sábado, 25 de março de 2017

25 de Março: A Hora do Planeta, vamos participar!


Imagem capturada na Internet
Fonte: WWF Brasil


Há dez anos (2007), a World Wide Found (WWF) lançou – em Sydney, na Austrália - uma Campanha voltada para questões ambientais baseada em um simples ato de desligar as luzes, por um período de uma hora. Esse ato simbólico de conscientização e preocupação com as questões ambientais, hoje, representa o maior movimento pelo meio ambiente do mundo.
 
Só no ano passado (2016), mais de sete mil cidades participaram e, para este ano, a expectativa é que o número de cidades participantes, assim como pessoas, instituições (privadas e públicas), empresas e outras entidades supere esse quantitativo. 
 
A WWF, fundada em 29 de abril de 1961 e com sede na Suíça, é uma Organização Não-Governamental internacional, atuante na área do meio ambiente (conservação, investigação e recuperação ambiental).
 
O horário do “blecaute” simbólico e, também, voluntário ocorrerá, no mundo todo, entre às 20h30 e 21h30,  hora local.
 
“Mais do que um simples apagar de luzes,
a Hora do Planeta é um convite para que as pessoas
parem por cerca de uma hora 
e reflitam sobre as nossas ações
em relação ao meio ambiente;
o que temos feito e o que cada um pode fazer par
a diminuir o problema”
 
Maurício Voivodic
 (Diretor-Executivo do WWF-Brasil)

Problemas estes que perpassam pela vida e responsabilidade de cada um, enquanto cidadão responsável, como evitar o desperdício (água, energia, comida etc.), geração e acúmulo de lixo, o uso consciente de veículos individuais de transporte, a conservação da natureza, evitar todos os tipos de poluição, entre outras atitudes que agridam o meio ambiente.
 
Tanto o Poder Público quanto às empresas (privadas ou não) e cada um de nós tem a sua participação direta e/ou indiretamente na manutenção e na produção de danos no meio ambiente (impactos ambientais). E, ao mesmo tempo, temos a resolução da grande maioria deles.
 
Basta sermos mais conscientes e ativos em prol de mudanças positivas.

25 de Março: Dia D da Vacinação contra a Febre Amarela


 Imagem capturada na Internet


Teve início, hoje, a partir das 8 horas na cidade do Rio de Janeiro, a Campanha de Vacinação contra a Febre Amarela. Os 233 postos de Saúde (clínicas da família e centros municipais de saúde) estarão abertos até às 17 horas, quando encerrarão suas atividades de vacinação em massa.
 
Faltam poucos minutos para o seu encerramento, mas o Secretário Municipal de Saúde, sr. Carlos Eduardo de Mattos afirma que, em razão de nenhuma ocorrência da doença na capital fluminense, a população não deverá ficar preocupada. A vacinação em nossa cidade é mais de caráter preventivo.
 
Eu fui com a minha família, logo pela manhã, no Posto de Saúde próximo de minha residência, mas eu não pude ser vacinada por estar gripada. Só meu esposo e minha filha puderam receber a dose da vacina.
 
De acordo com as orientações divulgadas, a faixa etária para a vacinação é de 9 meses a 60 anos. Gestantes e mulheres que estejam amamentando bebês de até 6 meses também não podem ser vacinadas, assim como pessoas gripadas (como eu), portadores do vírus HIV, alérgicos a ovo e gelatina, em tratamento de câncer, com doenças que baixam a imunidade ou que são autoimunes e que usam corticoides em doses altas.
 
Segundo o referido Secretário Municipal, até o final do ano, toda a população da capital e da região metropolitana será vacinada.
 
Após a confirmação de mais dois pacientes, subiu para cinco, o número de vítimas de febre amarela em nosso estado (RJ), todos no município de Casimiro de Abreu (Região dos Lagos). Há sete casos suspeitos da doença que estão sendo monitorados no município.
 
Quem não conseguiu ou não conseguirá se vacinar, hoje, no Dia D da Vacinação contra a Febre Amarela, deverá procurar um Posto de Saúde, mais próximo de sua residência, semana que vem.
 
Não deixem de tomar a dose da vacina. A prevenção é a melhor opção.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Charges e Tirinhas: Análise sob o Contexto do Dia Mundial da Água


Imagem capturada na Internet
Fonte: 269 Life


E por falar em POLUIÇÃO DA ÁGUA



















E por falar em DESPERDÍCIO DE ÁGUA...











 
 
 
E por falar em ESCASSEZ DE ÁGUA...














 E por falar em ESTIAGEM/SECA












 
 
NOTA: Todas essas imagens foram capturadas em diversas fontes na Internet (Google). Em caso de protesto ao seu direito autoral quanto ao uso da mesma no Blog, sem o devido crédito, por favor entre em contato comigo (e-mail ou em comentários) que eu tomarei as providências necessárias.
 

quarta-feira, 22 de março de 2017

22 de Março: Dia Mundial da Água

 Imagem capturada na Internet
Fonte:Brainly
 
 

Não há muito o que comemorar, nesse dia, pois poucas são as ações positivas verificadas no tratamento à questão da água, seja ela de qual  origem for (doce, potável, salgada etc.). Ainda mais, quando sabemos que nem toda a população mundial tem fácil acesso a esse recurso natural, tendo em vista a sua não disponibilidade e/ou escassez em consequência de sua condição imprópria para consumo humano.

 

Além de sua insuficiência e dos efeitos da poluição, o crescimento da população mundial e, consequentemente, do economia deverão aumentar a sua demanda, a qual - de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU) – deverá subir 50% até o ano de 2030. Tal situação há de convergir a um aumento de sua escassez no mundo.  
A água, cada vez mais, está deixando de ser um “bem comum”... É preciso uma maior conscientização da população e do Poder Público em reconhecer a sua importância social e econômica, buscando políticas e estratégias de uso racional e mantenedora de sua qualidade.
 
 


 

 

 
Imagens do meu acervo particular
 
 
Rio São Francisco - Imagem capturada na Internet
Fonte: Moriah Turismo 
 
 
 
Por outro lado...
 

 
 

Imagens do meu acervo particular
 
 
 


Imagem capturada na Internet
Fonte: CBH-Sapucaí