domingo, 5 de outubro de 2008

III CNIJMA: Água


Recepção e Assinatura da Frequência
Imagem cedida pela Profa. Sueli Vieira

No dia 02 de outubro, eu e a profa. Sandra Amadeu fomos as palestrantes da III CNIJMA, que vem sendo realizada em nossa Unidade Escolar.

A nossa palestra teve como eixo central o elemento Água.

Infelizmente, tivemos alguns problemas, tais como o atraso de muitos alunos devido à forte chuva, o meu próprio atraso por causa de problemas na nossa apresentação em Power Point e, depois de tudo já iniciado, a falta de luz numa das fases do Auditório, justamente, onde se encontravam os equipamentos utilizados na Conferência.

Estes fatores ocasionaram um atraso significativo na nossa palestra, que acabou prejudicando o cumprimento da nossa programação.

Selecionamos três músicas, sendo duas sob a temática específica (Planeta Água e Sobradinho) e uma, a última, baseada no da própria Conferência (O Sal da Terra), mas somente a primeira foi trabalhada efetivamente, no início dos trabalhos, tendo sido a segunda reproduzida como música ambiente.

Auditório - Imagem cedida pela Profa. Sueli Vieira



A apresentação do documentário Mudanças de Clima: Mudanças de Vida (Greenpeace, 2006), que estava prevista para o final, foi totalmente prejudicada com o atraso sofrido e não pode ser exibida.

Infelizmente! Pois a sua exibição era imprescindível para fechar – com “chave de ouro” – a nossa apresentação.

O referido documentário mostra alguns efeitos do fenômeno Aquecimento Global em nosso território, principalmente, na região Sul e Norte do país. Vale a pena assisti-lo!

Eu e Sandra nos comprometemos em exibi-lo para as nossas turmas e, em horário diferenciado, contrário ao do turno de aula, para os demais alunos.

Quem quiser assistir, antecipadamente, pode acessá-lo através da página do próprio Greenpeace (clique o link) ou, através do You Tube, aqui!

Antes de nossa apresentação, a Profa. Alessandra (Ciências), docente da nossa Unidade Escolar e palestrante convidada para o dia, realizou um teste para verificar a qualidade da água da escola (torneira e do bebedouro) através de reagentes químicos.

Como o teste necessitava de um tempo para a ação dos reagentes, ela demonstrou e fez a experiência, logo no início.




Profa. Alessandra explicando os procedimentos do teste,
tendo o auxílio da Profa. Sandra Amadeu e da aluna Camila Ibraim (Turma 1603).
Imagem cedida pela Profa. Sueli Vieira


Seu teste era para verificar a ocorrência ou não de três elementos na água: a amônia, o nitrato e o fósforo.

Ela realizou todo o processo de manipulação com os reagentes químicos e explicou o quê cada um iria detectar, assim como a importância da análise e de seguir os procedimentos de forma correta para não haver riscos de contaminação da amostra e/ou do ambiente, no caso do descarte do material, após o término do teste.

Enquanto, o material da referida professora era processado quimicamente, eu e a Profa Sandra demos, por início, a nossa palestra.

Falamos, brevemente, sobre o nosso tema e sua importância e, logo depois, colocamos a música Planeta Água (Guilherme Arantes), a qual foi acompanhada através da letra e, posteriormente, cantada por todos.




Todos acompanhando a letra da música "Planeta Água" (sem cantar)
Imagens cedidas pela Profa. Sueli Vieira

Abordamos os processos implícitos na letra da música, que traduz – na verdade - o Ciclo da Água. Além do título da música e do mecanismo de funcionamento deste, outros conceitos foram abordados, como por exemplo erosão, águas pluviais e fluviais, lixiviação etc.

Em seguida, passamos para a apresentação do tema, propriamente dito, em Power Point, cujos slides foram organizados sob a seqüência dos seus seguintes eixos interligados:

- A Constituição da Superfície Terrestre (29 % de terras emersas e 71% de água);

- A Distribuição da Água na Terra (97,5 % de água salgada e 2,5 % de água doce);

- A importância da Água (Ciclo da Água, Vida Animal e Vegetal, Consumo Humano, Fontes de Recursos e Alimentos, População Ribeirinha, Hidrovias, Lazer e Balneabilidade, Produção de Energia Elétrica);

- O consumo de água superficial (uso doméstico, industrial e na agricultura);

- Os Grandes Vilões Responsáveis pela Escassez e Mau Uso da Água (Poluição, Desperdício, Aumento da População, Alteração Antrópica na Dinâmica Natural, Mudanças Climáticas sob os Efeitos do Aquecimento Global);

- Alternativas para Produção de Água (Dessanilização, Coleta de Água em Neblina, Poços e Cisternas (águas pluviais), Descongelamento das Calotas Polares) ;

Porém, logo no início da nossa explanação que a luz acabou.

Foi terrível a sensação de impotência mediante a falta de energia e a idéia de não poder dar continuidade à palestra com as imagens selecionadas e organizadas em Power Point.

Uma coisa é só ficar falando, discorrendo sobre o tema ; outra é discorrer associando uma imagem ao discurso...

Mas, graças a Deus, a ex-aluna do Núcleo de Adolescentes Multiplicadores (NAM) e permanente “amiga da escola” Ana Cláudia e a própria Profa. Sueli Vieira perceberam que foi o caso apenas de uma fase e que havia uma outra tomada como alternativa.

Enquanto, nada acontecia de concreto, em termos de solução para o problema, a Profa. Sueli Vieira resolveu antecipar o intervalo do recreio a fim de que, enquanto os alunos merendassem, a parte técnica fosse solucionada.

E, assim se fez e deu certo!

Ao retornarem do intervalo, a Profa. Alessandra tomou a frente e passou a descrever os resultados obtidos no teste da água da escola.


Análise e Discussão da Profa. Alessandra
sobre os resultados obtidos nas Experiências

Os resultados atestaram um nível de contaminação baixo quanto aos componentes fósforo. Falo em nível baixo porque a coloração da água foi comparada com uma escala de referência.

Mas, de acordo com a referida professora, os primeiros resultados não podem ser conclusivos. Há sempre a necessidade de se fazer um segundo teste para confirmar os resultados.

No caso do teste realizado in loco, ou seja, na Conferência houve um outro aspecto, inclusive, que pode ter comprometido os resultados reais.

Aspecto este, que tanto a professoras Alessandra e Sueli Vieira, como o aluno Ruan da Turma 1805 salientaram foi o fato da mesma pipeta ter tido contato com a água da torneira e, logo depois, com a água do bebedouro. O quê pode justificar um certo grau de contaminação na água do bebedouro.

Após o término da explanação da Profa Alessandra, eu e a profa. Sandra Amadeu retomamos o tema do dia, dando prosseguimento às apresentações e às explanações devidas.


Enquanto, eu iniciava a Apresentação,
a Profa. Sandra Amadeu orientava a aluna Ana Cláudia acerca do vídeo
Imagem cedida pela Profa. Sueli Vieira



Continuando... Ciclo da Água


Profa. Sandra Amadeu explanando sobre
os Grandes Vilões da Escassez e Mau Uso da Água


A segunda parte da palestra foi, especificamente, sobre Bacias Hidrográficas e, esta, também, foi conduzida sob o formato de apresentação em Power Point (pps).

Destacamos a Bacia Hidrográfica por esta ser considerada o melhor modelo de unidade sistêmica de gerenciamento ambiental.

Isso significa que toda e qualquer alteração natural e/ou de origem antrópica, que venha a ocorrer nos limites desta (alto, médio ou baixo curso) terá reflexos no âmbito da bacia. Sobretudo, quando este ocorrer no alto curso.

Outros conceitos foram introduzidos e/ou reforçados, oportunizados pela seqüência de imagens desta apresentação em PPS, tais como: rios de planície, rios de planalto, corredeiras, erosão, bacia hidrográfica, nascente, foz, afluente, sub-afluente, ravinas, voçorocas, entre outros.

Seria no final da apresentação sobre Bacias Hidrográficas, que a música Sobradinho (Sá e Guarabira) iria ser trabalhada, mas devido ao adiantado da hora, esta foi empregada apenas – como música ambiente – no momento da dinâmica de grupo realizada no final da palestra.

Durante as nossas exposições alguns alunos fizeram perguntas e, inclusive, professores.

Encerrada a palestra, demos por iniciar a dinâmica que consistiu em dividir e organizar os alunos em grupos a fim destes discutirem sobre tudo que foi apresentado e, logo em seguida, listar cinco medidas importantes a serem tomadas em termos de se evitar o desperdício e o mau uso da água nos diferentes âmbitos de vivência deles, sejam estes o ambiente escolar, o doméstico, o da comunidade na qual a U.E. e o aluno se encontra inserido, o bairro, o município ou o estado do Rio de Janeiro.










Dinâmica com os Grupos de alunos - Imagens cedidas pela Profa. Sueli Vieira

Ao término da dinâmica, um aluno de cada grupo apresentou as medidas selecionadas, pelo seu grupo, para todos os presentes.






Os alunos Fábio, Vanessa, Agatha e Tamires Eduarda como relatores dos seus respectivos grupos



Nenhum comentário: