sábado, 4 de abril de 2015

Analfabetismo Geográfico - Parte II


 Imagem capturada na Internet
 
 
Tal como, comentei na postagem anterior acerca do mesmo tópico, o “Analfabetismo Geográfico” não é um problema exclusivo dos EUA, sendo verificado entre os habitantes de muitos países, inclusive, entre os brasileiros.

Eu selecionei alguns exemplos, publicados nas mídias, os quais não envolvem apenas questões de localização geográfica, mas outros saberes geográficos.

1˚ Caso: Em 2003, o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva cometeu uma grande gafe, por ocasião da viagem e visita à Namíbia, país africano, localizado na porção Sul do continente. 
 
 O ex-presidente Lula na Namíbia
Imagem capturada na Internet
(Fonte: UOL Notícias)
 
Em seu discurso, na capital do país (Windhoek) e, ao lado do ex-presidente da Namíbia, Sam Nujoma, Lula proferiu: "Estou surpreso porque, quem chega a Windhoek, não parece que está num país africano. Acho que poucas cidades do mundo são tão limpas e bonitas arquitetonicamente quanto esta cidade.”
 
Ao ser puxado pelo próprio presidente da Namíbia, ele continuou o seu pronunciamento, fazendo uma analogia com os países sul-americanos: “A visão que se tem do Brasil e da América do Sul é que somos todos índios e pobres” e, depois, com a intervenção do seu tradutor, completou: “A visão que se tem da África é de que são todos pobres”.


2˚ Caso: Em 2011, o baterista da Banda Restart, Thomas Alexander, cometeu uma grave gafe acerca da população amazonense (região Norte do Brasil).

Imagem capturada na Internet para fim ilustrativo
 

Em entrevista a um veículo de comunicação, o referido jovem foi indagado sobre em qual cidade ele gostaria que o grupo tocasse e ele respondeu que gostaria de tocar no Amazonas (...) no meio do mato... 

Para piorar, mais ainda, a situação, ele diz que desconhece se tem público no Amazonas e que nem sabe se tem gente, civilização. 

Sua falta de conhecimento e respostas causaram indignação nas fãs de Manaus, inclusive, com  diversos comentários publicados no YouTube.

Na época, eu até publiquei neste espaço. Vide a matéria e o vídeo AQUI!

 
3˚ Caso: Em 2014, em uma matéria sobre a inflação no Brasil, exibida na edição do “Jornal Hoje” (TV Globo), sob o comando Evaristo Costa e Sandra Annenberg, o mapa do Brasil apresentado na mesma mostrava Recife como capital de dois estados brasileiros. Um deles e corretamente localizado, Pernambuco, na região Nordeste e, o outro, Espírito Santo, na região Sudeste, cuja verdadeira capital é Vitória.

Imagem capturada na Internet para fim ilustrativo
(Fonte: Folha do Sertão)
 
De acordo com as fontes de pesquisa, no mesmo dia, outro erro parecido ocorreu durante uma reportagem na edição do “Bom Dia Brasil”. Tratava-se de uma matéria sobre as obras inacabadas em aeroportos do Brasil, as quais deveriam estar concluídas para a Copa do Mundo e, nesta, Curitiba (capital do Paraná) foi noticiada como sendo capital de São Paulo.
  Esses são alguns exemplos exibidos nas mídias, mas outro erro geográfico a ressaltar, inclusive, bastante comum nas mídias, sobretudo, na emissoras de TV (aberta e fechada) tem a ver com a confusão sobre os conceitos de tempo e clima cometidos na Previsão do Tempo.

Não pense que o tópico acabou, nas próximas postagens, o Analfabetismo Geográfico vai continuar em foco.
 

Nenhum comentário: