sábado, 17 de outubro de 2009

Horário de Verão 2009-2010


Horário de Verão x Horário Biológico - Imagem capturada na Internet



Hoje, à meia noite, os estados das regiões Sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), Sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais) e Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul, Mato Gross e Goiás, mais o Distrito Federal) deverão adiantar os relógios em uma hora. O seu término dar-se-á a zero hora do dia 21 de fevereiro de 2010.

O Horário de Verão foi adotado em nosso país, em 1931, no Governo de Getúlio Vargas, através do Decreto nº. 20.466 de 01/10/1931.

Contudo, ele não foi adotado, continuamente, nos anos subseqüentes, inclusive, sendo interrompido por muitos anos.

Ele só passou a ser cumprido, anualmente, a partir de 1985.

O Decreto Federal nº. 6.558 de 08/09/2008 institui que o Horário de Verão passa a vigorar – anualmente - a partir do 3° domingo do mês de outubro, terminando no 3° domingo de fevereiro do ano subsequente.

O mesmo ainda faz uma ressalva quanto ao fato da data final do Horário Verão coincidir com o carnaval. Nesta situação, o término de sua vigência passa para semana seguinte.

Conforme dita o referido Decreto, a medida do Horário de Verão só abrange as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

Tal como já mencionei em outra postagem, no ano passado, hoje além de entrar em vigor o Horário de Verão, à partir da meia noite, dá-se início ao período das grandes lamentações. Afinal, esta medida do governo não é aceita de maneira satisfatória por todos os brasileiros.

Muitas pessoas não conseguem se adaptar à mudança, alegando que o seu horário biológico não consegue acompanhar efetivamente o horário de verão. E, em razão disso, estas pessoas apresentam sintomas ligados – ao que os especialistas denominam - à desordem temporal interna, cujos sintomas mais frequentes são: insônia, sonolência diurna, cansaço, mal estar e mau humor etc.

Segundo, os mesmos, dependendo do indivíduo, estas alterações podem diminuir e/ou acabar após alguns dias ou semanas.



Mal estar - Imagem capturada na Internet




Solonência diurna - Imagem capturada na Internet


Eu, particularmente, adoro! No entanto, agora, a minha sensação ao regressar para casa vai ser outra. Vou me explicar melhor...

Apesar de ainda estar indo trabalhar, à tarde, na E.E. Assis Chateaubriand, no município de Duque de Caxias, a minha matrícula da rede estadual já foi transferida para o município do Rio de Janeiro.

Desde o dia 06 de outubro estou dando aula, à noite, na Escola Estadual de Ensino Supletivo Clóvis Beviláqua, em Olaria, próximo de minha residência.

Em função disso, aquela sensação de renovação, que relatei na postagem do ano passado, por regressar para casa ao final da tarde, ainda, com o céu claro, depois de um dia de trabalho, acabou.

Vou apenas chegar na escola noturna, ainda, com o céu claro e, depois, a noite dominará até eu voltar para casa.


O objetivo principal da adoção do Horário de Verão consiste em promover a economia de energia elétrica à partir do aproveitamento da luz natural (Sol) dos dias mais longos das estações de primavera e verão.

Atualmente, o Horário de Verão é adotado por cerca de 30 países, mesmo que - em alguns casos - em partes de seu território.

Nos países do hemisfério Norte, ele entra em vigor no mês de março, com término em outubro, enquanto no hemisfério Sul, o período de sua vigência é de outubro a março, com algumas alterações em função da opção do governo.

Notadamente, as vantagens pela adoção do Horário de Verão, em termos de economia de energia, sobressaem para os países do hemisfério Norte, nos quais – durante o verão, o céu claro costuma permanecer até às 20 horas (em alguns lugares até às 22 horas).

Em contrapartida, nos países da Zona Tropical ou Intertropical (situados entre os trópicos de Câncer e de Capricórnio), incluindo nestes – evidentemente – os países equatoriais (cortados pela linha do equador), a incidência solar é mais uniforme durante o ano inteiro. Não havendo, por isso, grandes vantagens por este recurso.

O Brasil é o único país da Zona Tropical ou Intertropical que, ainda, adota o Horário de Verão.
Contudo, no nosso caso, a adoção do Horário de Verão não se encontra condicionada apenas à economia de energia elétrica, mas, sobretudo, para amenizar os impactos negativos no sistema elétrico, uma vez que há um aumento na demanda de energia, mais ou menos, por volta das 18h, quando muitos estão regressando para os seus lares e – ao mesmo tempo – lâmpadas são acesas, chuveiros e aparelhos de ar condicionados são ligados, bem como ventiladores e outros aparelhos elétricos. Além disso, neste mesmo horário, a iluminação pública também é ligada.

Sendo assim, a adoção do Horário de Verão pelo Governo Federal – através do Ministério de Minas e Energia – se dá essencialmente para garantir segurança ao Sistema Elétrico do país mediante à redução da demanda de energia nos horários de maior consumo, apesar de proporcionar também a economia de energia elétrica.

Na postagem do ano passado, eu conto a história do seu idealizador, de como e quando começou o Horário de Verão (Ver postagem do dia 18/10/2008 ou através das Categorias).



Benjamin Franklin - Imagem capturada na Internet


Para saber mais sobre o histórico do Horário de Verão no Brasil e ter acesso a todos os Decretos Federais, acesse o site Divisão Serviço da Hora (DSHO).

Eu, aqui no meu canto (quarto), estou aguardando...

Antigamente, eu não adiantava o relógio, preferindo mantê-lo no horário normal, mas tendo a consciência de que estaria uma hora adiantada. Mas, ao ver que muitas pessoas olhavam o meu relógio para se basear quanto ao horário certo, sem ao menos me perguntar as horas, achei melhor reajustá-lo, tal como o Governo e as mídias recomendam.

Procure saber mais sobre...

. Os efeitos da relação Horário de Verão versus Horário Biológico, clique AQUI.

. Horário de Verão: como as crianças reagem a essa mudança? Clique AQUI.

3 comentários:

Tamiris Neves - 1801 disse...

Eu gosto do horário de verão, porque o sol fica até mais tarde :D
E eu acho que não tem nada a ver isso da pessoa não se acustumar, tudo bem, ela vai acordar uma hora antes, mais ela vai durmir uma hora antes :)

Marli Vieira de Oliveira disse...

Tamiris,

Estes efeitos e desconforto já sào comprovados, cientificamente. É claro que nem todos passam pela mesma situação. Inclusive, entre os que sentem, uma parcela logo depois se acostuma, consegue se adaptar às mudanças com o seu relógio biológico. Mas, há quem não consiga e fica de mau humor até o fim do período.

Que bom, que você não sente nada e até gosta. Eu também gosto.

Beijos,

Marli Vieira

Priscila disse...

Oiie ! Professora!
Eu gosto do horário de verão. Como o horário normal pra mim tudo bem. Mais não sei por que eles não são acostumados com o horário de verão.