terça-feira, 1 de março de 2011

1º de março: Aniversário da Cidade do Rio de Janeiro

Imagem capturada na Internet (Fonte: Wikipedia)

Hoje, a cidade do Rio de Janeiro comemorou o seu 446º aniversário de fundação e, por coincidência, eu tive o privilégio de vê-la do alto, da janela de um avião. Pude contemplar os seus limites com o mar, com os morros e a sua geometria de ocupação. Até as mais recentes cicatrizes de deslizamentos nas encostas.

Apesar de todas as adversidades inerentes às grandes cidades e a sua particularidade, o Rio continua uma cidade linda, receptiva, alegre, solidária e feliz.

O gentílico de quem nasce na cidade do Rio de Janeiro é carioca, enquanto que em referência ao estado se diz fluminense.

Como já mencionei em antiga postagem, eu sou carioca da clara ao invés de carioca da gema, termo mais conhecido popularmente.

Sou carioca da clara, porque nasci na cidade, mas apenas um dos meus pais é carioca (o meu pai, pois minha mãe é paulista). Só se é considerado carioca da gema aquele que nasceu na cidade e os pais também são cariocas.




Imagem capturada na Internet (Fonte: Wikipedia)

A cidade do Rio de Janeiro foi fundada por Estácio de Sá, no dia 1º de março de 1565 e, em homenagem ao Rei de Portugal, D. Sebastião, esta passou a ser chamada de São Sebastião do Rio de Janeiro.

O termo Rio foi atribuído em consequência de certa confusão feita pelo encarregado do reconhecimento da terra, Gonçalo Coelho, logo após o descobrimento do Brasil. Este ao ver a Baía da Guanabara pensou em se tratar de um estuário de rio (foz). Janeiro, porque a data deste reconhecimento se deu em 1º de janeiro de 1502. Daí... Rio de Janeiro.

A história da fundação da cidade do Rio de Janeiro foi de caráter militar, tendo em vista as invasões dos franceses que ocuparam, inicialmente, a Ilha de Villegaignon, em 1555, com a intenção de fundar uma colônia.

Em 1560, os franceses foram expulsos por Mem de Sá, que ocupava o cargo de terceiro governador geral do Brasil e que havia saído da Bahia com esta intenção.

Em Portugal, a Rainha Regente, D. Catarina, foi comunicada a respeito da expulsão dos franceses por Estácio de Sá, que era primo de terceiro grau de Mem de Sá.

Em 1564, Estácio de Sá veio para o Rio de Janeiro com a incumbência de expulsar os inimigos e conservar a paz com os índios tamoios. Em razão das relações instáveis com os índios, Estácio de Sá precisou do apoio e intervenção do Padre Manuel da Nóbrega.

Após ter obtido o apoio dos índios tamoios, Estácio de Sá organizou e partiu com uma expedição para a cidade, em 22 de janeiro de 1565. O desembarque foi no dia 1º de março, quando este fundou a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.

Nenhum comentário: