domingo, 31 de janeiro de 2010

Mensagem: A Arte de não Adoecer





Imagem capturada na Internet




A ARTE DE NÃO ADOECER

Dr.Drauzio Varella

Se não quiser adoecer...
...Fale de Seus Sentimentos.

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos "segredos", nossos erros...

O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia!


Se não quiser adoecer...
...Tome Decisões.

A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros.

As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.


Se não quiser adoecer...
...Busque Soluções.

Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe.

Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.


Se não quiser adoecer...
...Não Viva de Aparências.

Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro.

Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.


Se não quiser adoecer...
...Aceite-se.

A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável.

Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.


Se não quiser adoecer...
...Confie.

Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento.

A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.


Se não quiser adoecer...
...Não Viva Sempre Triste.

O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. "O bom humor nos salva das mãos do doutor".

Alegria é saúde e terapia!


domingo, 24 de janeiro de 2010

Tristeza




UMA IMAGEM VALE MAIS

DO QUE MIL PALAVRAS


Estou sem "cabeça" para postar, pois minha mãe está internada (UTI) desde ontem.




sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Uruguai: Serpente de duas cabeças

Imagem capturada na Internet (Montevideo COMM)


Por falar em serpente... a presente notícia é, por sinal, bastante curiosa. A "Globo.com" divulgou uma nota a respeito do nascimento – nesta última 4ª feira (20/01) de uma cobra urutu-cruzeiro (Bothrops alternatus), com duas cabeças na Reserva Ambiental do Departamento de Flores, Rodolfo Talice, localizado a 200 km da capital do Uruguai, Montevidéu.

Segundo os veterinários, a referida espécie venenosa apresenta uma má-formação nas vértebras, a partir da qual se ramifica em duas cabeças.

Algumas informações prestadas no referido site brasileiro, assim como em outros não coincidem com as publicadas no próprio “Montevideo COMM”, pois de acordo com este último, casos semelhantes a este são bastante raros, sendo que - em média - só ocorre um nascimento de serpente de duas cabeças em cada 50 mil nascidos.

Esta espécie de cobra pode ser encontrada, também, em países vizinhos da América do Sul, como o Brasil, Bolívia, Paraguai e Argentina.

A preocupação dos veterinários locais, no momento, é tentar preservar a espécie, pois a razão da apreensão decorre do difícil processo de mudança de pele da espécie recém-nascida, quando esta começa a comer.

Segundo Felipe Cantera, assessor de imprensa da Reserva, como qualquer outra cobra venenosa, ela deverá injetar o veneno e depois digerir a comida, e neste caso, tanto a sua mobilidade quanto o alimento podem ficar comprometidos.

Fontes:

. Globo.com

. Informador.com.mx

. Montevideo COMM

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Descoberta nova espécie de serpente em Iguaba Grande, Araruama, Rio de Janeiro



Imagem capturada na Internet (Ciência Hoje)



Uma espécie desconhecida de serpente, medindo 30 centímetros, foi encontrada por pesquisadores da Universidade Federal Fluminse (UFF), entre os quais estava o Professor e Pesquisador Sávio Freire Bruno e a estudante de Veterinária, Angele Martinsé, que a descobriu durante as atividades de campo.

A serpente, ainda sem nome, é venenosa, mas não ataca o ser humano.

Segue abaixo, o artigo (na íntegra) publicado no Portal da Universidade Federal Fluminense (UFF)


Nova espécie de serpente é descoberta pela Faculdade de Veterinária da UFF

13/1/2010


Ao fazer um levantamento das espécies de anfíbios e répteis presentes na restinga do Núcleo Experimental de Iguaba Grande, na Baixada Litorânea, uma aluna de veterinária da UFF, Angele Martins, descobriu uma nova espécie de serpente, a “Tantilla sp”.

O Brasil tem 708 espécies de répteis e 849 de anfíbios, o que coloca o país como o mais rico em número de espécies de anfíbios do mundo e o terceiro mais rico em número de espécies de répteis.

Embora esses números sejam impressionantes, o conhecimento atual ainda está distante da diversidade real do grupo, pois ainda existem áreas imensas não inventariadas. Para a quase totalidade das restingas brasileiras sequer há informações sobre a simples composição da fauna de répteis.

As restingas são ambientes característicos da Mata Atlântica, e Angele Martins estudou, sob a orientação do professor Sávio Bruno, o ambiente de restinga do Núcleo Experimental de Iguaba Grande, pertencente à universidade (Neig/UFF), e catalogou a existência de 19 espécies de anfíbios e 15 de répteis.

A grande surpresa foi encontrar uma serpente ainda não catalogada e não registrada no Museu Nacional, onde todas as espécies têm de estar depositadas, obrigatoriamente.

Por enquanto, a denominação do réptil é “Tantilla sp,”, pois, no mundo científico, animais e plantas são designados por dois nomes em latim, o primeiro se referindo ao gênero e o segundo, à espécie. Portanto, isso significa que ela é do gênero “Tantilla” e, como ainda não tem nome, coloca-se “sp,”, de “espécie”. O problema, diz a aluna, é que essa nova espécie teve seu registro no campus, ou seja, em uma área preservada, sendo assim, mal foi descoberta e já se enquadra na categoria “ameaçada”, uma vez que seu “hábitat” natural, de restinga, vem desaparecendo.

Isto reforça a importância, diz o professor Bruno, de estudos acerca das restingas como condição para conservação e preservação da fauna remanescente.

Angele Martins defendeu sua monografia no final de novembro e ela agora deverá publicar um artigo, provando que a serpente é de uma espécie até então desconhecida e dando um nome definitivo a ela. Foi o primeiro registro preciso da espécie, diz o professor Sávio Bruno.

A captura e coleta de animais em campo, que obteve permissão do IBAMA para ser realizada, durou um ano, de julho de 2008 a agosto de 2009, utilizando armadilhas em linha, compostas por oito baldes de 60 litros, enterrados ao nível do solo e ligados entre is por uma lona de plástico com 60cm de altura, distando cinco metros um do outro. As armadilhas ficaram abertas durante todos os dias nesse período, com inspeções diárias ou de, no máximo, dois dias, além das buscas ativas nas estradas do campus e nas trilhas já existentes. No total, foram capturados 623 exemplares de 34 espécies, sendo 19 anfíbios e 15 répteis.

Índice de Qualidade de Vida: Brasil ocupa a 38ª posição no ranking dos países


Revista Internacional Living - Janeiro 2010
Imagem capturada na Internet e reproduzida no Adobe Photoshop




A Revista International Living divulga, anualmente, no mês de janeiro, o Índice de Qualidade de Vida dos países. De acordo com os editores e a proposta da revista, a lista tem o intuito de classificar os países onde “a vida é, simplesmente, excelente”.

No entanto, os seus editores chamam a atenção que a classificação dos países tem por base uma concepção ocidental de análise, ou seja, as fontes, os funcionários e editores têm influência pelo padrão de vida ocidental (aos moldes dos EUA).

Para chegar ao resultado final e a classificação no referido Índice de Qualidade de Vida, os países são avaliados sobre nove categorias, a saber:

. Custo de Vida;

. Cultura e Lazer;

. Economia;

. Ambiente;

. Liberdade;

. Saúde;

. Infra-estrutura;

. Segurança e Risco;

. Clima.


As ideias pré-concebidas acerca de padrão alto ou baixo nível de vida, de cultura e entretenimento, bem como do clima ser mais agradável ou não, indubitavelmente, não irá coincidir com a opinião diferenciada de cada país e de seu respectivo povo.

Cada categoria analisada possui um peso - sobre a classificação final - de acordo com os percentuais abaixo:

. Custo de Vida (15% da classificação final): Este indicador é um guia de quanto irá custar viver em um estilo comparável ou melhor do padrão de vida dos EUA. Para calcular esta pontuação leva-se em conta, também, as taxas de cada país, imposto de renda e da dívida pública.

. Cultura e Lazer (10%): nesta categoria são analisados a taxa de alfabetização, a circulação do jornal, primário e rácios de matrícula do Ensino Secundário, o número de pessoas por museu e uma avaliação – subjetiva - da variedade de ofertas culturais e recreativas (lazer).

. Economia (15%): São considerados as taxas de juros, PIB, taxa de crescimento do PIB, o PIB per capita e a taxa de inflação.

. Meio ambiente (10%): Nesta categoria são avaliados a Densidade demográfica (hab/Km²), o índice de crescimento populacional, as emissões de efeito estufa per capita, bem como a percentagem total de terra que está protegido.

. Liberdade (10%): A principal fonte para esta categoria é a Freedom House, com ênfase nos direitos políticos do cidadão e das liberdades civis.

. Saúde (10%): Nesta categoria, são observados o consumo de calorias em percentagem das necessidades diárias, o número de habitantes por médico, o número de leitos hospitalares por 1.000 habitantes, o percentual da população com acesso a água potável, a taxa de mortalidade infantil, esperança de vida e despesas de saúde pública em percentagem do PIB de um país.

. Infra-estrutura (10%): Esta categoria se baseia na análise das ferrovias (comprimento), das rodovias pavimentadas e vias navegáveis, comparado no âmbito do país avaliado e de sua população absoluta. O número de aeroportos, veículos, telefones, prestadores de serviços de Internet, telefones celulares também sào levados em conta.

. Segurança e Risco (10%): Esta categoria tem por base os critérios de precaridade e de perigo utilizados pelo Departamento E.U. quanto às condições de vida extraordinariamente difíceis, ditas como insalubres ou perigosas.

. Clima (10%): Esta categoria é avaliada em termos de precipitação média anual e temperatura média, assim como considera os riscos de catástrofes naturais (atmosféricos).

As fontes oficiais utilizadas na análise incluem: o Anuário Estatístico da UNESCO; Liberdade no Mundo: A Pesquisa Anual de Direitos Políticos e Liberdades Civis; Estados Unidos Department of Commerce; E.U. Departamento de Estado; O Escritório das Nações Unidas para o Controlo da Droga e Prevenção do Crime; A Freedom House Survey; Resumo Estatístico do Brasil Membros; The World Factbook, The World Almanac and Book of Facts; E.U. Departamento de Estado índices de custo de vida no exterior, Quarters Subsídios e Hardship Diferenciais; A Organização Mundial de Saúde, o mundo Economist in Figures.

Também, para efeito da análise dos resultados oficiais da referida classificação, é levado em consideração a opinião dos seus editores do mundo todo.

Neste ano, o Índice de Qualidade de Vida englobou 194 países. A liderança do ranking, pelo quinto ano consecutivo, coube à França. Embora, o país se caracterize por apresentar uma burocracia cansativa e impostos elevados, estes são compensados por um nível de qualidade de vida insuperável. A França sempre obtém pontuações elevadas na maioria das categorias, sobretudo na Saúde, considerada a melhor do mundo.

Os EUA apresentaram uma queda em relação ao ranking de 2009, caindo da terceira para a 7ª posição, sendo superado – neste ano - pela França, Austrália, Suíça, Alemanha, Nova Zelândia e Luxemburgo.

O Brasil ocupava, no ano passado (2009), a 43ª posição em qualidade de vida, neste ano (2010), este foi elevado para a 38ª posição.

O país obteve melhores pontuações nas seguintes categorias: liberdade (83); risco e segurança (83) e clima (82). Os piores índices foram para o Lazer e Cultura (58) e infraestrutura (59).

O Japão, segundo país mais rico do mundo (só perdendo para os EUA), encontra-se classificado em duas posições acima do nosso país, isto é, na 36ª posição.

O Uruguai, apesar de ter apresentado uma queda de seis posições em relação ao ranking do ano passado (2009), foi o país latino-americano de melhor posição na Lista de 2010, ostentando a 19ª posição.

Já a Argentina foi o segundo melhor país da América Latina, neste ano, ocupando o 26º lugar. Esta também apresentou uma queda de cinco posições em relação ao ranking de 2009.

Além destes países latino-americanos, situam-se à frente do Brasil, o Chile (31º lugar), a Costa Rica (33º) e o Panamá (34º).

O Equador ocupa apenas uma posição atrás do Brasil, ou seja, ele é o 39º país em qualidade de vida. O México, por sua vez, ocupa a 46ª posição no ranking, enquanto a Colômbia, a Bolívia e o Paraguai ocupam, respectivamente, as seguintes posições: 56ª, 58ª e 64ª.

O Haiti, país latino-americano, localizado na América Central Insular (mar do Caribe), que foi bastante castigado por fortes terremotos neste início de ano e é considerado o mais pobre da América, ocupa a 180ª posição no ranking publicado.

Com os últimos fenômenos tectônicos, infelizmente e certamente, o país cairia desta posição.

O país que ocupa o último lugar do atual ranking (2010) é a Somália (África). E, diferentemente do que foi publicado na BBC Brasil, entre os 15 últimos países do ranking, treze são da África e dois são da Ásia, isto é, o Afeganistão e o Iémen.

Veja a lista completa dos Países com Melhor Qualidade de Vida, AQUI.





















China: na expectativa de ser a segunda maior economia do mundo



Imagem capturada na Internet (Google)




Como muitos economistas já vinham prevendo, a China se encontra na expectativa de atingir o posto de segunda maior economia do mundo, superada apenas pelos EUA.

O governo chinês anunciou, hoje, o índice de crescimento de sua economia em 2009 foi de 8,7%.

Embora, a economia do país tenha sofrido fortemente os efeitos da crise mundial no final do ano de 2008 e início de 2009, o país conseguiu reverter o quadro descente após medidas de estímulo do governo (de quase US$ 600 bilhões), sobretudo em obras de infraestrutura e no crescimento do mercado interno a fim de manter as fortes taxas de crescimento econômico.

Deu certo e o ritmo de crescimento da economia superou, inclusive, as estimativas do governo chinês, que girava em torno 8%.

No cenário mundial, o crescimento econômico chinês desponta em razão da fragilidade por qual permeia a economia no mundo face à crise financeira deflagrada após a queda do setor imobiliário dos EUA (2006-2007).

Sua economia apresentava, ao longo dos anos, uma sensível queda. Em 2007, o ritmo de crescimento foi de 13%; em 2008, o índice foi de 9,6% e, no início de 2009, este registrava um ritmo descendente, com previsão de atingir - que conforme já mencionei - 8%.

A expectativa é que a sua economia supere a do Japão, que segundo os especialistas deve apresentar um contração mediante os efeitos da crise financeira mundial passada.

O Japão deve divulgar os seus números no próximo mês que vem, mas já é estimado que sua economia (2009) apresente uma contração de até 6%.

Contudo, tal como já expliquei em sala de aula, não devemos confundir crescimento econômico com desenvolvimento.

Quando falamos em desenvolvimento estamos nos referindo a todas as esferas de abrangência de um país, em termos de indicadores sociais e econômicos. Enquanto, crescimento econômico se restringe a esta esfera (economia).

Mesmo que venha a assumir a posição de segunda maior economia do mundo, a China continua a ser um país subdesenvolvido.

Segundo Ma Jiantang, chefe da Agência Nacional de Estatísticas da China, o mesmo que divulgou o crescimento econômico do país, a realidade social chinesa é outra.

A China, país mais populoso do mundo, com 1,3 bilhão de habitantes, possui 150 milhões de pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza, com menos de US$ 1 por dia.

Fonte: BBC Brasil


quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

19/01: Temporal no Rio sinônimo de quedas de árvores, enchentes, falta de energia e telefone




Vista da Igreja Nossa Senhora da Penha, Bairro da Penha, Rio de Janeiro
Imagem do meu acervo particular (jan/2010)




Como eu já mencionei neste espaço, as ações preventivas nunca acontecem mediada por alguma esfera governamental. E, não adianta reclamar ou entrar com processo, pois - via de regra - a calamidade acontece primeiro para depois haver alguma intervenção.

Ontem (19/01), mais uma vez, choveu forte no Rio de Janeiro. No bairro da Penha, onde moro, o temporal caiu justamente na hora (19h) que eu estava indo para a casa da minha mãe, que fica a alguns metros da minha rua.

Ventou e choveu muito e, como é o habitual, faltou luz. A rua da minha mãe ficou intransitável. Muitos galhos de árvores, amêndoas na rua e nas calçadas, fios de eletricidade e de telefones suspensos. Foi um verdadeiro caos.

Ligamos a noite toda para a Light e nada! Horas depois, os bombeiros apareceram – depois de terem sido chamados – para cortar os galhos de uma árvore, que ameaçavam cair, assim como tirar os fios de eletricidade que ficaram sobre o portão do edifício, localizado ao lado da vila, onde a minha mãe mora.

Passamos a noite toda sem energia e esta situação – face ao calor intenso que estamos sentindo neste verão no Rio de Janeiro – fez piorar o meu quadro, pois eu já estou em processo de alergia ao calor. Já deu para imaginar como dormir... se é que dá para dizer que eu dormir.

Pela manhã, eu pude tomar uma noção maior dos danos causados pelo temporal. Tanto a rua de minha mãe quanto a situada ao lado desta apresentavam bastantes estragos.

As árvores estão altas em consequência de podas incorretas, segundo alguns especialistas. Por ocasião de alguma ventania e/ou temporal, elas acabam virando riscos de vida e materiais.



Galhos e amêndoas espalhados na rua de minha mãe
Imagem do meu acervo particular (jan/2010)








Galhos e amêndoas espalhados na rua de minha mãe
Imagem do meu acervo particular (jan/2010)




Detalhe da inclinação da amendoeira, localizada na frente da vila da minha mãe, para a rua
Imagem do meu acervo particular (jan/2010)






Galhos e amêndoas espalhados na rua toda
Imagem do meu acervo particular (jan/2010)






Galho lascado e suspenso na amendoeira de frente para a vila da minha mãe
Imagem do meu acervo particular (jan/2010)

Esta amendoeira existente na frente da vila da minha mãe, ameaça cair há bastante tempo. Meu pai era vivo e por, diversas vezes, entrou com processo na Região Administrativa e através de contato com o antigo Parque e Jardins, mas nada conseguiu a favor da remoção da árvore.

Além da ameaça de sua queda, pois a mesma já está vergando para um lado, a sua raiz se ramifica muito e - com certeza - irá provocar danos à estrutura da casa da minha mãe e da vizinha.

O canteiro da mesma já apresenta rachaduras e as raízes de outras árvores da mesma espécie, espalhadas entre outros pontos da rua, também quebraram parcialmente as calçadas.

Sou contra ao corte de árvore, mas quando esta representa sérios problemas à segurança física e material do homem, eu tenho que acatar que a melhor saída é o corte da mesma.

Apesar de esta espécie oferecer um grande sombreamento, suas folhas grandes e seus frutos (amêndoas) apresentam o inconveniente de entupir as calhas das casas (para escoamento das águas das chuvas), tal como acontece com a vizinha da minha mãe, bem como provocar o entupimento dos bueiros.

A situação da rua ao lado foi pior, pois uma árvore caiu, puxando a fiação do poste (este tombou) e ocasionando a queda de outra árvore. Ambas as ruas ficaram sem energia desde ontem.

A rua da minha mãe até agora está sem luz. A outra, eu não sei. Os moradores - revoltados pelo descaso das autoridades responsáveis - fecharam uma das vias principais com galhos de árvores, desviando o trânsito local para as ruas adjacentes.

É um absurdo a situação pela qual se encontra a maior parte dos bairros da Zona Norte. Verdadeiramente, estes se encontram abandonados!

Todo ano, na época de verão, as chuvas caem. O governo deveria desenvolver um programa de podas das árvores, pois os galhos acabam prejudicando e danificando a rede elétrica, pois acabam encostando ou arrebetendo a fiação, além de respresentarem riscos para a população e veículos estacionados abaixo destas.

Mas, estas medidas preventivas não vêm sendo – efetivamente – realizadas e, em função disso, o caos é instalado e perpetua até quando os responsáveis pelos reparos tomem a iniciativa ou atendam aos nossos pedidos de socorro.


Imagens da outra rua, situada ao lado da rua de minha mãe

(Imagem do meu acervo particular - 20/01/2010)




Poste tombado em consequência da queda da árvore





O mesmo quadro sob outro ângulo









Detalhe da primeira árvore que caiu






Detalhe de sua raiz







Seu tronco e raiz sob outro ângulo







Detalhe da segunda árvore que caiu em consequência da primeira






Segunda árvore










A rua parcialmente intransitável em razão da queda das árvores





Fechamento da Rua Quito, uma das vias de circulação principal da Penha, pelos moradores






Detalhe do bloqueio




Dica de Site: Portal do Professor





Imagem capturada no site (Adobe Photoshop)


Gostaria de indicar o Portal do Professor, espaço criado pelo Ministério da Educação (MEC), que oferece várias ferramentas e recursos para a formação e prática docente.
Vejam os recursos e ferramentas oferecidos:
. Espaço da Aula: além de poder acessar o conteúdo das aulas publicadas no Portal, o usuário pode criar e publicar a sua sugestão.
. Jornal do Professor: As edições são quinzenais e o seu foco é voltado para o cotidiano da sala de aula. Há artigos, notícias, sugestões, entre outros.
. Recursos Educacionais: o site oferece uma coleção de recursos multimídia para todos os níveis de ensino e em diversos formatos. De acordo com as informações do Portal, o mesmo oferece 3636 recursos, sendo que alguns exigem programas para serem visualizados.
. Cursos e Materiais: O Portal indica Cursos oferecidos pelos sistemas públicos de ensino, bem como de apoio a projetos voltados para a formação e o exercício profissional dos futuros docentes.
Os Materiais de Estudo servem de subsídio a uma melhor fundamentação e enriquecimento da prática docente. São oferecidos materiais temáticos, módulos de auto-aprendizagem, proposições de ensino, recursos em diversos formatos, parâmetros e referenciais.
. Interação e Colaboração: É oferecido ferramentas para promover a interação com outros professores (Fóruns, Chats e Debates), assim como compartilhar conteúdos, informações e pesquisas.
. Links: Compartilha sites e portais nacionais e internacionais para auxiliar a pesquisa e a formação de professores.
. Plataforma Freire: Permite o acesso direto ao Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica, que integra - no âmbito do PDE - Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, o Ministério da Educação (MEC), as Instituições Públicas de Educação Superior (IPES) e as Secretarias de Educação dos Estados e Municípios.
O Plano Nacional de Formação é voltado para os professores da rede pública de Ensino, estadual e municipal, sem formação adequada à LDB, os quais podem se inscrever em cursos superiores públicos, gratuitos e de qualidade, oferecidos em 76 Instituições Públicas de Educação Superior (48 Federais e 28 Estaduais).
O docente de Formação Básica poderá se graduar nos cursos de 1ª Licenciatura (carga horária de 2.800 horas mais 400 horas de estágio para professores sem graduação) ou nos de 2ª Licenciatura (carga horária de 800 a 1.200 horas para professores que atuam fora da área de formação), assim como nos de Formação Pedagógica, para bacharéis sem licenciatura.
Vale a pena, conferir. Acesse o Portal do Professor, AQUI!

Pós-Terremoto: Situação Caótica no Haiti



Um saqueador ameça um morador em Porto Príncipe
Imagem capturada na Internet (Yahoo - REUTERS/Carlos Barria)




Como muitos têm acompanhado pelos diferentes veículos de comunicação, o quadro de insegurança, desordem, violência, dor e fome instalado em Porto Príncípe pós-terremoto do dia 12 de janeiro, no Haiti, já era algo de presumível face a sua situação sócio-econômica e da dimensão que foi o evento natural (terremoto).

Porém, o que tornou mais ainda insustentável a conjuntura atual foi a lentidão com que as ações, por parte do governo, vem tomando em relação às doações e a ajuda humanitária advinda de diversos países do mundo todo.

A população mais afetada foi a de menor poder aquisitivo, que habitava as áreas mais baixas, ou seja, o centro urbano de Porto Príncipe. No país não há água potável, falta comida e remédios. As Entidades responsáveis pela distribuição dos donativos, principalmente, de gêneros alimentíceos estão tendo dificuldades ainda para levar aos necessitados.

A própria Organização das Nações Unidas (ONU) e a Cruz Vermelha têm pronunciado a respeito da desordem instalada na capital, Porto Príncipe. As mídias transmitiram imagens de saques, violência e disputas por produtos doados, entre outros fatos que aumenta a catástrofe instaurada após o forte terremoto do último dia 12.

Além da falta de moradia (a maioria se encontra abrigada em cabanas, tendas ou, até mesmo, dormindo nas ruas, a fome aumenta e os riscos de fuga em massa do país. Já está havendo êxodo urbano-rural, assim como entre a capital e a periferia. Sem falar da temeridade existente e já pronunciada acerca de tráfico de crianças, principalmente, daquelas que se tornaram órfãos.

O medo da ação de gangues também ronda em vários bairros nos arredores de Porto Príncipe. A insegurança já existia, antes mesmo do terremoto, mas esta passou a ser controlada pela polícia haitiana e pelos soldados da ONU, ou seja, os chamados “boinas azuis”ou “capacetes azuis” da Força da Paz, do qual o país participa. O Exército brasileiro é que comanda a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah), que foi criada em 2004.

Com o desabamento da Penitenciária Nacional ocasionado pelo forte terremoto, cerca de três a quatro mil criminosos fugiram e conseguiram se armar com os fuzis dos guardas que morreram por consequência da queda da penitenciária.

A maioria se refugiou em Cité Soleil ("Cidade do Sol"), a maior favela do Haiti, com mais de 300 mil pessoas, e antigo reduto dos milicianos. Os líderes das gangues da referida favela são considerados criminosos perigosos.

A população local está preocupada, assim como o governo, pois temem que o caos urbano, com a violência e a criminalidade em expansão desafie e dificulte as ações pacificadoras que vinham sendo promovidas pelos soldados da ONU e pelas autoridades policiais do país.





Foto ganhadora do Concurso UNICEF 2008 - Fotógrafo belga Alice Smeets

Uma menina na Favela Cité Soleil - Imagem capturada na Internet ( Wunrn.com)



Realmente, a situação do Haiti é muito crítica em todos os sentidos. Espero que as forças da natureza deem uma trégua por um período de tempo, suficiente, para que a ordem, a reconstrução do país seja viabilizada - a contendo - com a ajuda internacional, a fim de que o povo haitiano possa seguir em frente, acreditando na vida.


Fontes:

. Estadão.com.br

. Jornal O Globo (várias edições)

. Yahoo! Notícias

. WUNRN

20 de janeiro: Novo tremor de terra volta a ser registrado no Haiti




Porto Príncipe, capital do Haiti, após o terremoto do dia 12/01/2010

Imagem capturada na Internet - (Foto de Daniel Morel - Tribuna do Norte)



Outro tremor de terra foi registrado, hoje, dia 20 de janeiro, no Haiti. De acordo com a Agência de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos, o terremoto - de magnitude 5,9 graus na Escala Richter - ocorreu a 60 km a oeste da capital, Porto Príncipe, por volta das 06h da manhã (hora local).

Este aconteceu a uma profundidade de 10 km e durado cerca de dez segundos. Ainda não há informações mais precisas sobre a extensão dos danos e nem de vítimas que este novo terremoto possa ter provocado.

Sabe-se apenas que as pessoas entraram em pânico, principalmente, aquelas que se encontram acampadas nas ruas da capital do Haiti, Porto Príncipe.


Fonte: BBC Brasil


Dra. Zilda Arns Neumann: Seus olhos se fecharam, mas a sua luz continua a brilhar entre nós


Drª Zilda Arns Neumann (25/08/1934 - 12/01/2010)

Entre tantas perdas humanas identificadas, após o forte terremoto do Haiti, no último dia 12 de janeiro, uma delas tocou o coração de milhares brasileiros, principalmente, de crianças e famílias carentes que viam - através do trabalho desta grande personalidade e de toda a equipe de voluntários da Pastoral da Criança - as reais chances de terem o seu desenvolvimento assegurado e uma melhor qualidade de vida.

Estou falando da Drª Zilda Arns Neumann, que foi a Fundadora e Coordenadora Nacional da Pastoral da Criança, Organismo de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cujas diretrizes sempre estiveram voltadas para o atendimento às comunidades pobres.

Inclusive, a referida médica pediatra e sanitarista se encontrava no Haiti participando da Conferência dos Religiosos, tendo - como missão humanitária - motivar os líderes e voluntários da Pastoral da Criança no país caribenho, que trabalham com crianças, gestantes e famílias.

De acordo com as informações divulgadas nas mídias, no momento do terremoto, a Drª Zilda Arns se encontrava no interior de uma igreja, conversando com um sacerdote sobre o trabalho da Pastoral da Criança. Ela havia encerrado, minutos antes, sua palestra para cerca de 150 pessoas.

Ela não morreu em consequência de soterramento; ela foi atingida diretamente na cabeça, assim que os tremores começaram e ela tentava se proteger. Mas, acabou morrendo na hora. O sacerdote sobreviveu.

A Pastoral da Criança é uma Entidade que promove ações ligadas à saúde, nutrição, educação e cidadania, assim como também para o lado da espiritualidade de forma ecumênica.

De acordo com o site oficial da Pastoral da Criança, este se encontra presente em 4.066 municípios e 42.314 comunidades espalhados em todos os estados brasileiros.

No ano de 2004, a CNBB lhe incumbiu de uma nova missão, porém de ação análoga à Pastoral da Criança, isto é, fundar e coordenar a Pastoral da Pessoa Idosa.

Atualmante, a Entidade atende mais de 100 mil idosos, que são acompanhados, mensalmente, por 12 mil voluntários de 579 municípios de 25 estados do país.


Dados Pessoais

. Nome completo: Zilda Arns Neumann;

. Data de Nascimento: 25 de agosto de 1934;

. Morte: 12 de janeiro de 2010;

. Naturalidade: Forquilhinha, Santa Catarina;

. Pais: Gabriel Arns e Helena Steiner Arns;

(Nota: Irmã de Dom Paulo Evaristo Arns);

. Formação e Atuação: Médica pediatra e sanitarista, fundadora e coordenadora nacional da Pastoral da Criança e da {astoral da Pessoa Idosa, Organismos de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB);

. Família: Ela era viúva de Aloísio Bruno Neumann (1931-1978), com o qual teve 6 filhos, Marcelo (falecido três dias após o parto), Rubens (Médico Veterinário), Nelson (Médico), Heloísa (Psicóloga), Rogério (Administrador de Empresas) e Silvia (era Administradora de Empresas; faleceu em 2003, vítima de um acidente automobilístico). Era avó de nove netos;

. Indicação ao Prêmio Nobel da Paz: a Pastoral da Criança foi indicada pelo governo federal nos anos de 2001, 2002, 2003 e 2005. A Drª Zilda Arns foi indicada, em 2006, junto com outras 999 mulheres de todo o mundo, as quais foram selecionadas pelo Projeto 1000 Mulheres, da associação suíça 1000 Mulheres para o Prêmio Nobel da Paz.



Trechos de seu último discurso em Porto Príncipe, Haiti (12/o1/2010)

"Agradeço o honroso convite que me foi feito. Quero manifestar minha grande alegria por estar aqui com todos vocês em Porto Príncipe, no Haiti, para participar da assembleia de religiosos.
Como irmã de dois franciscanos e de três irmãs da Congregação das Irmãs Escolares de Nossa Senhora, estou muito feliz entre todos vocês. Dou graças a Deus por este momento.

Na realidade, todos nós estamos aqui, neste encontro, porque sentimos dentro de nós um forte chamado para difundir ao mundo a boa notícia de Jesus. A boa notícia, transformada em ações concretas, é luz e esperança na conquista da Paz nas famílias e nas nações. A construção da Paz começa no coração das pessoas e tem seu fundamento no amor, que tem suas raízes na gestação e na primeira infância, e se transforma em fraternidade e responsabilidade social.

A Paz é uma conquista coletiva. Tem lugar quando encorajamos as pessoas, quando promovemos os valores culturais e éticos, as atitudes e práticas da busca do bem comum, que aprendemos com nosso mestre Jesus: "Eu vim para que todos tenham vida e a tenha em abundância" (Jo 10.10).



Outro trecho...


(...) Sabemos que a força propulsora da transformação social está na prática do maior de todos os mandamentos da Lei de Deus: o Amor, expressado na solidariedade fraterna, capaz de mover montanhas."Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos" significa trabalhar pela inclusão social, fruto da Justiça; significa não ter preconceitos, aplicar nossos melhores talentos em favor da vida plena, prioritariamente daqueles que mais necessitam. Somar esforços para alcançar os objetivos, servir com humildade e misericórdia, sem perder a própria identidade.

Cremos que esta transformação social exige um investimento máximo de esforços para o desenvolvimento integral das crianças. Este desenvolvimento começa quanto a criança se encontra ainda no ventre sagrado da sua mãe. As crianças, quando estão bem cuidadas, são sementes de paz e esperança. Não existe ser humano mais perfeito, mais justo, mais solidário e sem preconceitos que as crianças.

Como os pássaros, que cuidam de seus filhos ao fazer um ninho no alto das árvores e nas montanhas, longe de predadores, ameaças e perigos, e mais perto de Deus, devemos cuidar de nossos filhos como um bem sagrado, promover o respeito a seus direitos e protegê-los".



Imagens capturadas na Internet














A vida continua, onde o exemplo foi um marco, onde as palavras sempre serviram de conforto e onde a fé foi a bandeira para compartilhar a vida com os outros. Seus olhos se fecharam, mas a sua luz continua a brilhar entre nós. Fique em Paz, Drª Zilda Arns!


Fontes de Pesquisa

. E-Biografias

. Pastoral da Criança

. Yahoo! Notícias

. Wikipedia

Haiti: O Mundo se mobiliza após o forte terremoto para a reconstrução do país

Porto Príncipe, capital do Haiti, após o forte terremoto
12 de janeiro de 2010 - Imagem capturada na Internet (Abril.com)



Em meio a tantas tragédias que vem acontecendo no mundo todo, neste início de 2010, associadas à dinâmica externa da Terra, ora “embaladas” pelas fortes chuvas, com deslizamentos de terras e enchentes ora pelos efeitos das baixas temperaturas registradas no hemisfério Norte, cuja estação do ano é o inverno... Eis que fenômenos endógenos (do interior da Terra) se manifestam em várias partes do planeta, inclusive, em nosso país, conforme mencionei em postagem anterior, com tremores de terra registrados na região Nordeste.

Todavia, a maior de todas, a mais devastadora surgiu na segunda semana de janeiro e arrasou o Haiti, país da América Central Insular, “penitenciado” por sua localização geográfica, seja por estar no caminho dos furacões e tempestades tropicais que abatem a América Central e trechos da América do Norte (México e EUA) seja por estar próximo da borda de uma placa tectônica e, com isso, ser uma região envolvida por atividades sísmicas.

E se não bastasse estas características de sua dinâmica ambiental, externas e/ou internas, para piorar, o país enfrenta uma situação caótica e bastante preocupante em virtude de uma história política marcada por ditaduras e um agravante quadro sócio-econômico que o assolou, de tal forma, que foi capaz de lhe conceder o título de o país mais pobre do continente americano.

O forte terremoto no Haiti, de magnitude 7,0 graus na escala Richter, ocorreu no último dia 12de janeiro, às 16:53h (hora local), com epicentro a 16 Km ao sudoeste da capital, Porto Príncipe, e a 10 Km de profundidade. Foi o segundo maior terremoto que a ilha Hispaniola (onde se localizam o Haiti e a República Dominicana) sofreu nos últimos dois séculos e meio (o primeiro foi em 1751).

Sua proximidade à capital do Haiti agravou mais ainda a situação, pois atingiu uma área populosa e pobre. Inclusive, em termos de moradias (construções), mas até os prédios públicos e a sede da ONU foram destruídos parcialmente ou totalmente.

De acordo, com as notícias vinculadas ao fenômeno e divulgadas nas mídias, logo após o grande tremor de terra, dois fortes abalos ocorreram, cujas magnitudes foram, respectivamente, 5,9 e 5,5 graus na escala Richter. Posteriormente, mais de 30 abalos se sucederam no período das 10 horas subsequentes.

Calcula-se que o número de mortos supere 140 mil mortos. Até o momento já foram enterrados, em covas coletivas, cerca de 70 mil vítimas.

De acordo com o geofísico João Willy Rosa da Universidade de Brasília (UnB), o referido terremoto liberou uma energia equivalente a 18 bilhões de toneladas de TNT, semelhante à explosão de mais de 30 bombas atômicas (Globo.com).

Ilha Hispaniola (Haiti e República Dominicana) - América Central Insular

Imagem capturada na Internet



O Haiti se encontra localizado na porção oeste da ilha Hispaniola (a porção leste é ocupada pela República Dominicana). A América Central Insular faz parte as Placa do Caribe, que é vizinha das placas Cocos, Sul-Americana e Norte-Americana.


Disposição mundial das placas tectônicas - Imagem capturada na Internet (Google)


Detalhe da Placa do Caribe, sobre a qual se encontra o Haiti

Imagem reproduzida no Adobe Photoshop



A ilha Hispaniola é o ponto de convergência, isto é, de encontro entre as Placas do Caribe com a Norte-Americana, cujo movimento se dá por deslizamento lateral (a placa da América do Norte se movimenta em direção leste-oeste, enquanto a placa do Caribe se movimenta em direção oposta). O ritmo médio do deslizamento lateral entre as placas tem sido na ordem de 8 milímetros por ano.




Movimento das Placas por deslizamento lateral

Imagem capturada na Internet (Apolo11.com)



Além deste movimento entre as duas placas, há um sistema de falhas no país, composto pela falha Setentrional, ao norte, e pela falha Enriquillo-Plaintain Cargen, ao sul do Haiti. Esta última se estende da República Dominicana à Jamaica e foi a responsável, direta, pelo terremoto no Haiti, ocorrido no dia 12 de janeiro.

A falha Enriquillo-Plaintain Cargen é, em grande parte do seu comprimento, firmemente travada e, ao mesmo tempo, submetida a uma forte tensão. Por isso, segundo os especialistas, fratura-se substancialmente mais ou menos a cada século.

Segundo dados da Faculdade de Geociências da Universidade do Texas (EUA), o padrão de rupturas na referida falha segue uma progressão no sentido leste-oeste, com registros de terremotos em 1751 na Ilha Hispaniola (República Dominicana) e, em 1907, em Kingston, capital da Jamaica.

O epicentro do terremoto do Haiti, situado a 15 Km da capital do Haiti (Porto Príncipe) e a 10 Km de profundidade se situou a apenas 3 Km da referida falha.



Registro das ondas sísmicas - Terremoto - Haiti 12/01/2010

Embora, terremotos de origem tectônica sejam difíceis de serem previstos, em março de 2008, durante a 18ª Conferência de Geologia Caribenha, realizada em Santo Domingo, na República Dominicana, o pesquisador Paul Mann, do Instituto de Geofísica da Universidade do Texas (EUA) e mais quatro especialistas apresentaram um relatório acerca de um estudo realizado ao longo da linha da falha Enriquillo-Plantain Garden.

De acordo com os dados obtidos na pesquisa - realizada em 2004 e publicada no Journal of Geophysical Research, estes afirmaram que a referida falha, localizada ao sul da ilha, poderia representar um grande risco sísmico.

Além destes dados, Mann e sua equipe constataram que há um grande risco de novos tremores de terra ao longo da zona de falha Setentrional, que percorre o Vale do Cibao, no norte da República Dominicana. Ou seja, a região apresenta uma grande atividade sísmica, podendo ser considerada "uma das área sísmicas mais ativas do mundo" – de acordo com Jian Lin (Instituto de Geologia de Massachusetts/EUA) e um dos geólogos da equipe de pesquisa de Paul Mann.


Imagens de Porto Príncipe (Haiti) após o terremoto (12/01/2010) - Todas capturadas na Internet


Fonte: Google



Fonte: Abril.com




Fonte: Abril.com





Fonte: Abril.com





Fonte: Abril.com






Fonte: Abril.com






Fonte: AFP - Revista Veja


Fonte: G1 (Globo.com)






Ajuda brasileira ao Haiti - Fonte: Abril.com






Ajuda do governo Chinês ao Haiti - Fonte: Abril.com




Fontes Complementares de Pesquisa

. Ambientebrasil

. Estadão.com.br

. G1 - Globo.com

. Veja.com