domingo, 14 de julho de 2013

Rio de Janeiro registra - 10°C no Pico das Agulhas Negras

 
  Imagem capturada na Internet (Fonte: OMEP)
 
Todas as vezes que dou aula sobre Clima, como foi recentemente (um dos conteúdos do 2º Bimestre da 1ª Série do Ensino Médio) e, mais especificamente, sobre fatores climáticos e mencionei que a temperatura no estado do Rio de Janeiro já chegou a dez graus negativos e até menos ainda, muitos não acreditaram. Pois bem, a minha expectativa era grande em relação à ocorrência de novos registros de temperaturas negativas no estado já que o inverno chegou no dia 21 de junho.
 
Dito e feito, na mesma localidade do nosso estado onde há sempre registro de temperaturas negativas, nesta época do ano, os termômetros marcaram - na madrugada do último dia 12 (sexta feira) – dez graus negativos (-10°C), tal como já ocorreu em outros anos.
 
Estou falando do Pico das Agulhas Negras, na Serra de Itatiaia, que faz da Serra da Mantiqueira, na divisa dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Este integra o Parque Nacional do Itatiaia (o mais antigo do país, datado de 1937).
 
Além de ser o pico culminante do estado do Rio de Janeiro, com 2.792 metros de altitude, ele é o quinto mais elevado do Brasil, sendo superado apenas pelo Pico da Neblina (2.993,78 m), Pico 31 de Março (2.992 m), Pico da Bandeira (2.889 m) e Pico do Cristal (2.798 m).
 
Neste caso, o fator climático determinante não é a latitude, uma vez que o nosso estado, assim como a maior parte do território brasileiro, se situa na Zona Tropical ou Intertropical, que corresponde à zona mais quente e úmida do planeta. Trata-se, sim, da influência da altitude, isto é, a altura medida entre um determinado ponto e o nível médio do mar.
 
 Imagem capturada na Internet (Fonte: http://www.geografos.com.br/altitude/)
 
Como o Rio de Janeiro é um estado montanhoso, além do clima tropical, ocorre também o clima de altitude (regiões serranas), onde as temperaturas são mais baixas. Só para se ter uma ideia da forte influência da altitude, o nosso estado já registrou temperaturas baixas de até -13°C, assim como precipitação nival (neve) que chegou a 1 metro de altura, em 1985, no próprio Pico das Agulhas Negras.
 
Não restas dúvida que a precipitação de neve que ocorreu em junho de 1985 foi considerada atípica. Vejam algumas fotos publicadas na Internet, acessando aqui, o Skyscraper City.
 
Com certeza, outros registros de temperaturas negativas ocorrerão ainda nesta estação. É só esperar para ver!
 
Para assistir a reportagem acerca do último registro de temperaturas negativas, clique na edição do BOM DIA, RIO

Nenhum comentário: