segunda-feira, 1 de março de 2010

Curiosidade: Árvore-Símbolo da Cidade do Rio de Janeiro

Imagem capturada na Internet (Google)

Para quem não sabe, em junho de 2008, a Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro realizou uma eleição para a escolha da árvore-símbolo do município.

A espécie vencedora foi a Cariniana ianerensis, nome científico do Jequitibá-açu, que alcançou 55% dos votos, isto é, ela obteve 1881 votos entre os 3.421 votantes que participaram do sufrágio.

Tipicamente carioca, o Jequitibá Açu é uma das árvores mais imponentes da Mata Atlântica. Ela é muito utilizada em projetos de reflorestamento e de arborização de ruas, pela Prefeitura do Rio, a fim de propagar a espécie e garantir a sobrevivência da mesma, já que se encontra ameaça de extinção.

O Jequitibá Açu é resistente, apresentando um desenvolvimento melhor. Seus frutos são apreciados por animais, atraindo pequenos mamíferos, pássaros e insetos que acabam exercendo o papel de disseminadores da espécie, contribuindo para recuperação da fauna e da flora nativas.

Vejamos alguns dados da espécie...


Nome científico: Cariniana ianeirenses R. Knuth

Nome popular: jequitibá-açu

Família: Lecythidaceae

Classificação: espécie pioneira

Porte arbóreo: (8 - 15m)

Zona de ocorrência natural: Rio de Janeiro

Informações ecológicas: planta semidecídua, heliófita. Adaptada a solos bem drenados em encosta de morros. Ocorre em mata ciliar.

Outros usos: sementes consumidas por mamíferos silvestres; arborização de parques e jardins; possui propriedades medicinais.

Época de floração: novembro-janeiro

Cor da flor: branca

Época de frutificação: agosto-setembro

Tipo de fruto: cápsula

Tipo de dispersão: anemocórica

Polinização: melitofilia

Características da folha: simples, serrada, sem estípulas.

Filotaxia: alterna, espiralada.

Outras características: Possui o maior fruto entre os jequitibás encontrados no município do Rio de Janeiro.


Fontes:

Manual de Plantas Medicinais

O Globo

Nenhum comentário: