domingo, 15 de março de 2009

Você sabe do que se trata a ONIOMANIA?

Imagem capturada da Internet

A palavra pode até soar estranho, mas é uma doença que acomete muita gente. Ainda mais sob a onda da globalização, da difusão de novos hábitos e das propagandas comerciais incentivando, cada vez mais, a compra e/ou troca de produtos novos.
 
Trata-se de uma doença que ataca mais o sexo feminino. Segundo o neuropsicólogo Daniel Fuentes (Ambulatório do Jogo Patológico e Outros Transtornos do Impulso/Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas), a proporção é de quatro mulheres para cada homem com esta doença.
 
A razão de sua incidência sobre as mulheres ainda não tem explicação científica, mas os especialistas acreditam que o motivo está diretamente relacionado a condições culturais.
 
Segundo o médico Fuentes, a Oniomania pode estar associada a transtornos do humor e de ansiedade, de dependência de substâncias psicoativas (álcool, tóxicos ou medicamentos), transtornos alimentares (bulimia, anorexia) e de controles de impulsos.
 
Já adivinharam?
 
Pois bem, Oniomania é a doença que se manifesta no indivíduo que compra compulsivamente, capaz de estourar, inclusive, o orçamento repetidamente. Os chamados oneomaníacos.
 
Os especialistas classificam a doença como um vício, igual ao alcoolismo. Tal como um dependente químico necessita da droga, o oneomaníaco precisa comprar, consumir.
 
Nos dias de hoje, os anúncios, propagandas e os inúmeros de mecanismos que incentivam as compras acabam fortalecendo o vício do consumismo e, particularmente, agravando a situação das pessoas doentes, aumentando o seu desejo de consumo.
 
Dificilmente, a pessoa admite estar doente, mas é muito importante que ela seja a primeira a reconhecer o seu estado real e de que precisa de ajuda profissional.
 
O tratamento requer além de medicação específica, acompanhamento psicológico. Uma orientação importante é que se corte o uso de cheques e de cartões de crédito. Segundo os especialistas, "o ideal é que alguém da família ou um amigo próximo assuma o controle das finanças do paciente"
 
No mesmo molde da prática de orientação da Associação dos Alcoólatras Anônimos (AAA), os pacientes com Oniomania podem já contar com um grupo de auto-ajuda chamado "Devedores Anônimos".
 

3 comentários:

pedro disse...

eu achei interessante essa postagem agoora as mulheeres pode sabeer de seus impulsos ! Pedro H. T:1903

Shirlayne disse...

Muito legal professora!
Gostei da explicação. Ficou bem clara e objetiva. Eu não sou oneomaníaca, porém tenho amigas que são assim. Assim que recebe a mesada vai logo gastar com qualquer coisa que vê pela frente! rsrs Shirlayne Vieira T:1903

Marli Vieira de Oliveira disse...

Pedro e Shirlayne,

Que bom que vocês gostaram e, mais ainda, por tomarem conhecimento da existência desta doença associada, na maioria das vezes, a ansiedade e, sobretudo, ao seu vínculo a um dos aspectos do processo da globalização: a propaganda das empresas; ao consumismo exagerado.

Beijos