sábado, 29 de novembro de 2014

Dica: Mestrado em Geografia


Repassando uma informação compartilhada, por uma colega do Curso de Especialização em Cartografia, Geotecnologias e Meio Ambiente no Ensino (CECIERJ/UFF), a quem se interessar...
 
 
 

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

20 de novembro: Dia Nacional da Consciência Negra


Pintura que retrata o herói nacional Zumbi dos Palmares 
Imagem capturada na Internet (Fonte: Terra/Notícias)
(Foto: Wikimedia Foundations/Reprodução)



Hoje, comemora-se o Dia Nacional da Consciência Negra, em 1.046 cidades brasileiras, em tributo a Zumbi e ao Quilombo dos Palmares, respectivamente, nomes do líder e do maior quilombo do Brasil colonial, localizado na Serra da Barriga, na antiga Capitania de Pernambuco e, que hoje faz parte do município União dos Palmares, no estado de Alagoas.

 
A data se refere ao dia de sua morte, ocorrida em 20 de novembro de 1695. A ideia de escolher uma data comemorativa específica remonta o início dos anos 70 (Século XX), quando um grupo de seis pessoas, engajado no movimento negro, em Porto Alegre (Rio Grande do Sul), resolveu homenagear a luta da comunidade negra brasileira.
 
Esta, por sua vez, se encontrava insatisfeita com a data 13 de maio, na qual se comemora a Abolição dos Escravos, cuja lei fora assinada, em 1888, pela Princesa Isabel.
 
A sugestão foi do militante do grupo, o poeta e professor, Oliveira Silveira, que julgava que esta nova data teria maior expressividade para a comunidade negra brasileira.
 
A data comemorativa foi incluída no Calendário Escolar em território nacional em 2003, mas somente em 2011, a mesma foi oficializada como Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra (Lei 12.519).

Hoje, a data é feriado oficial em 1.046 cidades brasileiras.
 
O líder quilombola, Zumbi de Palmares é considerado herói nacional, constando no chamado "livro de aço", o "Livro dos Heróis e das heroínas da Pátria”, o qual é guardado no Panteão da Pátria Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes em Brasília.
 
Para saber mais sobre este tema, o Blog tem outras postagens pertinentes à data e à vida do líder Zumbi de Palmares. 

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Atividade Dirigida: Conceito de Meio Ambiente


Imagem capturada na Internet (Fonte: Blog.Luz.VC)

Tal como havia prometido aos alunos, vou tentar atualizar as postagens e, para começar, vou iniciar com a proposta de leitura imagética articulada ao conceito de Meio Ambiente, tópico do Currículo Mínimo do 4о bimestre da 1ª Série (Questão Ambiental).
 
Esta atividade, na verdade, serve como um teste de sondagem acerca do conceito de Meio Ambiente apreendidos pelos alunos à partir da análise e leitura de diversas imagens, as quais retratavam tanto paisagens naturais (aquelas onde predominam elementos da natureza) quanto paisagens culturais ou geográficas (configuradas pelo predomínio de elementos artificiais sob intervenção antrópica).
 
A referida atividade e sua posterior discussão requer um período de tempo amplo, pois à partir da análise das diversas imagens, disponibilizadas em cima de mesas, da opção do aluno, de acordo com a sua concepção, da imagem que melhor represente a definição de “Meio Ambiente”, este deve ainda justificar a sua escolha para a turma.

O objetivo desta atividade é avaliar se a concepção sobre meio ambiente da turma se baseia em uma ótica naturalista ou sob uma visão sistêmica, levando em consideração o espaço do homem.
 
Embora, alguns alunos não tenham levado a atividade proposta com a devida seriedade, a explanação de muitos quanto foi bem interessante (eu anotei todas) e alguns alunos permitiram o registro fotográfico.
 
As imagens não saíram boas, pois como havia esquecido a máquina digital, utilizei o celular.
 
Aluna  Andressa da Costa

Aluna Bianca Costa

Aluno Felipe Riqueza

Aluna Joyce Machado
 
Aluno Lucas Ribeiro

 Aluna Manuella Barbosa
 
Pela escolha da maioria dos alunos e em face de suas respectivas justificativas, mais uma vez, pude observar que os mesmos possuem uma visão naturalista e romântica de conceber o meio ambiente (sinônimo de paisagem natural, sem a interferência antrópica). As imagens mais escolhidas foram:

14%

10%
 
10%
 
10%
 
 
 8%
 

8%

8%

Os 32% restante optou por imagens diferentes. Segue, abaixo, algumas justificativas citadas pelos alunos (sem a identificação dos mesmos):
 
- "Porque o conceito de Meio Ambiente é tudo que a natureza cria e pode ser por ela modificada" (Pôr do Sol);

- "Porque ela é bonita, limpa e tem flores" (praça com jardim florido); 

- " Porque é a que mais lembra o Meio Ambiente" (Floresta fechada, densa);

- " Porque tem água, Sol e mato" (Pôr do Sol);

- "Porque eu gosto de praia" (Fernando de Noronha);

- "Porque mostra o desmatamento e, também, o boi, que representa o Meio Ambiente" (área de pasto);

-  " Porque Meio Ambiente é água e mato" (Rio encaixado em área florestal);

- "Porque tem a urbanização e a natureza" (Calçadão de Copacabana);

- "Porque é difícil a gente ver uma imagem assim, com verde e bonita, porque onde eu ando só vejo casas" (Rio encaixado em área florestal/grifo meu, pois o aluno citou uma característica do nosso ambiente, mas sem associá-la ao conceito);

- "Porque Meio Ambiente não é só floresta, é tudo onde a gente convive" (Paris à noite)";

- "Todas expressam o conceito de Meio Ambiente, mas essas três não, com construções e nem com o homem morrendo" (o aluno até começou bem, mas...).

domingo, 9 de novembro de 2014

ENEM 2014: O Caminho entre o Sonho e a Conquista de Vaga ao Ensino Superior



Imagem capturada na Internet (Fonte: Blog do Enem) 

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) deste ano (2014) teve início ontem, com as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Biologia, Física e Química) e de Ciências Humanas e suas Tecnologias (Filosofia, Geografia, História e Sociologia).
 
Ao todo, segundo dados divulgados nos principais meios de comunicação, mais de 8,7 milhões de pessoas se inscreveram para as provas deste ano, na esperança de obter pontos para ingressar no Ensino Superior, tanto na rede pública (a mais almejada) quanto privada.
 
De acordo com as últimas notícias acerca do dia de ontem, muitos estudantes perderam a prova em decorrência do atraso, como sempre acontece, anualmente, e o motivo apontado pela maioria foi o congestionamento do trânsito.
 
Eu mesmo posso assegurar que este foi um dos motivos, pois minha filha é candidata e está realizando as provas no Centro Tecnológico (CT) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o congestionamento era grande na Ilha do Fundão devido ao número excessivo de carros e, sobretudo, por algumas vias fechadas no local e, no percurso de casa até lá, por causa de obras.
 
Mas, sabemos que o mesmo não justifica, pois com as obras que estão sendo realizadas em nosso município, bem como em outros, espalhados pelo território nacional há de se prever que este tipo de risco, todos irão passar, assim como outro qualquer imprevisto.
 
Por isso, sair mais cedo de casa é a estratégia mais certa a garantir a realização da prova e sem estresse. 
 
Candidatos jovens e adultos correndo, ontem, devido a proximidade do horário de fechamento das portas às 13 h (imagens do meu acervo partícula)**.
 
 

 

 
Ainda neste contexto, um fato lastimável, ocorrido ontem, no primeiro dia do ENEM, parece ter ligação direta e/ou indireta a isso (stresse), que foi o falecimento da candidata Edivania Florinda de Assis, 32 anos, casada e mãe de uma filha de 4 anos, acometida por um edema agudo pulmonar na escola em que realizaria a prova, em Olinda (PE), em busca do sonho de entrar na Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
 
De acordo com a reportagem no O Globo (on line), a candidata, cujo local da prova era em uma das unidades do Colégio Santa Emília, no bairro Jardim Atlântico, errou – inicialmente - a unidade onde prestaria o exame e ao perceber o seu engano, correu até o local certo, distante cerca de 1 Km de onde estava.
 
Ela chegou no prédio, quatro minutos antes do expirar o tempo e, logo em seguida, desmaiou. Tomou consciência, mas desmaiou novamente. Mesmo sendo socorrida tanto por uma enfermeira no local e, depois, por uma equipe do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), a mesma veio a óbito.
 
Infelizmente, o nível de estresse nos candidatos já é elevado por conta das provas do ENEM e acrescido pelo nervosismo diante das dificuldades encontradas e dos riscos eminentes de perder as mesmas constituem fatores impactantes, negativamente, para qualquer um. O caso da candidata Edivania Florinda de Assis foi, realmente, lastimável.
 
Outro fato em destaque nas mídias foi o aumento de candidatos eliminados por uso indevido de telefones celulares. Todos sabem que é proibido o uso dos mesmos e de outros equipamentos eletrônicos durante as provas, mas de acordo com dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), 65 inscritos foram eliminados no primeiro dia do exame em razão disso. Número bem maior do daquele contabilizado durante a realização do ENEM do ano passado (2013), quando foram registrados - nos dois dias de provas - 47 pessoas eliminadas por tal comportamento indevido.
 
Hoje, segundo e último dia do ENEM, as áreas de conhecimentos das provas vão ser Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação) e Matemática e suas Tecnologias.  E, além destas haverá a prova de redação.
 
Em decorrência disso, o horário do exame deste domingo (09/11) ocorrerá das 13 h às 18:30 h, mais extenso do primeiro dia, ontem, cujo horário para a realização das provas foi das 13 h às 17:30 h.
 
Ah, já ia me esquecendo, hoje, temos mais um agravante que poderá dificultar a mobilidade urbana até a chegada aos locais das provas e, com isso, aumentar o número de candidatos atrasados e eliminados: a chuva. Já choveu cedo em meu bairro e, de acordo com a previsão do tempo para o nosso município (Rio de Janeiro), hoje, o dia vai ser nublado com chuva na parte da manhã, podendo garoar à tarde e à noite (Climatempo).

Confira o gabarito extraoficial das provas do 1º dia do ENEM (08/11), ontem, aqui!

. Prova AMARELA

. Prova BRANCA

. Prova ROSA

. Prova AZUL


** Se alguém for identificado nas imagens e não autorizar o uso de imagem neste espaço, a nível só ilustrativo, favor entrar em contato comigo, via e-mail (vide na lateral esquerda, no final da página), que eu, prontamente, irei excluí-la desta publicação e do meu arquivo de fotografias.  

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Crônica: Eu e a Geografia


 
Atualizado em 05/11/2014 às 19h25

 EU E A GEOGRAFIA
 
Posso afirmar que a minha história de vida se funde ao mesmo plano da minha área de formação, ou seja, de forma geográfica. Vou resumir em poucas palavras a relação existente entre a minha vida e a Geografia...
 
Meu pai era carioca e minha mãe é paulista... Em razão da origem dos dois e por ter nascido na cidade do Rio, sou “carioca da clara”.
 
Quando pequena morei, também, em Curitiba (Paraná), onde nasceu a quarta filha dos meus pais (eles tiveram cinco filhas ao todo).
 
Fiz faculdade na Universidade Federal Fluminense - UFF (Bacharelado e Licenciatura), em Niterói (RJ) e, ainda graduanda, viajei muito para Tiradentes e São João Del Rei (Minas Gerais) devido a projetos de pesquisa como bolsista de Iniciação Científica (UERJ/CNPq).
 
Já formada, estudei e morei em São José, na Grande Florianópolis, em Santa Catarina (Mestrado/especialização na UFSC), cuja área de pesquisa (tese) era Saquarema, aqui no Rio de Janeiro. Ainda cursando o Mestrado e fazendo pesquisa em Saquarema fui trabalhar e morar em Araguaína, no Tocantins, onde conheci o meu marido que é de Santa Rita (Paraíba). Ele é geógrafo, também.
 
Concebi a nossa filha no mesmo estado (TO) e, sem desconfiarmos da gravidez (eu não apresentava sintomas nenhum), pedimos demissão e esta acabou nascendo na minha cidade (Rio) e, por isso, tal como a mãe (eu), ela é “carioca da clara”, também! Mas, não quer ser nem pesquisadora (geógrafa) e nem professora desta área de conhecimento. Ela prefere jogar! Êta, confusão, não?

domingo, 2 de novembro de 2014

Datas Comemorativas: Mês de Novembro



 


NOVEMBRO
 
01. Dia de Todos os Santos
       Dia da Dona de Casa

02. Dia de Finados

03. Dia do Cabeleireiro
        Dia do Barbeiro
        Dia da Instituição do Direito e Voto da Mulher (1930)

04. Dia do Inventor

05. Dia da Ciência e Cultura
       Dia Nacional da Língua Portuguesa
       Dia do Cinema Brasileiro
       Dia do Radioamador e Técnico Eletrônica
       Dia Nacional de Designer

06. Dia Nacional do Riso

07. Dia do Radialista

08. Dia do Aposentado
       Dia Mundial do Urbanismo
       Dia do Médico
       Dia do Radiologista
 
09. Dia do Hoteleiro
 
10. Dia do Trigo
 
11. Dia do Soldado Desconhecido
 
12. Dia do Diretor de Escola
       Dia do Supermercado
       Dia do Psicopedagogo
 
14. Dia Nacional da Alfabetização
       Dia dos Bandeirantes
       Dia Mundial do Diabetes
 
15. Dia da Proclamação da República
 
16. Semana da Música
       Dia contra o Tabaco
       Dia Internacional para a Tolerância
       Dia do Policial Federal
 
19. Dia da Bandeira
 
20. Dia Nacional da Consciência Negra
        Dia do Auditor Interno
 
21. Dia da Homeopatia
       Dia das Saudações
 
22. Dia do Músico
 
23. Dia Internacional do Livro
 
25. Dia Nacional do Doador de Sangue
       Dia Internacional contra a Exploração da Mulher
 
26. Dia do Ministério Público
 
27. Dia de Ação de Graça (Data não fixa. Em nosso país é comemorada na quarta quinta feira do mês de novembro)