quinta-feira, 29 de maio de 2014

Relembrando Tópicos da Matéria: Hotspots

Imagem capturada na Internet (Fonte: Wikimedia Commons)

Para os alunos da 1ª Série...

Hotspots ou "pontos quentes", em português, correspondem às áreas que apresentam uma grande biodiversidade (flora e fauna), mas que se encontram em alto risco de degradação ambiental (apresentando-se já devastada e tendendo a se agravar).

Este termo, de cunho ambiental, foi criado pelo ecólogo e cientista inglês, Norman Myers, da Oxford University, em 1988. Na época, o referido cientista identificou apenas 10 hotspots no planeta.
 
Outros pesquisadores se interessaram e, também, passaram a investigar, ampliando - assim - o número de hotspots no planeta.
 
O primatólogo estadunidense Russell Mittermeier, da Organização Não Governamental Conservação Internacional (C.I.), realizou um levantamento no período de 1996 a 1999, no qual identificou e acrescentou mais 15 áreas de riscos, elevando para 25, o número de Hotspots na Terra (cerca de 1,4% da superfície terrestre).
 
A referida ONG atualizou os dados, no início de 2005, ampliando o número de Hotspots da Terra para 34, tal como são apontados no mapa acima (nove a mais).

Todos os hotspots, juntos, somam uma área correspondente a 2,3% da Terra, onde se encontram 50% da flora e 42% de vertebrados da superfície terrestre.
 
De acordo com os critérios estabelecidos para a classificação das áreas em um hotspot, segundo Myers, é preciso que esta possua – no mínimo - 1.500 espécies endêmicas de flora e que tenha perdido mais de ¾ de sua vegetação natural.

Como se tratam de áreas com grande biodiversidade, além da riqueza em termos de flora (vegetação), inclui-se as espécies da fauna (animais). A ameaça ou risco, sobretudo, da vegetação nativa implica consequentemente na integridade e conservação das espécies animais.
 
Entendem-se por plantas endêmicas, as espécies que só nascem em um determinado local, isto é, a sua distribuição geográfica se limita a um determinado ponto da Terra (país, região, continente etc.), não existindo em nenhum outro lugar.

Dos 34 Hotspots identificados na superfície terrestre, dois se encontram localizados em nosso território: a Mata Atlântica e o Cerrado.

Para saber mais acerca dos Hotspots (locais) e sobre os dois biomas brasileiros incluídos nesta lista, acessem a postagem, antiga, referente ao mesmo tópico e vejam, também, as imagens. Clique AQUI!

Fontes:

. Como Tudo Funciona - Howstuffworks

. Conservação Internacional

Hotspots: OsLugares mais Importantes da Terra

.  Parques Nacionais do Brasil

Nenhum comentário: