segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Mensagem de Ano Novo



Imagem capturada na Internet (Fonte: Alienado.net)


Faltam poucos dias para o início de 2011 e as expectativas são grandes. Sem falar das promessas de mudanças...

E é justamente, neste período, que refletimos sobre o ano que se acaba e no nosso projeto de vida para o próximo. Fazemos uma faxina geral em casa e em nossa cabeça. Muitos conseguem dispor cada coisa no seu lugar e realizar uma limpeza geral, mas alguns amontoam e escondem a sujeira por debaixo do tapete. Outro grupo se limitam a adiar a limpeza, mantendo-se procrastinador como sempre.

A reflexão se faz necessária, quando a prática é a certeza da nossa mudança. Pensemos nisso!

E, sob este contexto, escolhi uma mensagem especial... Feliz Ano Novo a todos os meus seguidores, amigos e familiares.



Reverência ao Destino
Carlos Drummond de Andrade



Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.

Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.


Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias.

Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.


Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.

Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.


Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação.

Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Ou ter coragem pra fazer.


Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.

Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende. E é assim que perdemos pessoas especiais.


Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.

Difícil é mentir para o nosso coração.


Fácil é ver o que queremos enxergar.

Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto. Admitir que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil.


Fácil é dizer "oi" ou "como vai?"

Difícil é dizer "adeus". Principalmente quando somos culpados pela partida de alguém de nossas vidas...


Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.

Difícil é sentir a energia que é transmitida. Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa.


Fácil é querer ser amado.

Difícil é amar completamente só. Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. Amar e se entregar. E aprender a dar valor somente a quem te ama.


Fácil é ouvir a música que toca.

Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.


Fácil é ditar regras.

Difícil é seguí-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.


Fácil é perguntar o que deseja saber.

Difícil é estar preparado para escutar esta resposta. Ou querer entender a resposta.


Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.

Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.


Fácil é dar um beijo.

Difícil é entregar a alma. Sinceramente, por inteiro.


Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.

Difícil é entender que pouquíssimas delas vão te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.


Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.

Difícil é ocupar o coração de alguém. Saber que se é realmente amado.


Fácil é sonhar todas as noites.

Difícil é lutar por um sonho.


Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata.

domingo, 26 de dezembro de 2010

25 de Dezembro: Natal




Imagem do meu acervo particular
 (parte do presépio exposto na Basílica de Nossa Senhora da Aparecida, Aparecida do Norte, São Paulo/2010)



Véspera de Natal (24 de dezembro)...

Reunião mais familiar, troca de presentes, ceia natalina, comida farta.

Dia de Natal (25 de dezembro)...

Grande expectativa das crianças quanto aos presentes do Papai Noel, almoço em família, comida farta.


Seria mais original, se tudo isso fosse movido pelo verdadeiro espírito natalino, onde o acolhimento, a confraternização, o amor, a união, o perdão e a solidariedade se manifestassem não só em pensamento, mas – sobretudo - nas atitudes humanas.

E, mais ainda, que estes valores humanos permanecessem ativos, dia após dia, até a chegada do próximo Natal. Só assim, poderíamos afirmar que o nascimento de Jesus de Nazaré faz sentido em nossas vidas e, principalmente, o que isto significa em termos de crença cristã.

Diferentemente do poder do markenting que induz o consumo, neste período, são os sentimentos que deveriam renovar as nossas relações interpessoais e energias.

Diferentemente do poder do consumo, neste período, que enchem as lojas e levam multidões de pessoas aos shopping centers, o Natal é o momento de reflexão, de perdoar e de ser solidário.

E.E.E.S. Clóvis Beviláqua: Fim do ano letivo de 2010 - Parte II

Estou há tempo para postar as imagens da última festa de confraternização dos alunos da E.E.E.S. Clóvis Beviláqua.

Apesar de todos os problemas que tivemos, neste ano, como a falta de um Diretor, o fim de uma turma (o que acabou nos obrigando a complementar a carga horária em outra unidade escolar) e a evasão de alguns alunos, os que permaneceram - até o fim do ano - se empenharam e venceram mais uma etapa da vida.

Algumas turmas resolveram promover um encontro festivo a fim de reunir e confraternizar com o grupo todo e os profissionais da escola, tal como fez a Turma 801 no dia 10 deste mês.

No dia 13 de dezembro (2ª feira) foi a vez da turma 701 realizar a festa de confraternização. Alguns alunos das turmas 901 e 902, também, participaram.

Houve até o chamado Amigo Oculto entre os alunos da turma 701, no qual eu também participei. A minha amiga oculta foi a aluna Núbia Regina do Nascimento Oliveira e quem me tirou foi a aluna Damiana Maria da Conceição. Outros professores também participaram.

Vejamos alguns momentos da festa de confraternização...



 As alunas da Turma 701 e a professora Renata (Língua Portuguesa)





Eu com o grupo das alunas




 A minha amiga oculta (aluna Núbia Regina)




 Professor André (Artes) e o grupo de alunas




 Alguns alunos presentes (da esquerda para direita: Eduardo e André da turma 701; Antonio, Gilso e Erivalter da turma 901 e Frederico da turma 601)




Alunos da turma 901 (da esquerda para direita, Antonio, Gilson e Erivalter)



 Os alunos Bruna e Dennis (Turma 902)




Da esquerda para direita, os alunos Lúcia, Erivalter e Priscila (Turma 901)



A troca de presentes (alguns registros)

A aluna Cristiane Quelis



A minha amiga oculta, aluna Núbia Regina



O aluno André recebeu da colega Valéria




A aluna Damiana recebeu da colega Núbia







Profº André recebeu do aluno Eduardo





Profª Renata recebeu do aluno André

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

E.E.E.S. Clóvis Beviláqua: Fim do ano letivo de 2010 - Parte I

Prometi a alguns alunos da turma 601 da E.E.E.S. Clóvis Beviláqua que iria postar algo sobre a festa de confraternização deles, realizada na última 6ª feira (10/12).

Eu não pude participar, embora tivesse dois tempos de aula com eles, porque tive que aplicar a Segunda chamada da última prova para os alunos da mesma turma, que faltaram. E, depois, eu tive aula com a turma 601.

Eu fiquei na sala da turma 601, cujos alunos também realizaram Atividade Dirigida no tempo de aula. Só no final da festa é que eu pude registrar algumas imagens dos alunos e, assim mesmo, na porta da sala da turma 601.o poderia deixar de registrar, aqui, o quanto este semestre foi mais "tranquilo" na E.E.E.S. Clóvis Beviláqua, tendo em vista que no primeiro tivemos alguns problemas indisciplinares com muitos adolescentes.

Tivemos algumas ocorrências, mas não resta dúvida, que o semestre foi bem mais calmo que o anterior.

Hoje, 13/12, os alunos que faltaram no dia de alguma prova e/ou atividade dirigida irão fazer a segunda chamada, enquanto os demais receberão os trabalhos e atividades.














domingo, 12 de dezembro de 2010

II Arrecadação da Campanha de Solidariedade 2010: Resultado Final

Alunos responsáveis pela nova triagem e contagem final 
Da esquerda para direita, Lucas Melo e sua irmã Eduarda, Thaynara, Raquel e Mateus



Na semana retrasada, no dia 02/12 (5ª feira), eu, os alunos Lucas Melo, Thaynara e Raquel da turma 1901 e, Matheus, um aluno voluntário da turma 1703, fizemos o levantamento final (ou quase final) da II arrecadação da Campanha de Solidariedade.  

Foram realizadas duas contagens, uma antes do Dia D da Campanha (12/11) e esta, no final da Campanha (02/12). Eu usei a expressão "ou quase final", porque após o encerramento, nós continuamos a receber doações. 

Recebemos, inclusive, de um aluno da minha escola noturna (E.E.E.S. Clóvis Beviláqua), Marsuel Pedro Ribeiro, que ficou sensibilizado com as atitudes da turma 1901 e, nesta última 6ª feira (10/12), entregou-me 20 gelatinas. Achei super legal da parte dele, compartilhar ações solidárias com a outra Unidade Escolar. 

Pois bem, vejamos os totais arrecadados:


. PERÍODO: 13 de outubro a 10 de novembro


. GELATINAS EM PÓ

. 633 unidades (cor vermelha);

. 07 unidades de diversos sabores.



LEITE EM PÓ INTEGRAL

. 43 unidades



. PERÍODO: 12 de novembro (Dia D da Campanha de Solidariedade).


. GELATINAS EM PÓ


. 633 unidades + 315 =  948 gelatinas (cor vermelha);

. 07 unidades de diversos sabores.


. LEITE EM PÓ INTEGRAL

. 43 unidades + 109 = 152 unidades de leite em pó 






. PERÍODO02 de dezembro



. GELATINAS EM PÓ

. 1.289 unidades (cor vermelha)

. 07 unidades de diversos sabores.


Além destes produtos foram doados:

. 11 unidades de gelatina de diversos sabores;

. 02 caixas de pudim (sendo 1 diet);

. 1 gelatina Zero Açúcar 


. LEITE EM PÓ INTEGRAL


170 unidades (400 gr/ sendo 07 latas);

. 7 unidades (200 gr).


Além destes produtos foram doados:

. 04 Compostos Lácteo (400 gr);

. 02 Composto Lácteo (200 gr);

. 01 lata de Soymilke - Alimento com soja (230 gr);

. 01 Mingau de arroz com banana e maçã (230 gr). 



Este quantitativo corresponde a apuração realizada no dia 02 de dezembro. Com as doações posteriores a esta data, as quais contabilizaram 41 gelatinas, o total de gelatinas passa a ser na ordem de:

1.330 unidades de gelatinas vermelhas.

Superamos a meta de 1.000 gelatinas e de 100 unidades de leite em pó. Temos consciência que a nossa meta poderia ser bem maior, tendo em vista que são duas Instituições, mas o pouco que conseguimos já faz uma grande diferença.

A nossa missão não está concluída, pois a entrega está na dependência da disponibilidade de carros e, como muitos sabem, semana passada e esta, agora, demanda atividades ligadas ao encerramento do ano letivo, com a divulgação dos resultados finais da Recuperação e da Segunda Época, a formatura do nono ano, o segundo Conselho de Classe, entre outros.

Espero finalizar tudo até 4ª feira que vem (15/12). Amanhã, vou levar o documento de autorizações aos responsáveis para ser entregue aos alunos.


Imagens tiradas no refeitório da escola:
























terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Dica de Site: Desenhos para Colorir




Apesar de estarmos praticamente encerrando o ano letivo de 2010 (só faltam alguns dias para o recesso escolar), não poderia deixar de dar esta dica de site para colorir.

Eu adoro imagem em preto e branco, não com a intenção de colorir, mas eu acho muito bonita até a fotografia em BP.

Na postagem anterior, eu utilizei uma imagem capturada de um site interessante, voltado para colorir. Encontrei durante a minha busca de imagens para ilustrar o referido post e, com certeza, este merece ser mencionado como dica

Ele é muito interessante e tem imagens diversas, todas ricas em detalhes. E, como eu destaco, há também na área de Geografia (bandeiras, paisagens, povos etc.).

Vale a pena conferir. Acesse-o AQUI!





Final de Ano: Momento de reflexão quanto aos erros e acertos



Imagem capturada na Internet (Fonte: Coloriages_Educol)



Como já havia comentado com algumas pessoas, inclusive, neste espaço, estive ocupada com as últimas correções de provas e trabalhos, com os lançamentos das médias e da frequência nas planilhas da escola, bem como a atualização dos diários.

Tive também Conselho de Classe na última quarta feira (o1/12) e, nas outras duas escolas estaduais ainda terei, uma será amanhã (Ensino Médio) e a outra, noturno, na semana que vem.

Os alunos da rede municipal souberam do resultado final na quinta feira passada e, mais uma vez, um fato me chamou a atenção: muitos alunos não acompanham a evolução (ou retrocesso) do seu desempenho escolar. 

É evidente que não são todos, mas um grupo significativo demonstra total descaso com o seu processo educativo e, em razão disso, o resultado final - já previsível - parece ser algo inesperado para ele.

Pode até ser que muitos utilizem a arte de interpretação para passar uma imagem de "desfavorecido de causas desconhecidas", mas todos já sabiam das consequências quanto à manutenção de uma postura descomprissada com a educação e, pior, com o seu processo de ensino-aprendizagem.

Não quero entrar em discussão sobre os fatores que implicam no sucesso e/ou insucesso escolar. Alguns consideram que os fatores internos são os únicos responsáveis, outros acreditam que são os externos e há, ainda, um terceiro grupo que avalia e credita em ambos a responsabilidade por tais processos.

Eu concordo com o terceiro grupo.

Tanto aluno com desempenho baixo quanto o outro, classificado como um dos melhores da sala de aula, não souberam dar uma resposta coerente quanto ao seu respectivo desempenho escolar. Ambos, após serem indagados, responderam que “achavam” que iriam passar de ano.

A maioria, no entanto, tem noção e observa atenta sua própria evolução. Eu já avisei às turmas, que no próximo ano, cada aluno vai confeccionar um gráfico de colunas para acompanhar o seu desempenho bimestral na minha matéria, sendo possível visualizar ao final do primeiro semestre se este evoluiu ou regrediu.

A partir desta análise, ele percebe a necessidade eminente de ter de se empenhar mais e projetar estratégias capazes de assegurar sua ascendência na disciplina (participação mais ativa, evitar conversas paralelas, tirar as dúvidas com o professor, a realização das atividades, estudos em grupo, leituras complementares, entre outros).

Exemplo do uso de gráfico. As cores podem ser variadas ou de acordo com o azul (nota igual e superior a média) e vermelha (abaixo da média).