domingo, 29 de março de 2009

Sucesso da Campanha A Hora do Planeta








Com certeza, cada um fez a sua parte na divulgação e participando, ontem, da Campanha A Hora do Planeta.

Fiquei muito feliz em saber que muitos alunos aderiram a idéia da ONG WWF -Brasil e, mais especificamente da WWF, em se manifestar sobre os efeitos das mudanças climáticas causadas pelo Aquecimento Global.

Muitos alunos queriam saber se teriam que pagar alguma taxa para se cadastrar, outros, se poderiam participar sem fazer o cadastro.

Os responsáveis acabaram, também, participando, uma vez que os alunos se tornaram multiplicadores e, no caso do cadastro, o número do CPF era necessário.

Gostaria até de relatar que alguns alunos, sem PC doméstico, foram com o responsável em Lan House para efetuar o cadastro na ONG. Outros divulgaram no Orkut, site de relacionamento social e diretamente. Achei ótimo!

Acredito muito que a conscientização às questões ambientais passa pela Educação, desde os primeiros anos do Ensino Fundamental. O universo de estudantes transformado em multiplicadores é fundamental para iniciarmos mudanças nas atitudes de muitos jovens e adultos que, ainda, adotam uma postura de total despreocupação com o meio ambiente e, consequentemente, com a qualidade de vida e da própria sobrevivência humana.

A Campanha foi um sucesso! Quem acompanhou os noticiários soube que foram quase 4 mil cidades de 88 países que participaram da Hora do Planeta.

Estou aguardando o levantamento oficial (e atualizado) de todos os países e cidades do Brasil que aderiram à Campanha. A relação que eu postei anteriormente, não estava atualizada, conforme informação da própria WWF-Brasil.

O que eu posso adiantar é que, entre as capitais brasileiras, tivemos a do Distrito Federal (Brasília) e a dos estados de São Paulo (São Paulo), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Minas Gerais (Belo Horizonte), Espírito Santo (Vitória), Rio Grande do Sul (Porto Alegre), Paraná (Curitiba), Pará (Belém), Amazonas (Manaus) e Acre (Rio Branco), além dos diversos municípios espalhados por estes estados.

No município do Rio de Janeiro foram apagadas as luzes do Cristo Redentor, os refletores da praia de Copacabana, do Parque do Flamengo e do Pão de Açúcar. O Maracanã não pode ser incluído devido ao jogo entre o Fluminense e o Botafogo, que teve início às 20:30h.

Por sua vez, o Jóquei Clube, que havia sido relacionado na lista das adesões à Campanha, eu não percebi na tela da TV que suas luzes foram apagadas no momento em que as lâmpadas do Cristo foram desligadas.

As imagens dos refletores sendo desligados, de diferentes monumentos históricos e/ou turísticos no mundo todo, não devem ser traduzidos como meros efeitos de um movimento "ecologista romântico".

A seriedade da Campanha é algo que extrapola este discurso, que muitos ainda insistem em utilizar para fazer desacreditar qualquer movimento social que priorize às questões ambientais e a urgência que se faz necessária à mudança de comportamento.

Estou disponibilizando a reportagem do Jornal Nacional (Globo) sobre a Hora do Planeta.




Nenhum comentário: