domingo, 22 de novembro de 2020

Brasil: Racismo Velado e Racismo Explícito

 

Imagem capturada na Internet

Ainda sob o contexto das comemorações do Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra...  

O verdadeiro sentido desta data nos faz refletir em algo que nos incomoda e é inconcebível, ainda mais nos dias de hoje, quando a sociedade se move para uma maior conscientização quanto à importância do exercício da cidadania, do cumprimento conjugado de direitos e deveres de cada um e de que a base de tudo é o respeito. Só assim teremos um país, uma sociedade justa e igualitária, sob os princípios da verdadeira democracia.  

Respeitar o cidadão...

    Respeitar a opinião do outro...

         Respeitar as diferenças...

              Respeitar o espaço de cada um...

                    Respeitar o seu papel e o seu status social...

                          Respeitar o credo das pessoas...

                                Respeitar a si mesmo...

                                     Respeitar o ser humano...

                                          Independente de sua COR.                                                         

Entre tantos casos já ocorridos, movidos direto e/ou indiretamente pelo mesmo motivo, dois fatos que aconteceram esta semana chocaram o país. E eu volto a dizer, inconcebíveis nos dias de hoje!  

Pois, assim como as Ciências e as tecnologias desenvolveram, com o passar do tempo, as sociedades também evoluíram acompanhando a conjuntura vigente. Sob um longo processo, ela passou de Sociedade Pré-Industrial à Sociedade Industrial, com as revoluções industriais, cujo processo teve início no final do Século XVIII e, a partir da revolução técnico-científica ou III Revolução Industrial (2ª metade do Século XX), esta passa a se caracterizar como Sociedade do Conhecimento ou da Informação 

E é por isso que não podemos admitir, hoje, que a discriminação, o racismo, o menosprezo ao outro, o preconceito e outros comportamentos ofensivos e de crença de níveis de superioridade humana entre as pessoas se mantenham e continuem sendo disseminados na sociedade. Seja por qualquer motivo, desigualdade social, por gênero, por credo, pela aparência física, pela cor, pela faixa etária (o da terceira idade, principalmente), pela opção sexual, suas origens e outros.  

Até porque...

- Somos um dos países de maior miscigenação do continente americano;

- Somos um país plural;

- Cerca de 56% da população faz parte do grupo de negros (pretos e pardos);

- A participação do negro africano não se fez apenas com mão de obra escrava, fez muito pela cultura, pela economia e pela formação da população brasileira;

- Somos todos iguais, perante à Lei (artigo 5° da Constituição Federal de 1988) e à Deus, envolvendo os dois patamares de análise e de interpretação. 

A roupa suja é a única coisa que se deve separar por cor!”  

O que aconteceu com o gerente de uma grande e conhecida loja varejista em um Shopping Center (GV Shopping) no município de Governador Valadares, em Minas Gerais, no dia 15 deste mês, dia do Primeiro Turno das Eleições Municipais. É uma prova de que o racismo ainda existe em nosso país, embora muitos políticos e, até o nosso vice-presidente, Hamilton Mourão, insistem em negar. Não sei qual é o pior, pois até o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, também teve o mesmo discurso, isto é, que no Brasil não há racismo. Dá para acreditar?  

Pra quem não lembra ou não soube, um casal de idosos, ao entrar na loja do Shopping, perguntou pelo gerente. Bruno Mendes, o gerente, estava próximo e se apresentou como tal: “sou eu, em que posso ajudar?”  

Perplexa, a idosa o teria olhado de forma crítica, fazendo o seguinte comentário ao seu esposo: “é inadmissível que um negro gerencie uma loja tão grande como esta”. Saindo, ambos, logo em seguida do estabelecimento comercial.  

Segundo o “Olhar sobre acidade”, o gerente, Bruno Mendes (29 anos) foi zagueiro do Esporte Clube Democrata, em 2013.    


Bruno Mendes - Gerente e vítima de racismo
Imagem capturada na Internet

Sem esperar por esta reação da senhora, Bruno Mendes totalmente surpreso e, ao mesmo tempo, constrangido com o ocorrido, no seu ambiente de trabalho, se dirigiu para parte interna da loja (de acesso só de funcionários).  

Um dos funcionários que testemunhou o triste episódio foi atrás do gerente para tentar conversar e o encontrou totalmente chorando. Aquele casal de idosos foi capaz de abalar a estrutura emocional do Bruno, que por educação e no cumprimento de seu dever, os atendeu, prontamente, se identificando na sua função de gerente, a fim de poder ajudá-los.    

No dia seguinte (16/11), ao chegar no GV Shopping, para mais um dia de trabalho, Bruno Mendes foi recepcionado, em uma das entradas do mesmo, por um funcionário que segurava um cartaz com a seguinte frase: “Você é importante”.  

A surpresa não ficou só por aí... Ao entrar na loja em que trabalha, toda a equipe já o aguardava com diversos cartazes nas mãos com mensagens de repúdio à intolerância, ao racismo e ao preconceito, tais como:

- “Estamos com você, Bruno”,

- “Racismo é crime”,

- Minha cor, meu amor”,

- “O racismo é a prova do quanto ainda somos primitivos",

- “A roupa suja é a única coisa que se deve separar por cor!”, entre outras.  

O casal que o abordou e o destratou não foi identificado.

O vídeo da recepção e homenagem ao gerente Bruno Mendes, ao chegar na loja, viralizou na Internet, sendo compartilhado nas redes sociais. Para assisti-lo, clique na palavra VÍDEO!   


Vidas negras importam!! Não só nos EUA” 

O outro caso explícito de racismo foi mais grave, pois resultou em morte... Movido também sob crime de racismo, o episódio ocorreu mais recentemente, no último dia 19, ou seja, na véspera do Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra (20/11).  

De acordo com as notícias divulgadas, por meio televisivo e na Internet, João Alberto Silveira Freitas (40 anos) foi espancado e asfixiado até a morte, por dois vigilantes de segurança (Grupo Vector), em uma unidade do Hipermercado Carrefour, em Porto Alegre, situado no bairro Passo D'Areia.  


Imagem capturada na Internet
Fonte: UOL Notícias 

João Alberto estava acompanhado da esposa e, segundo o que foi publicado nas reportagens, a agressão começou após ele ter se desentendido com uma funcionária do Hipermercado, tendo sido retirado da área dos caixas pelos dois vigilantes e levado para a entrada da loja. Em outro site, gazetaweb, afirma que, na entrada da loja, para onde foi levado, a briga começou após o João Freitas ter desferido um soco em um dos vigilantes, que era um PM. O outro era um ex-militar.  

O espancamento foi filmado. E segundo as mídias, João Alberto pedia ajuda, mas os vigilantes impediam que alguém chegasse perto dele. 

Este caso teve repercussão internacional e até foi comparado ao caso ocorrido nos EUA, quando George Floyd (40 anos) foi morto por um policial, em Minnesota, no final de maio deste ano. 

A imprensa estrangeira também noticiou, como – por exemplo - os jornais “The Washington Post” (EUA) e o “La Nación” (Argentina), assim como também as agências internacionais de notícias, como AFP e Reuters 

Até a Organização das Nações Unidas (ONU) se manifestou em repúdio a este caso e ao racismo no Brasil. Em nota, ela expressou que “milhões de negras e negros continuam a ser vítimas de racismo, discriminação racial e intolerância, incluindo as suas formas mais cruéis e violentas “. Ressaltando que o racismo e a discriminação racial precisam ser extintos e para isso torna-se necessário promover um debate com todos os seus agentes da sociedade, incluindo o setor privado.  

E fez questão de lembrar que “a proibição da discriminação racial está consagrada em todos os principais instrumentos internacionais de direitos humanos e também na legislação brasileira” 

A ONU Brasil solicitou a plena e rápida investigação do caso, bem como a punição apropriada aos autores do crime, entre outras medidas.  

Vários protestos populares também aconteceram em nosso território nacional, inclusive, afetando diretamente algumas unidades do Hipermercado Carrefour, com depredações, saques e pequenos incêndios.  

Imagem capturada na Internet
Fonte: Portal G

O Grupo Vector, empresa terceirizada contratada pelo Carrefour, rescindiu os contratos de trabalho dos dois vigilantes, por justa causa. Era o de se esperar!  

Ambos, vigilantes de segurança estão presos. Foram autuados em flagrante por homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, asfixia e por impossibilidade de defesa da vítima. 

 

Fontes  

. Correio Braziliense  

. G1 – Vales de Minas Gerais 

. Gazeta Web – Portal de Notícias  

. O Sul  

. Olhar sobre a Cidade  

. Poder 360

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

20 de Novembro: Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra

 

Imagem capturada na Internet
Fonte: TV Jornal

“(...) aos ancestrais que sonharam, vivenciaram, resistiram

e lutaram até o último momento de suas vidas,

pela verdadeira liberdade,

aquela que se entranhou no solo tornando-o sagrado

ao ser fecundado com todo sangue derramado

dos guerreiros e guerreiras ali tombados”.

(Helcias Roberto Paulino Pereira, 

Fundação Cultural Palmares)


Hoje, 20 de novembro, é comemorado o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. Poucas pessoas lembram deste detalhe... A data não faz referência apenas à consciência negra, ela presta tributo ao Zumbi dos Palmares. Detalhe este, em vigor desde 2011 e que é mais coerente e digno, tendo em vista a proposta da respectiva data, que se remete ao dia da morte do líder do Quilombo de Palmares 

Zumbi dos Palmares foi o líder negro que lutou contra o sistema escravista no Brasil, no período colonial 


(Foto: Wikimedia Commons)
Fonte: Galileu

Os quilombos eram locais de refúgio, fortificados, onde os escravos fugidos se abrigavam, em resistência ao sistema escravista em vigor e para os quais, enfim, tentavam levar uma vida livre. Estes escravos eram, principalmente, de acordo com o Portal Geledés, de origem angolana (Angola). Fugidos dos engenhos da cana de açúcar da antiga Capitania de Pernambuco.   

O Quilombo dos Palmares, localizado na Serra da Barriga, fazia parte da antiga Capitania de Pernambuco. Era o maior quilombo do país, no período colonial. Atualmente, faz parte do município União dos Palmares (Alagoas).  

O seu território era bastante extenso e agrupava vários mocambos (pequenas aldeias/núcleos de povoamento). Entre os diversos mocambos, dois se destacavam: o chamado Cerca Real do Macaco ou Cerca do Macaco, que era o principal, o maior e o mais populoso. Ele era o centro político do quilombo, com cerca de 1.500 habitações, no qual viviam em torno de 6 mil pessoas e também, o Subupira, que era o centro de operações militares, com cerca de 800 habitações.  

Quanto à organização política do quilombo, com seus mocambos, pouco se sabe. Acredita-se que este funcionava como um Estado, sob os moldes dos reinos africanos, isto é, cada mocambo sendo governado sob a chefia suprema de um líder 

Estima-se que, em 1670, a população do Quilombo dos Palmares era de aproximadamente vinte mil pessoas 

Mapa da Capitania de Pernambuco com representação
do Quilombo dos Palmares
Por Frans Post (1647)
Fonte: Wikipedia

Apesar de constar nas fontes de pesquisa, a deficiência de informações acerca da vida pessoal de Zumbi, sabe-se que aos 6 anos, ele foi entregue aos cuidados do padre Antônio Melo, em Porto Calvo, freguesia mais antiga do atual estado alagoano. Foi batizado na igreja católica, recebendo o nome de Francisco. Além de estudar o catecismo, ele aprendeu o português e latim, mostrando grande fluência, em ambas as línguas, aos 10 anos de idade.  

Aos 15 anos, Zumbi fugiu e foi para o Quilombo de Palmares (ou Janga Angolana) 

Segundo consta nas fontes de pesquisa, sua fama e popularidade foram alcançadas, em 1675, quando ele defendeu – com as suas habilidades de guerreiro janga - o quilombo do ataque das tropas portuguesas.  

Aos 25 anos de idade, Zumbi desafiou o líder do Quilombo dos Palmares, seu tio Ganga Zumba (“Ganazumba”), o primeiro a governar o quilombo, de 1670 a 1678, assumindo, posteriormente, em 1680, a posição de líder. Consta nas fontes bibliográficas que o seu tio teria sido assassinado. 

Ganga Zumba 
Imagem capturada da Internet
Fonte: Portal Geledés 

Mediante a sua postura de enfrentamento, de resistência ao sistema escravista e, consequentemente, em oposição ao governo colonial português, os bandeirantes Domingos Jorge Velho e Bernardo Vieira de Melo foram contratados para conduzirem as investidas contra o referido quilombo e, mais especificamente, o Zumbi 

Em 1694, ambos lideram um ataque à “Cerca do Macaco”, o maior e principal mocambo do quilombo, que resultou na sua completa destruição. Zumbi conseguiu fugir, mas ferido.  

Zumbi foi capturado após 15 tentativas frustradas das tropas portuguesas em tentar apanhá-lo (ocorrendo somente na 16ª investida). Capturado, ele foi morto em 20 de novembro de 1695 

Esta breve explanação da história de Zumbi, sem maiores aprofundamentos e outros detalhes, é mais para destacar o que ele representou tanto para os habitantes do Quilombo dos Palmares quanto para o governo português, na sua época.  

De um lado, o líder nato que defendia o grupo e lutava contra às forças opressoras do sistema escravagista e, por outro lado, o sujeito rebelde, fujão e indolente que desafiava as ordens portuguesas. De seu histórico, Zumbi dos Palmares acabou se tornando o símbolo da luta dos afro-brasileiros contra a opressão e à discriminação racial.   

Daí a origem da escolha desta data, 20 de novembro, Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. Mas, essa é outra história...  

Em desacordo à escolha da data 13 de maio (dia da abolição da escravatura no Brasil) como única referência aos negros, um grupo engajado ao movimento negro de Porto Alegre (Rio Grande do Sul), teve a ideia, no início da década de 70 (Século XX), da criação de uma nova data para homenagear a população negra no país.     

Coube ao poeta e professor de Português, Oliveira Silveira, membro do referido grupo, a escolha de 20 de novembro, que é o dia da morte de Zumbi, líder do Quilombo de Palmares. Segundo o mesmo, esta data tem mais sentido para a comunidade negra brasileira do que a da Abolição dos Escravos, assinada pela Princesa Isabel, em 13 de maio de 1888.  

Segundo o mesmo, a escolha do dia da morte do líder do Quilombo de Palmares (Zumbi) se deu em razão da inexistência de registros históricos fidedignos acerca de sua data de nascimento ou do início do Quilombo dos Palmares

Quem tiver interesse em ler a transcrição da entrevista realizada pela Agência Brasil com o poeta e professor gaúcho Oliveira Silveira, clique AQUI!

O Movimento Negro Unificado contra Discriminação Racial (MNUDR), criado em 1978, em Assembleia realizada na Bahia, no final do mesmo ano, aprovou a proposta de Paulo Roberto dos Santos, um militante do Rio de Janeiro, de oficializar a data 20 de novembro como o Dia Nacional da Consciência Negra (em tributo a Zumbi e ao Quilombo de Palmares).  

A cidade do Rio de Janeiro foi o primeiro município do país a instituir, em 1999,  o Dia Nacional da Consciência Negra, como feriado municipal. Em 2002, através da Lei nº. 4.007, sancionada pela então governadora Benedita da Silva, este passou a nível de feriado estadual 

Em 2003, o ex-Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, incluiu a referida data comemorativa no calendário escolar, tornando obrigatório o ensino da História e Cultura Afro Brasileira (Lei N.º 10.639, de 9 de janeiro de 2003).  

Em 2008, o Governo Federal sancionou a Lei N.º 11.645 (de 10 de março de 2008), onde incluiu - nas Diretrizes e Bases da Educação Nacional - a obrigatoriedade, também, da História e Cultura Indígena, além da Afro-Brasileira, estabelecida em 2003.  

Em 10 de novembro de 2011, a então presidenta Dilma Rousseff sancionou a Lei n° 12.519 (10/11/2011), a qual institui oficialmente a data de 20 de novembro como o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. No entanto, cada Unidade Federativa pode estabelecer ou não a data como feriado.  

Talvez como forma velada de racismo exista ainda resistência em acatar a referida data como feriado, seja a nível municipal seja a nível estadual. Como o racismo, em nosso país é velado, não duvido nada!  

O que temos que refletir é que...  

Existe uma história do negro sem o Brasil,

o que não existe é o uma história do Brasil sem o negro”.

(Januário Garcia Filho)

 

Feriado do Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra no Brasil







Fontes de Consulta  

. Angola Janga, ancestralidades e honras – Fundação Cultural Palmares

. Ganga Zumba – Portal Geledés  

. Ganga Zumba – Wikipedia  

. Confira se 20 de novembro é feriado em sua cidade - CUT  

. Dia da Consciência Negra - Wikipedia  

. Dia da Consciência Negra é feriado em municípios de 16 Estados – R7  

. GOMES, Flávio dos Santos - De Olho em Zumbi dos Palmares: Histórias, Símbolos e Memória Social - Ed. Claro Enigma 2011: 120  

. Material Didático particular  

. Quilombo dos Palmares - Wikipedia

terça-feira, 17 de novembro de 2020

Dados "Atualizados" da Pandemia do Novo Coronavírus no Brasil

 

Pandemia do Novo Coronavírus
Imagem capturada na Internet
Fonte: Pixabay

Há oito meses, o Brasil confirmava a primeira morte por Covid-19 (17/03). A ocorrência foi em São Paulo e a vítima era um idoso (62 anos), que fazia parte do chamado Grupo de Risco, tendo em vista que possuía as seguintes comorbidades, hipertensão e diabetes.  

Há oito meses... a primeira morte! Hoje, oito meses depois (17/11, às 9h26), o Brasil já contabiliza 166.014 mortes em consequência desta doença causada pelo Novo Coronavírus, possuindo 5.876.464 casos diagnosticados (confirmados).  

De acordo com os dados do mapa da Universidade John Hopkins, de hoje (17/11), o total de mortos no mundo é de 1.329.556 pessoas, sendo os 10 países com o maior número de óbitos, os seguintes:

1°. Estados Unidos (247.229 mortes);

2°. Brasil (166.014 mortes);

3°. Índia (130.519 mortes);

4°. México (98.861 mortes);

5°. Reino Unido (52.240 mortes);

6°. Itália (45.733 mortes);

7°. França (45.122 mortes);

8°. Irã (42.461 mortes);

9°. Espanha (41.253 mortes);

10°. Argentina (35.727 mortes).

 

Imagem capturada na Internet

O Brasil é o segundo país com o maior número de mortos pela Pandemia Global, no mundo, atrás dos EUA que ocupa a primeira posição neste “lamentável” ranking. Consequentemente, o Brasil é o país com o maior número de mortos na América do Sul e na América Latina.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, registrados até ontem (16/11), cerca de 388.044 pessoas se encontram em acompanhamento.  

De acordo com o mesmo Portal, durante o período de 27/03 a 16/11, em nosso país, 5.322.406 pessoas infectadas pelo Novo Coronavírus se recuperaram da doença.  

Em uma análise deste período de levantamento, por regiões, o Sudeste é o que apresenta o maior número de casos confirmados, com 2.051.372 pessoas e, também, a maior ocorrência em relação aos óbitos, contabilizando 75.420 mortos em consequência da Covid-19.  

A região Nordeste aparece em segundo lugar, com 1.544.079 casos confirmados e 43.374 óbitos registrados

Com relação às demais regiões (Sul, Norte e Centro-Oeste), o Sul apresenta mais casos confirmados (818.055 pessoas), seguido pela região Norte (734.118 pessoas) e pelo Centro-Oeste, que contabiliza 728.840 casos confirmados da doença.

Em termos de óbitos, atrás das duas regiões mais afetadas em números totais (regiões Sudeste e Nordeste), tem-se – em ordem decrescente - a região Norte, com 16.366 mortos, o Centro-Oeste com 15.553 óbitos e a região Sul com 15.301 mortos.


 CASOS NOVOS



ÓBITOS NOVOS

                                                  Imagem capturada na Internet

Quanto aos novos casos, a Região Sul foi a que apresentou a maior ocorrência (4.295 casos novos confirmados), resultando também no maior número de novos óbitos (67). Em sequência, desponta o Nordeste, com 3.314 caso novos e 64 óbitos 

As regiões Sudeste e Centro-Oeste apresentaram, respectivamente, os seguintes dados, 2.966 e 1.728 em termos de novos casos e, o total de 46 e 26 óbitos novos 

A região Norte, entre as regiões brasileiras, foi a que apresentou a menor ocorrência tanto de casos novos quanto de óbitos, embora estes não sejam tão desprezíveis assim, sendo – respectivamente - 1.068 casos e 13 óbitos 


REGIÕES BRASILEIRAS

. REGIÃO NORTE



. REGIÃO NORDESTE



. REGIÃO SUL



. REGIÃO SUDESTE



. REGIÃO CENTRO-OESTE


Infelizmente, os números não param de crescer... Hoje, mesmo, de acordo com o Ministério da Saúde, em publicação no Poder 360, houve um acréscimo de 35.294 novos casos da doença. Isso, em apenas 24 horas, o que aumentará para 5.911.758 os casos confirmados da Covid-19.  

Quanto aos óbitos, os números também aumentaram, uma vez que 685 pessoas morreram em decorrência da Covid-19, também, em 24 horas, totalizando em 166.699 óbitos.  

Essas estatísticas mudam diariamente, o que dificulta o acompanhamento das mesmas. Daí eu colocar entre aspas – Dados “Atualizados” – no título desta postagem. E, de acordo com a propagação e contaminação pelo Novo Coronavírus, verificado nos últimos dias, a tendência é termos um agravamento da situação em nosso país 

Infelizmente, esse quadro é uma consequência de muitos governos estaduais e municipais que não estão levando a sério a necessidade de ainda mantermos as medidas protetivas estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), do governo Federal de não dar a devida importância a esta, bem como da própria população brasileira, a qual apresenta uma parcela que também não respeita essas medidas, ignorando o respeito à sua vida e de terceiros.  

Isso é bastante visível nas ruas. A máscara que é considerada um importante recurso para diminuir os riscos de contaminação pelo Novo Coronavírus, teve o seu uso abolido por muitos ou, quando alguns usam, a utilizam de forma incorreta, no queijo, no pescoço, descobrindo o nariz ou até segurando nas mãos. A forma correta é cobrindo a boca e o nariz.  

Muitos não estão levando a conjuntura atual da Pandemia da Covid-19 com a devida acuidade que esta impõe e, infelizmente, colocam a vida de terceiros também em riscos eminentes de contaminação.   

Segundo uma reportagem publicada no G1 - Bem Estar, pesquisadores da Universidade de Stanford, na Califórnia (EUA) realizaram um levantamento acerca da mobilidade das pessoas em 10 cidades estadunidenses. Com os resultados do mesmo, eles criaram um modelo que indica os locais mais propensos à infecção com o Novo Coronavírus, em situação de reabertura de funcionamento e sem o uso da proteção facial, a máscara.  

Os resultados desta pesquisa foram publicados na revista científica "Nature", no último dia 10 do mês em curso. E, conforme se observou acerca dos dados obtidos em Chicago, a terceira cidade mais populosa dos EUA, os locais que apresentam – em ordem decrescente de maior para menor risco são:  

. Restaurantes do tipo “à la carte” (serviço com cardápio, servido pelo garçom);

. Academias

. Cafés e bares

. Hotéis e motéis

. Restaurantes do tipo "Self Service " (as pessoas podem levar a comida ou sentar para comer, mas pagam antes);

. Centros religiosos;

. Consultórios médicos;

. Mercados;

. Lojas de mercadorias usadas;

. Pet Shops;

. Lojas de equipamentos esportivos;

. Outras lojas gerais;

. Lojas de brinquedos ou relacionadas a hobbies;

. Lojas de material de construção;

. Lojas de peças automotivas;

. Lojas de Departamento;

. Postos de gasolina (nos EUA, o próprio motorista abastece o seu carro);

. Farmácias;

. Lojas de Conveniência;

. Concessionárias. 

sábado, 14 de novembro de 2020

Eleições 2020: Voto Consciente e Cuidados à Pandemia da Covid-19

 

Imagem capturada na Internet
Reprodução HeronCid

Por conta da Pandemia da Covid-19, as eleições municipais deste ano, que deveriam ter sido realizadas no primeiro domingo do mês de outubro, conforme estabelece o artigo 29 da Constituição Federal (1988), foram adiadas e o pleito eleitoral irá ocorrer amanhã, dia 15 de novembro, data em que se comemora a Proclamação da República.  

Com exceção de Macapá, capital do estado do Amapá, que sofreu novo adiamento só que, desta vez, em razão de um incêndio em uma subestação de energia elétrica, ocorrido no início deste mês (3 de novembro), o que provocou um apagão em 14 dos 16 municípios do estado.  

De acordo com as informações obtidas nas mídias, a previsão é que a normalização do fornecimento de energia elétrica, em todo o estado, seja executada até o dia 25 de novembro.  

Foi estabelecido um sistema de rodízio para que os municípios afetados tivessem acesso à eletricidade em parte do dia, o que poderia sanar o problema da votação neste próximo domingo. Contudo, em razão dos altos índices de criminalidade na capital do estado e de possíveis atos de convulsão entre a população, a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi de adiar o pleito eleitoral só em Macapá, com nova data ainda a ser marcada, neste ano.    

Vale ressaltar aqui, a importância de não relaxarmos durante o nosso trajeto até o local da votação, no interior da Seção Eleitoral e ao retorno para casa, ou seja, durante todo o período que estivermos fora de casa, já que o Novo Coronavírus ainda circula, pegando carona com as pessoas e contaminando graças à desatenção, o descuido e, pior, ao não cumprimento das medidas protetivas estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e das Secretarias Estadual e Municipal de Saúde do Rio de Janeiro 

- Usar a máscara de forma correta (cobrindo a boca e o nariz), até porque não poderá entrar e permanecer no local de votação sem a respectiva proteção facial;  

- Levar um frasco de álcool em gel para higienizar as mãos antes e após acessar a urna eletrônica;  

- Levar uma caneta própria de casa para uso pessoal (individual);  

- Levar documento oficial com foto (RG, passaporte, carteira profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação);  

- Levar também o título de eleitor, pois neste constam informações sobre a Zona e a Seção eleitoral;  

- Manter a regra de distanciamento social 

Ao deixar o local de votação, com destino a sua residência, lavar as mãos com água e sabão assim que puder, entre outras medidas já bastante divulgadas aqui e nos meios de comunicação.  

O horário de votação será das 7h às 17h. No entanto, em razão da conjuntura atual da pandemia, ficou definido que o horário entre 7h às 10h será preferencialmente para o atendimento de pessoas acima de 60 anos.  

Para maiores informações sobre as Eleições 2020, clique em JUSTIÇA ELEITORAL!  

Como todos sabem, a eleição deste ano é municipal e, consequentemente, a disputa será sobre os candidatos a Prefeito (e vice-prefeito) e, também, a vereador. Ao todo, a disputa será entre 14 candidatos a prefeito e vice-prefeito e 1.769 candidatos a vereador (51 a serem eleitos).  

Os 14 candidatos que estão concorrendo à Prefeitura do Rio de Janeiro, deste ano, são, em ordem alfabética:

01. EDUARDO BANDEIRA DE MELLO


. Nome completo: Eduardo Carvalho Bandeira de Mello;

. Idade: 67 anos;

. Número: 18/Rede;

. Partido: Rede Sustentabilidade;

. Formação/Ocupação: Administração de Empresas. Atualmente, Deputado Federal;

. Vice-Prefeita: Andrea Gouvêa Vieira (ex-vereadora e economista de formação/da Rede).


2. BENEDITA DA SILVA 


. Nome completo: Benedita Souza da Silva;

. Idade: 78 anos;

. Número: 13/PT;

. Partido/Coligação: A Vez do Povo (PT/PCdoB);

. Formação: Ensino Superior Completo. Ela foi governadora do Rio de Janeiro, vice-governadora, senadora e vereadora. Atualmente, Deputada Federal;

. Vice-Prefeita: Enfermeira Rejane (Deputada/PCdoB)



3. CLARISSA GAROTINHO



. Nome completo: Clarissa Garotinho Barros Assed Matheus de Oliveira;]

. Idade: 38 anos;

. Número: 90/Pros;

. Partido: Partido Republicano da Ordem Social (Pros);

. Formação/Ocupação: Jornalista e Redatora. Foi vereadora, deputada estadual e secretária municipal de Desenvolvimento do Rio. 

. Vice-Prefeito: Jorge Coutinho (ator/Pros).



4. MARCELO CRIVELLA


. Nome completo: Marcelo Bezerra Crivella;

. Idade: 63 anos;

. Número: 10/Republicanos;

. Partido/coligação: Com Deus, Pela Família e Pelo Rio;

 (Podemos/PTC/PMN/PRTB/Republicanos/PP/Patriota/Solidariedade):

. Formação/Ocupação: Engenheiro". Foi senador por dois mandatos e ministro da Pesca e Aquicultura (governo Dilma Rousseff). Atual prefeito da cidade do Rio de Janeiro;

. Vice-Prefeita: Andréa Firmo (Tenente Coronel/Republicanos).


 5. CYRO GARCIA

. Nome completo: Cyro Garcia;

. Idade: 66 anos;

. Número: 16/PSTU;

. Partido: Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU);

. Formação/Ocupação: Bancário aposentado e Professor de Ensino Superior. Foi deputado Federal e, com a deste ano, se candidatou a 5 eleições para prefeito. Atualmente, Senador;

. Vice-Prefeita: Elisa Guimarães (professora de História/PSTU).



6. MARTHA ROCHA


. Nome completo: Martha Mesquita Rocha;

. Idade: 61 anos

. Número: 12/PDT;

. Partido/coligação: Unidos pelo Rio (PDT/PSB);

. Formação/Ocupação: Delegada aposentada e ex-chefe da Polícia Civil do Rio. Atualmente é Deputada Estadual;

. Vice-Prefeito: Anderson Quack (cineasta, escritor e produtor cultural /PSB).

 

7. EDUARDO PAES 


. Nome completo: Eduardo da Costa Paes;

. Idade: 51 anos (completados hoje, 14/11);

. Número:  25/DEM;

. Partido/coligação: A Certeza de um Rio melhor

(Cidadania/DC/PV/Avante/PL/DEM/PSDB)

. Formação: Ensino Superior Completo. Ele foi prefeito da cidade do Rio de Janeiro (2009 a 2016), vereador, deputado federal e secretário estadual do Turismo, Esporte e Lazer;

. Vice-Prefeito: Nilton Caldeira (administrador de empresas/PL).

 

8. FRED LUZ 


. Nome completo: Fred Derzié Luz;

. Idade: 67 anos;

. Número: 30/NOVO;

. Partido: Partido Novo;

. Formação: Engenheiro de Produção,

. Vice-Prefeita: Giselle Gomes (bióloga/NOVO).

 

9. GLÓRIA HELOIZA

. Nome completo: Glória Heloiza Lima da Silva;

. Idade: 52 anos;

. Número: 20/PSC;

. Partido: Partido Social Cristão (PSC)

. Formação: Superior completo. Foi juíza titular da 2ª Vara da Infância, do Adolescente e do Idoso no Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ);

. Vice-Prefeito: Mauro Santos (economista/PSC).

 

10. HENRIQUE SIMONARD


. Nome completo: Henrique Vital Brazil Simonard;

. Idade: 23 anos;

. Número: 29/PCO;

. Partido: Partido da Causa Operária

. Formação: Ensino Médio Completo.

. Vice-Prefeito: Caetano Sigiliano (estudante de Filosofia PCO)

 

11. LUIZ LIMA


. Nome completo: Luiz Eduardo Carneiro da Silva de Souza Lima;

. Idade: 43 anos;

. Número: 17/PSL;

. Partido/coligação: Partido Social Democrático e Partido Social Liberal (PSD/PSL);

. Formação/Ocupação: Ensino Superior Completo (Educação Física). Foi nadador profissional, secretário nacional de Esportes de Alto Rendimento e deputado federal;

. Vice-Prefeito: Fernando Veloso (delegado/PSD).

 

12. PAULO MESSINA


. Nome completo: Paulo Santos Messina;

. Idade: 45 anos;

. Número: 15/MDB;

. Partido/coligação: Movimento Democrático Brasileiro (MDB);

. Formação/Ocupação: Ensino Superior Completo. Atualmente é vereador;

. Vice-Prefeita: Sheila Barbosa (psicóloga/MDB).

 

13. RENATA SOUZA


. Nome completo: Renata da Silva Souza;

. Idade: 38 anos;

. Número: 50/PSOL;

. Partido/coligação: Um Rio de Esperança (UP/PSOL/PCB);

. Formação/Ocupação:  jornalista. Foi chefe de gabinete da então vereadora Marielle Franco (morta em 2018). Atualmente é Deputada Estadual;

. Vice-Prefeito: Íbis Pereira (coronel da reserva da polícia militar/PSOL)

 

14. SUÊD HAIDAR


. Nome completo: Suêd Haidar Nogueira;

. Idade: 61 anos;

. Número: 35/PMB   ;

. Partido: Partido da Mulher Brasileira (PMB);

. Formação/Ocupação: Ensino Médio Completo. É presidente nacional do Partido da Mulher Brasileira (PMB);

. Vice-Prefeita: Jéssica Natalino (advogada/PMB).


OBSERVAÇÃO: Todas as imagens foram capturadas da Internet para efeito ilustrativo, sete delas foram extraídas da Wikipédia, com exceção das seguintes:

- Cyro Garcia e Suêd Haidar: Folha Dirigida;

- Martha Rocha: ALERJ;

- Fred Luz: O Dia;

- Gloria Heloiza: Facebook;

- Henrique Simonard: G1;

- Paulo Messina: Câmara Municipal.


Fontes de Consulta

. Agência Brasil

 . Estadão Política