou – no Mural de Recados - uma postagem acerca dos atentados terroristas do dia 11 de setembro, acessem a reportagem do Jornal Nacional do fatídico dia no meu espaço (acessem AQUI) e leiam a crônica de Dolce Vita, intitulada “Enfim uma crônica de Terror!”.

A mesma autora tem uma crônica específica sobre o atentado (Quando Setembro Sangrou)


11 comentários:

Dolce Vita disse...

Olá Marli!


Parabéns pelo seu blog!


Agradeço as indicações de leitura das minhas crônicas.


Dolce Vita

Marli Vieira de Oliveira disse...

Dolce Vita,

Eu é que agradeço a sua atenção e agilidade em responder a minha solicitação no e-mail.

Fiquei feliz em encontrar uma crônica que tinha tudo a ver com a minha intenção no tratamento ao tema "terrorismo".

Abraços

Ellen disse...

Professora,adorei essa postagem!

Ellen disse...

Professora,o terrorismo,é algo que a sociedade,eu acho fica meio oculta,n]ão dá sua opinião! Acho que deveria ter uma voz mais ativa!

Priscila disse...

Agora sim professora, nunca esqueço desse dia.. claro que também é o dia do meu aniversário né? rs.. obrigada pela postagem professora! beijos

Kristin disse...

Sivia ,
Realmente prossora este foi o pior atentado que o mundo já sofreu.

camila disse...

Professora Marli parabéns pelo Blog adorei foi o melhor que já visitei amostrei seu blog a meus pais eles também adoraram acharão bem interessante,esse também foi o pior atentado que já aconteceu.Seu blog já está nos meus favoritos.

Marli Vieira de Oliveira disse...

Ellen,

Não acho que a população fique indiferente. Infelizmente, os ataques terroristas são bem planejados (a maioria intenta o sucesso integral de seus atos) e a sociedade é pega de surpresa.

E, na verdade, eles se encontram infiltrados, na maioria das vezes, no meio das pessoas para não serem identificados.

A sociedade, em si, repudia estes atos covardes, intencionais, de caráter diversos e que atingem várias pessoas inocentes.

Adorei vê-la novamente no Blog. Volte sempre!

Beijos

Marli Vieira de Oliveira disse...

Priscila,

Como expliquei na matéria postada, eu havia ido para a casa da minha mãe e aguardava a resposta da autora da crônica - Dolce Vita.

Mas, adorei a sua participação e cobrança. O Blog é para isso mesmo, ouvir e atender determinados pedidos.

Beijos

Marli Vieira de Oliveira disse...

Silvia,

O pior e espero que seja o último nas proporções que foi.

Acho difícil não termos outros, pois a maior ameaça hoje, que o mundo enfrenta, é o terrorismo. Mas, na magnitude que foi os ataques nos EUA, espero que não haja mais nenhum.

Volte sempre, pois gosto muito de sua participação no Blog.

Beijos

Marli Vieira de Oliveira disse...

Camila,

Eu é que tenho que agradecer a sua participação e a iniciativa de mostrar aos seus pais.

Fico muito feliz por isso. Visiste sempre, participe, comentando oi deixando recados, tá?

Estou achando muito legal a participação de vocês da turma 1704.

Beijos