segunda-feira, 2 de maio de 2011

A Rede Terrorista Al Qaeda perde o seu líder: Osama bin Laden morreu!

Osama bin Laden (Imagem capturada na Internet - Fonte: Folha.com)


 Hoje, não houve uma sala de aula que eu entrasse, que a notícia comentada por um ou mais alunos era: Osama bin Laden morreu.

Até pela manhã, em casa, estando já acordada desde 5h30, a primeira frase que o meu marido expressou foi “Marli, Obama Bin Laden morreu”. Eu pensei até em responder: “Bom dia para você também”, mas a minha surpresa com a notícia inesperada foi muito grande, que achei melhor nem brincar.

Na verdade, o líder da rede terrorista Al Qaeda, foi morto com um tiro em uma operação militar conduzida pelos EUA, em sua mansão, localizada na cidade de Abbottabad (Paquistão).

Além de Osama bin Laden foram mortos um de seus filhos, uma mulher e dois homens.

Apesar de sua morte representar uma “vitória” para o mundo ocidental, em especial, para os EUA e os parentes das vítimas do maior ataque terrorista protagonizado em solo estadunidense, em 11 de setembro de 2001, sob o seu comando (rede terrorista Al Qaeda), a sua morte não encerra de vez o impasse criado nas relações de ambos os lados.

Alguns analistas, inclusive, cogitam que ele pode ser tornar mais perigoso morto do que em vida? Até porque, o inimigo número dos EUA assegurou que não seria capturado vivo (como não foi) e, também, que inúmeros seguidores abraçariam a sua causa após sua morte, ou seja, ele sugeriu que represálias acontecerão.

Resta saber se estas acontecerão mesmo; se em curto, médio ou longo prazo e, ainda, contra o território estadunidense ou às forças americanas no Afeganistão ou a ambos.

Não restam dúvidas que a insegurança e o temor de uma ação terrorista vão coexistir, tirando a tranquilidade das autoridades e da população estadunidense.

Nenhum descuido será mais aceito... Alerta máximo, mesmo estando Osama bin Laden morto. Agora, mais do que nunca!

Como eu falei, hoje, em sala de aula, a maior ameaça hoje, em dia, são os terroristas que se encontram espalhados pelo mundo todo.

Se haverá um futuro para a rede terrorista Al Qaeda, as opiniões se divergem, mas ao que tudo indica, o forte candidato a assumir o controle, a liderança da organização é um médico egípcio, que era considerado o braço direito de bin Laden: Ayman Al-Zawahri.

Segundo as notícias vinculadas ao médico, este estaria escondido nas montanhas, na faixa fronteiriça entre o Paquistão e o Afeganistão.

A história parece não ter fim!


Fontes de Consulta

. Folha.com (várias edições)

. Opinião e Notícias

6 comentários:

Pedro H. M. Gonçalves T:1901 disse...

FInalmente esse homem morreu, homem não e sim um covarde!
Fiquei sabendo (não sei se é verdade) q fez sua própria esposa de escudo, e não só isso torna ele um covarde matou também milhares de pessoas inocentes e afirmou que "todos os americanos devem morrer".

Não é o fim mais o início do combate contra os terroristas.

Agora basta precaver para q os terroristas não queiram vingar a morte de Osama!

Gisele Guedes 1903 disse...

- Nossa Prof fiqueii tãosurpres quanto a senhora,quando soube que Osama estariamorto.Fiqueii sabendo por um colega de classe que ele havia sido morto em sua própria casa,nem acreditei muito, pois ja não era a primeira vez que tinha escutado isso.Mas quando cheguei em casa todos os jornais falavam da mesma coisa: a morte de Osama bin Laden, na mesma hora um sentimento de alívio percorru todo o meu corpo como se algo tivesse saído de mim,rs, é até engraçado mas foi esse o meu sentimento.Na minha opinião foii muiio melhor do que ele ser preso.Aquele homem covarde até o último momento de sua vida,como diziam os jornais americanos, com certeza está tento a maior punição de todas.
Prof, fiqueii sabendo que seu pai seria multimilhonário é verdade ? Se foor,bom, nãão vejoo motivo alguum pra tamanha crueldade.

Marcia Benaduce disse...

Professora:
Devemos ter cuidado ao analisar essa questão. Há muitos lados a considerar e não podemos repassar a nossos alunos opiniões apressadas nem repetir o discurso das grandes redes de notícias (Reuters, CNN, BBC e afins). Há que se considerar, principalmente, o papel dos Estados Unidos como "xerife" do mundo, invadindo países para caçar seus inimigos (antigos aliados) e executando-os sumariamente, sem o devido julgamento. Há muitas perguntas sem resposta, ou para as quais sabemos a resposta mas não admitimos. Por que os estadunidenses levaram tanto tempo para "achar" bin Laden? Por que o "acharam" justo nas vésperas de uma nova campanha eleitoral para a reeleição de um presidente desprestigiado? Por que o corpo do "terrorista sanguinário" não apareceu? Será que o cadáver está no mesmo lugar que estavam as armas de destruição em massa de Saddam? Pense, cara colega, antes de temer represálias de uma onipresente ameaça terrorista e despertar em seus alunos sentimentos semelhantes.

Marli Vieira de Oliveira disse...

Marcia Benaduce,

Obrigada por sua contribuição. Eu concordo com a sua opinião e, realmente, nem sempre o pano de fundo é o mesmo que alegam ser. Até mesmo porque, a imagem que eles querem passar é outra.

Mas, com relação à notícia sob a ótica das ações terroristas não há o que contestar, pois os fatos falam por si só.

Em nenhum momento, neste espaço, defendo ou fiz menção de defender os EUA, até porque a sua (im) posição é algo bastante polêmico e contestável.

Embasado ou não sob uma conjuntura histórica, de represália a intervenção de um Estado sobre o outro, atentados terroristas representam violência, mortes de inocentes e perigo latente, já que este pode ocorrer em qualquer momento e lugar.

E, como eu mesma citei, o temor vai coexistir sempre, pois o impasse e as relações estão longe de serem remediadas tanto de um lado quanto do outro. E diante com o mundo globalizado não há como negar ou considerar o terrorismo como algo justificável, seja por qualquer ótica racional.

Obrigada por seu comentário e pelo “toque” da influência do nosso discurso sobre algum tema, mas realmente a minha intenção (e acredito que tenha ficado claro no post) não foi enaltecer a ação militar dos EUA sobre um indivíduo especial, mas o que sua morte representa para a rede terrorista (ou possa representar), para os EUA e para o mundo.

Abraços,

C@MIL@ disse...

Já estava na hora dele morrer !!
Mas agora o cuidado tem que ser maior para que ninguém fique como sucessor dele.
Tomara que isso tudo acabe logo, onde essas pessoas vão parar ??

Gibroh disse...

As sociedades secretas que residem nos estados unidos quem criou o atentado e colocou a culpa no bode espiatorio do Bin Laden para justificar através da midia de massa a invasão dos paises produtores de petroleo.Esta ação é apenas um preparatório no qual Hitler tambem tentou antes de fazer a uma guerra global.O governo oculto que opera nos EUA tem em meta: um exterminio global de pessoas que eles consideram não ser da que eles crêem seja "RAÇA".Simplicando:
O governo dos EUA é RACISTA (NAZI-SIONISTA); esta preparando algo estranho.Pesquisem no google sobre FEMA CAMPS ou FEMA COFFINS.