quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Dra. Zilda Arns Neumann: Seus olhos se fecharam, mas a sua luz continua a brilhar entre nós


Drª Zilda Arns Neumann (25/08/1934 - 12/01/2010)

Entre tantas perdas humanas identificadas, após o forte terremoto do Haiti, no último dia 12 de janeiro, uma delas tocou o coração de milhares brasileiros, principalmente, de crianças e famílias carentes que viam - através do trabalho desta grande personalidade e de toda a equipe de voluntários da Pastoral da Criança - as reais chances de terem o seu desenvolvimento assegurado e uma melhor qualidade de vida.

Estou falando da Drª Zilda Arns Neumann, que foi a Fundadora e Coordenadora Nacional da Pastoral da Criança, Organismo de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cujas diretrizes sempre estiveram voltadas para o atendimento às comunidades pobres.

Inclusive, a referida médica pediatra e sanitarista se encontrava no Haiti participando da Conferência dos Religiosos, tendo - como missão humanitária - motivar os líderes e voluntários da Pastoral da Criança no país caribenho, que trabalham com crianças, gestantes e famílias.

De acordo com as informações divulgadas nas mídias, no momento do terremoto, a Drª Zilda Arns se encontrava no interior de uma igreja, conversando com um sacerdote sobre o trabalho da Pastoral da Criança. Ela havia encerrado, minutos antes, sua palestra para cerca de 150 pessoas.

Ela não morreu em consequência de soterramento; ela foi atingida diretamente na cabeça, assim que os tremores começaram e ela tentava se proteger. Mas, acabou morrendo na hora. O sacerdote sobreviveu.

A Pastoral da Criança é uma Entidade que promove ações ligadas à saúde, nutrição, educação e cidadania, assim como também para o lado da espiritualidade de forma ecumênica.

De acordo com o site oficial da Pastoral da Criança, este se encontra presente em 4.066 municípios e 42.314 comunidades espalhados em todos os estados brasileiros.

No ano de 2004, a CNBB lhe incumbiu de uma nova missão, porém de ação análoga à Pastoral da Criança, isto é, fundar e coordenar a Pastoral da Pessoa Idosa.

Atualmante, a Entidade atende mais de 100 mil idosos, que são acompanhados, mensalmente, por 12 mil voluntários de 579 municípios de 25 estados do país.


Dados Pessoais

. Nome completo: Zilda Arns Neumann;

. Data de Nascimento: 25 de agosto de 1934;

. Morte: 12 de janeiro de 2010;

. Naturalidade: Forquilhinha, Santa Catarina;

. Pais: Gabriel Arns e Helena Steiner Arns;

(Nota: Irmã de Dom Paulo Evaristo Arns);

. Formação e Atuação: Médica pediatra e sanitarista, fundadora e coordenadora nacional da Pastoral da Criança e da {astoral da Pessoa Idosa, Organismos de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB);

. Família: Ela era viúva de Aloísio Bruno Neumann (1931-1978), com o qual teve 6 filhos, Marcelo (falecido três dias após o parto), Rubens (Médico Veterinário), Nelson (Médico), Heloísa (Psicóloga), Rogério (Administrador de Empresas) e Silvia (era Administradora de Empresas; faleceu em 2003, vítima de um acidente automobilístico). Era avó de nove netos;

. Indicação ao Prêmio Nobel da Paz: a Pastoral da Criança foi indicada pelo governo federal nos anos de 2001, 2002, 2003 e 2005. A Drª Zilda Arns foi indicada, em 2006, junto com outras 999 mulheres de todo o mundo, as quais foram selecionadas pelo Projeto 1000 Mulheres, da associação suíça 1000 Mulheres para o Prêmio Nobel da Paz.



Trechos de seu último discurso em Porto Príncipe, Haiti (12/o1/2010)

"Agradeço o honroso convite que me foi feito. Quero manifestar minha grande alegria por estar aqui com todos vocês em Porto Príncipe, no Haiti, para participar da assembleia de religiosos.
Como irmã de dois franciscanos e de três irmãs da Congregação das Irmãs Escolares de Nossa Senhora, estou muito feliz entre todos vocês. Dou graças a Deus por este momento.

Na realidade, todos nós estamos aqui, neste encontro, porque sentimos dentro de nós um forte chamado para difundir ao mundo a boa notícia de Jesus. A boa notícia, transformada em ações concretas, é luz e esperança na conquista da Paz nas famílias e nas nações. A construção da Paz começa no coração das pessoas e tem seu fundamento no amor, que tem suas raízes na gestação e na primeira infância, e se transforma em fraternidade e responsabilidade social.

A Paz é uma conquista coletiva. Tem lugar quando encorajamos as pessoas, quando promovemos os valores culturais e éticos, as atitudes e práticas da busca do bem comum, que aprendemos com nosso mestre Jesus: "Eu vim para que todos tenham vida e a tenha em abundância" (Jo 10.10).



Outro trecho...


(...) Sabemos que a força propulsora da transformação social está na prática do maior de todos os mandamentos da Lei de Deus: o Amor, expressado na solidariedade fraterna, capaz de mover montanhas."Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos" significa trabalhar pela inclusão social, fruto da Justiça; significa não ter preconceitos, aplicar nossos melhores talentos em favor da vida plena, prioritariamente daqueles que mais necessitam. Somar esforços para alcançar os objetivos, servir com humildade e misericórdia, sem perder a própria identidade.

Cremos que esta transformação social exige um investimento máximo de esforços para o desenvolvimento integral das crianças. Este desenvolvimento começa quanto a criança se encontra ainda no ventre sagrado da sua mãe. As crianças, quando estão bem cuidadas, são sementes de paz e esperança. Não existe ser humano mais perfeito, mais justo, mais solidário e sem preconceitos que as crianças.

Como os pássaros, que cuidam de seus filhos ao fazer um ninho no alto das árvores e nas montanhas, longe de predadores, ameaças e perigos, e mais perto de Deus, devemos cuidar de nossos filhos como um bem sagrado, promover o respeito a seus direitos e protegê-los".



Imagens capturadas na Internet














A vida continua, onde o exemplo foi um marco, onde as palavras sempre serviram de conforto e onde a fé foi a bandeira para compartilhar a vida com os outros. Seus olhos se fecharam, mas a sua luz continua a brilhar entre nós. Fique em Paz, Drª Zilda Arns!


Fontes de Pesquisa

. E-Biografias

. Pastoral da Criança

. Yahoo! Notícias

. Wikipedia

Nenhum comentário: