domingo, 26 de dezembro de 2010

25 de Dezembro: Natal




Imagem do meu acervo particular
 (parte do presépio exposto na Basílica de Nossa Senhora da Aparecida, Aparecida do Norte, São Paulo/2010)



Véspera de Natal (24 de dezembro)...

Reunião mais familiar, troca de presentes, ceia natalina, comida farta.

Dia de Natal (25 de dezembro)...

Grande expectativa das crianças quanto aos presentes do Papai Noel, almoço em família, comida farta.


Seria mais original, se tudo isso fosse movido pelo verdadeiro espírito natalino, onde o acolhimento, a confraternização, o amor, a união, o perdão e a solidariedade se manifestassem não só em pensamento, mas – sobretudo - nas atitudes humanas.

E, mais ainda, que estes valores humanos permanecessem ativos, dia após dia, até a chegada do próximo Natal. Só assim, poderíamos afirmar que o nascimento de Jesus de Nazaré faz sentido em nossas vidas e, principalmente, o que isto significa em termos de crença cristã.

Diferentemente do poder do markenting que induz o consumo, neste período, são os sentimentos que deveriam renovar as nossas relações interpessoais e energias.

Diferentemente do poder do consumo, neste período, que enchem as lojas e levam multidões de pessoas aos shopping centers, o Natal é o momento de reflexão, de perdoar e de ser solidário.

Nenhum comentário: