quarta-feira, 21 de setembro de 2011

21 de Setembro: Início da Festa Anual das Árvores nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil

 Imagem capturada na Internet (Fonte: Dia da Árvore)


Festa Anual das Árvores... Soa até engraçado, justamente, hoje, dia 21 de setembro, quando muitos falam das comemorações do Dia da Árvore. Lego engano, pois a data de hoje marca, justamente o início da semana desta, já que o segundo deixou de existir como data específica.


O que para muitos parece improcedente é pura verdade, pois a referida data comemorativa não segue como única em todo o território nacional e, muito menos, como referência ao Dia da Árvore.

De acordo com o Decreto Nº 55.795, de 24 de fevereiro de 1965, o chamado Dia da Árvore – comemorado em 21 de setembro – passou a ser substituído pela Festa Anual das Árvores, ou seja, uma semana de eventos e ações ligadas à espécie vegetal.

E mais, as comemorações em todo o território nacional ocorrem em dois períodos distintos, em razão das diferenças fisiográfico-climáticas que o país apresenta. Sendo assim, conforme estabelece a legislação citada, em seu Art. 3º, a Festa Anual das Árvores será comemorada durante a última semana do mês de março nos estados das regiões Norte e Nordeste, enquanto que, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, as comemorações ocorrem na semana com início em 21 de setembro.

Daí, a população destas últimas regiões brasileiras não perceberem tais mudanças, pois a data original foi mantida, sendo ampliada para uma semana e com outra referência, isto, Festa Anual das Árvores.

E, segundo o Decreto citado, estas comemorações são de responsabilidade dos Ministérios da Agricultura e da Educação e Cultura (Art. 4º).

A Festa Anual das Árvores tem por objetivo difundir ensinamentos sobre a conservação das florestas e estimular a prática de tais ensinamentos, bem como divulgar a importância das árvores no progresso da Pátria e no bem-estar dos cidadãos” (Art. 2º).

Não restam dúvidas quanto à importância da árvore, ou melhor, da própria cobertura florestal nos dias de hoje, quando a história de uso e ocupação do solo urbano e/ou com práticas agropecuárias traçou uma história de desenvolvimento descomprometida com a conservação do meio ambiente.

E, mais do que nunca, tal como tratar a árvore isoladamente ou acerca das florestas existentes em nosso território é preciso que se promovam discussões quanto às políticas e à legislação vigente que as protegem e/ou dão subsídios à devastação ou, ainda, que perpetuam o atual conceito de desenvolvimento econômico, insustentável.

Sendo assim, além de ser uma temática de suma relevância – nesta semana de Festa Anual das Árvores – devemos tratar e debater medidas de conservação e de desenvolvimento sustentável. Vamos aproveitar, inclusive, para lembrar que a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou 2011 como o Ano Internacional das Florestas.

Em novembro de 2006, a ONU lançou uma Campanha, durante a Conferência sobre Mudanças Climáticas de Nairóbi, no Quênia, intitulada “ Um Bilhão de Árvores”, a fim de que – através do plantio de árvores - a qualidade de vida do planeta possa melhorar face às mudanças climáticas, iniciando assim – quem sabe - um processo de reversão ao nível de degradação da mata original (reflorestamento).

A meta inicial da Campanha era alcançar 1 bilhão, mas esta foi aumentada para 7 bilhões de árvores. E, segundo dados publicados pelo Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDN), em fevereiro de 2010, a referida iniciativa do PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente) atingiu mais de 10 bilhões de mudas plantadas em todo o mundo. E, entre os países que mais plantaram árvores no mundo se encontram, a Etiópia, Quênia, Turquia, México, Cuba, Indonésia, Índia e China.

De acordo com o Portal do PNUMA, o Brasil – até o momento – já plantou 83.168.005 sementes de árvores, enquanto o registro total, on line, do planeta já chega a aproximadamente 12 bilhões de sementes (11.906.140.025).

Vamos fazer parte desta Campanha e plantar uma semente, seja esta de uma árvore nativa ou não, mas tomando o cuidado desta ser condizente com o nosso ecossistema.
   
 
Logotipo da Campanha "Um Bilhão de Árvores" (PNUMA)
 
 
Fontes Complementares de Pesquisa
 
. Ambiente Brasil
 
. Dia da Árvore

Nenhum comentário: