sexta-feira, 6 de julho de 2018

Copa 2018: A Rússia sob todos os Olhares (Parte III)

Imagem capturada na Internet

 
Quanto à Rússia sabe-se ainda que...

 
- A maior parte da população russa vive no lado europeu (75% da população total);
 
- Sua cidade mais populosa é Moscou (capital) com cerca de 12,4 milhões de habitantes (estimativa 2018) e, segundo dados publicados no ano passado (2017), 15% de sua população é muçulmana;
 
- Existem oito mesquitas em Moscou e, embora o clero muçulmano tenha planos para construir novas mesquitas, há forte oposição local, o que obriga as autoridades a cancelar seus próprios decretos junto à comunidade muçulmana;
 
- As russas são conhecidas no mundo inteiro por serem muito bonitas e vaidosas. No entanto, vivem sob um regime de total submissão em casa, pois o país é, tradicionalmente, muito machista;
 
- No ano passado (2017), o Governo russo aprovou uma lei que descriminaliza alguns atos de violência doméstica no país, permitindo que o homem bata na mulher e/ou nos filhos. Segundo a mesma, só serão considerados crimes, os casos de lesões ou ferimentos muito graves, em que a vítima seja obrigada a procurar atendimento hospitalar ou se ausentar do trabalho, assim como se as agressões forem constantes. O principal argumento dos que são favoráveis e apoiam a referida legislação é que, em assunto familiar, o Estado não deve se intrometer;
 
- Por outro lado, as russas tiveram conquistas históricas e relevância no mercado de trabalho, tais como, foi o primeiro país a legalizar o aborto (1920); assegurar o direito ao voto às mulheres (1917) e, o país figura como o de maior percentual de mulheres em cargos executivos seniores;
 
- Em seu território existem aproximadamente 160 grupos étnicos, que falam cerca de cem idiomas. Contudo, a língua oficial é a russa;
 
- A escrita russa utiliza a versão moderna do alfabeto cirílico, com 33 letras;
 
- Moscou e São Petersburgo são as duas cidades que mais se destacam em termos de turismo (as mais visitadas). A primeira, capital do país, é o centro econômico, político, administrativo e cultural do país; a segunda foi a capital do dos czares, apresentando uma arquitetura que remete à nobreza e ao clima de glamour da época;
 
- O país possui a maior biblioteca da Europa e a segunda maior do mundo, a Biblioteca Estatal Russa (Moscou);
 
- Possui também a mais longa ferrovia do mundo, a Transiberiana, que abrange quase todo o território russo, de Moscou a Vladivostok;
 
- Ela tem uma das Companhias de ballet (balé de Bolshoi) mais renomadas do mundo, o Teatro de Bolshoi. No Brasil há uma filial da Companhia em Joinville (Santa Catarina);
 
- Entre os esportes, o mais popular no país, é o futebol, com destaque para os times mais populares do país como CSKA Moscou, o Spartak Moscou e o Zenit;
 
- Ela também é conhecida como o país da Vodca, a bebida mais famosa e tradicional russa desde o período czarista (Século XV), embora sua produção e comercialização tenha sofrido reverses ao longo do tempo (proibição, restrições, venda no mercado negro etc.);
 
- Um dos mais famosos símbolos da cultura russa é a Matrioska (produto artesanal). Trata-se de uma boneca de madeira, pintada, que tem em seu interior várias outras, menores, simbolizando a fertilidade;
 
- Entre os principais e típicos pratos da culinária russa tem-se o Frango á Kiev, Shashlyk, Pelmeni (massa com carne picada dentro), Pirozhki (pãezinhos assados recheados com carne ou legumes), Blini (panquecas) e a Salada Russa (legumes em cubo com maionese e outros ingredientes);
 
- Duas preocupações em termos de ameaças e riscos afligem o país. Um é o crime cibernético e, por isso, a recomendação é evitar o uso da rede wi-fi pública ou desprotegida, bem como de caixas eletrônicos em lugares desconhecidos ou o uso de cartões de crédito sem senha. O segundo consiste no alto risco de ataques terroristas (Grupos do Cáucaso Norte e do Oriente Médio, como o Estado Islâmico). Em abril de 2017, duas explosões, no metrô de São Petersburgo, mataram dez pessoas e feriram dezenas.
 
 
Fontes de Pesquisa
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário: