domingo, 14 de abril de 2013

Conceitos Básicos de Geografia - Parte II


. SOCIEDADE: Grupo de indivíduos (ou animais) que vive em um determinado espaço geográfico e que segue certas regras. Exemplos: sociedades das abelhas, das formigas, humana etc.
 
O termo Sociedade pode ser empregado sob dois sentidos:
Sociedade Humana (engloba toda a humanidade);
Sociedade Específica (referindo-se a determinados grupos humanos, como por exemplo: a sociedade indígena dos ianomâmis, a sociedade brasileira etc.).
 
. POVO: Grupo de pessoas que falam a mesma língua e possuem as mesmas tradições. Exemplos: o povo brasileiro, o povo judeu, o povo cigano etc.
 
O povo não precisa, necessariamente, ter um território próprio. Alguns povos são nômades, ou seja, se deslocam constantemente e não têm residência fixa, como - por exemplo - o povo cigano.
 
Outros povos, no entanto, embora sedentários (têm residência fixa), não possuem territórios próprios, vivendo em regiões dentro de um país formado por outro povo (ou outros povos). Exemplos: os Mongóis (norte da China); os Tibetanos (sudoeste da China); os Curdos (vivem espalhados no Iraque, Irã e Turquia) e os Bascos (entre a Espanha e França). Estes povos almejam ter territórios próprios, mas vivem sob o domínio de outros povos.
 
. NAÇÃO: A palavra Nação pode ser usada sob dois sentidos:
- Nação = Povo (Conjunto de pessoas com a mesma língua e tradições);
- Nação = País ou Estado-Nação.

. PAÍS: Consiste em um território que é próprio de um povo (ou povos), tendo um governo, leis próprias, instituições políticas e administrativas que o representa.
 
.TERRITÓRIO: Base física sobre a qual um Estado exerce a sua soberania. O território é constituído pelo solo continental e/ou insular, os espaços aéreo e marítimo. O território pode ser contíguo ou fragmentado.
 
Exemplo de território fragmentado é o dos EUA, que tem 48 estados contíguos e dois separados (o Alasca e o Havaí)
 
 

Imagem capturada na Internet (Fonte: Guia Geográfico)
 

O território é delimitado por fronteiras políticas, as quais podem ser naturais ou artificiais.
 
 
. FRONTEIRAS: faixas que delimitam ou separam lugares, territórios e, consequentemente, separam povos, culturas distintas.
 
Os limites são as linhas divisórias entre as fronteiras de dois territórios. Os limites das fronteiras políticas (que separam Estados-Nações) podem ser naturais (um rio, uma cordilheira etc.) ou podem ser artificiais (traçadas pelo homem ao longo dos séculos).
 
As fronteiras políticas podem ser classificadas em:
- Fronteiras efetivas: seus limites são reconhecidos internacionalmente.
   Exemplo: as fronteiras do Brasil com os países vizinhos da América do Sul (exceto Chile eo Equador).
 
- Fronteiras em litígio: existe um limite territorial, mas não há um acordo sobre o mesmo.
    Exemplos: as fronteiras entre a Venezuela e a Guiana, como também entre a Guiana e o Suriname.

- Fronteiras indefinidas: não há demarcação clara e nem fixa entre os limites dos territórios (marcam apenas áreas próximas).
   Exemplo: fronteira entre o Iêmen e a Arábia Saudita

OBS. Outros exemplos de fronteiras:

. Fronteiras supranacionais: Com a expansão do capitalismo financeiro e o fenômeno da globalização criou-se este tipo de fronteira, que delimita a área territorial de entidades supranacionais, como os blocos econômicos (União Europeia, o Mercosul, o Nafta etc.).

 

Mercado do Sul (MERCOSUL) 
Imagem capturada na Internet (Fonte: Estudo Prático)
 
 

Nafta - Tratado Norte-americano de Livre Comércio
Imagem capturada na Internet (Fonte: Sua Pesquisa) 
 
. Fronteiras Geopolíticas: Cortina de Ferro, Muro de Berlim etc.

 Muro de Berlim
Imagem capturada na Internet (Fonte: Projetos de Aprendizagem Mestre Marçal)



Fontes de Consulta:

. Diversos materiais didáticos (particulares) 

Um comentário:

Unknown disse...

Adoreii professora,é ótimo para fazer pesquisas até mesmo sobre outras matéias!