quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Divisão do Trabalho


Mulher Multifuncional
Imagem capturada na Internet 

A divisão do trabalho consiste na distribuição de tarefas e/ou funções, permitindo que cada uma delas seja executada com maior rapidez. As tarefas específicas, no âmbito de um ambiente cooperativo, apresentam grandes vantagens que são bastante perceptíveis, tanto em termos de eficiência quanto em termos de qualidade e quantidade.

A divisão de tarefas e a destreza em cada etapa da operação leva à redução do tempo e, por conseguinte, ao aumento da produtividade (maior lucro).

Imagem capturada na Internet 
Fonte: Crab Jelly

Historicamente, a necessidade de se promover uma divisão do trabalho sempre se ateve associada às relações sociais no âmbito do trabalho e, sobretudo, ao surgimento do sistema capitalista, em suas diferentes fases, desde à expansão e aumento do comércio, à grande complexidade dos processos de industrialização, bem como a todo o processo produtivo global.

Esse trabalho cooperativo entre diversos trabalhadores, em um mesmo espaço físico, tendo cada qual uma tarefa específica leva à especialização do indivíduo à respectiva tarefa. Essa especialização, no entanto, tem vantagens e desvantagens.

Entre as vantagens tem-se a desenvoltura e o aprimoramento do indivíduo naquele ofício específico. No entanto, a especialização adquirida no parcelamento do trabalho em tarefas distintas priva ao indivíduo a concepção do trabalho como um todo, ou seja, separa-se a execução da concepção. O trabalho manual (criação do objeto) e o trabalho intelectual (sua consciência sobre o trabalho) se encontram dissociadas. O produto final é fruto do trabalho coletivo.

Tal como ocorre dentro de qualquer atividade ou setor econômico, a divisão do trabalho também acontece no âmbito das sociedades ou nos diferentes níveis de um espaço geográfico (bairro, município, estado, país).

Sendo assim, podemos classificar a Divisão do Trabalho em quatro grupos, a saber:
- Divisão Social do Trabalho: ocorre entre membros de uma mesma sociedade ou entre sociedades.

Em uma aldeia indígena, por exemplo, as atribuições entre homens e mulheres, jovens, adultos e os mais velhos variam, cada qual desempenhando uma tarefa específica.

O mesmo, podemos perceber em muitas casas, quando a mãe estabelece funções a cada filho, como forma de auxiliar no trabalho doméstico (uma filha varre a casa, a outra arruma cozinha, o filho mais velho leva o lixo pra rua e os cachorros para passear, por exemplo). 

Imagem capturada na Internet 

- Divisão Técnica do Trabalho: ocorre entre as diversas operações do processo produtivo (cadeia produtiva), realizadas por diferentes pessoas, em uma atividade econômica específica (comércio, indústria etc.).

Imagem capturada na Internet 


- Divisão Sexual do Trabalho: ocorre na divisão de gêneros no contexto dos diferentes papéis atribuídos a homens e mulheres na sociedade e/ou no processo produtivo (relações de poder, de dominação, de opressão, de superioridade entre homens e mulheres), que se expressa na valorização e nas diferenças salariais entre trabalhadores de ambos os sexos que desempenham a mesma função.


Imagem capturada na Internet 

- Divisão Territorial ou Internacional do Trabalho: ocorre quando há a repartição espacial das atividades econômicas entre os diferentes níveis de um espaço geográfico.

Imagem capturada na Internet 


Fontes:

. Material Didático particular;

. PIRES, Denise Elvira. Divisão Social do Trabalho - FIOCRUZ

2 comentários:

Maurício William disse...

Professora Marli,boa noite! Achei bacana a matéria,conteúdo,enfim...Mas em relação a essa divisão sexual do Trabalho, acho que não deveria ter, pois assim como o homem,a mulher também é capaz de fazer o mesmo que o homem, claro que será um serviço mais pesado para ela, mas ela é capaz. Acho que as pessoas estão se afundando cada vez mais, nessa "cultura" que eles seguem,de que "o lugar da mulher é na cozinha" ou algo do tipo. Não deveria ter essa divisão do trabalho, ou até mesmo essa diferença salarial entre os mesmos.

Marli Vieira de Oliveira disse...

Maurício William, eu - na minha área de conhecimento - também nunca tinha ouvido falar sobre esse tipo no âmbito da Divisão do Trabalho. Até mesmo, em minhas turmas, chego a comentar que isso ocorre - muitas das vezes - na Divisão social, quando - por exemplo - as próprias mães atribuem tarefas estritamente domésticas às filhas (lavar e enxugar a louça, varrer a casa etc.), enquanto aos filhos cabem levar o lixo ou passear com o cachorro na rua. Só que eu sempre faço pesquisa na Internet até para me inteirar sobre as mudanças, sobre atualizações. E encontrei este artigo da Fiocruz (RJ) e outros que mencionam esta divisão.

A questão não é duvidar da competência de um em relação ao outro, mas no âmbito do trabalho, infelizmente, ainda existe essa análise e pré-julgamento. Com isso, muitos cargos são delegados aos homens e, não, às mulheres. Infelizmente, pois concordo com você.

Eu comentei com os meus alunos, inclusive, sobre a minha opinião e desconhecimento acerca deste tipo. Talvez, o meu erro (com certeza!) foi não comentar na própria publicação. Como vi que outros sites também mencionam acerca da existência deste, eu só fiz referência ao artigo da FIOCRUZ, que é uma Instituição de renome e bastante conhecida.

Agradeço o seu comentário! Mas, infelizmente, sabemos que ainda existe esse tipo de análise acerca da mulher no mercado de trabalho. Não resta dúvida, que as mudanças estão em curso... Graças a Deus!

Um grande abraço!