domingo, 12 de junho de 2011

Efeito em Cascata nas montadoras Honda e Toyota, em São Paulo: Demissões e paralisações nas linhas de montagem


                                      Imagem capturada na Internet (Fonte: Sindicacau)


Terremoto no Japão, demissões no Brasil. O que um fato tem a ver com outro? Qual a relação entre eles?

Se alguém considerou que o desastre natural, lá no extremo oriente asiático não tem nada a ver com o desemprego em nosso país, sobretudo, no estado de São Paulo está totalmente equivocado. Há uma associação sim.

A ligação entre ambas as situações se encontra sob o efeito da globalização. Mais precisamente relacionada a um dos seus aspectos, isto é, no que diz respeito à integração e interdependência dos mercados mundiais com a expansão das empresas multinacionais.

Neste caso, em particular, estou me referindo às multinacionais japonesas Toyota e Honda, que foram afetadas diretamente pelo terremoto seguido por tsunami que devastaram a região nordeste do Japão, em março passado.

Eu já havia comentado a respeito disso na postagem do dia 30 de abril (Aldeia Global e seu Efeito em Cascata), mas – na época – só eram cogitadas medidas paliativas para lidar com os problemas na importação de autopeças da matriz, de ambas as empresas, no Japão.

O que as montadoras têm trabalhado é com as peças de estoque, pois não há como repô-las uma vez que as importações da matriz japonesa estão suspensas.

No entanto, as demissões aconteceram... Só a Honda demitiu, em maio, 400 funcionários e, no início deste mês, a mesma já comunicou que a montadora de Sumaré (SP) passará a operar em dois turnos de trabalho (antes eram em três turnos) e que 800 funcionários irão trabalhar sob regime de rodízio de licença remunerada até o final do ano (dezembro).

A montadora da Toyota em Indaiatuba (SP), por sua vez, vem aplicando interrupção diária de produção (paralisação). As paralisações aconteceram nos dias 25 de abril, 06 e 20 de maio e, está previsto um quarto dia para este mês (junho), não divulgado ainda.

É o efeito em cascata do fenômeno da Globalização... No mundo cada vez mais globalizado, quando surge uma crise ou um problema em uma das partes envolvidas, todos os envolvidos na rede acabam sendo afetados.

Neste caso específico, compromete não só as relações entre a Matriz e suas respectivas filiais, espalhadas em diferentes países, em sua linha de produção mas, também, o comércio, o emprego, a renda familiar.

Fonte: Jornal O Globo impresso (diversas edições)

Um comentário:

Anônimo disse...

ACHEI DE GRANDE UTILIDADE ESSE TEXTO. :)